O que fazer quando meu filho começa a morder seus coleguinhas?

30 de outubro de 2017

Você anda preocupada porque o seu filho tem mania de morder? É estranho pensar nisso, mas as crianças geralmente mordem. Por algum motivo as crianças caem na tentação de morder as outras pessoas, seja seus companheiros, seus pais ou outros adultos. Algumas crianças fazem desse mal hábito uma rotina, mas a verdade é que todo mundo, em algum momento da infância, age dessa maneira.

No entanto, apesar de ser algo relativamente normal, não é apropriado que deixemos esse ato passar em branco. Se a criança morde é preciso corrigir e evitar essa atitude. Acredita-se que é parte do seu desenvolvimento e do descobrimento de si mesma. Da mesma forma, é um mecanismo de defesa “avançado”, ou seja, o que não pode explicar com palavras é explicado por mordidas.

Normalmente a criança morde devido mais à frustração, do que movida por algum tipo de agressividade. Na maioria dos casos ela não quer agredir a outra pessoa, mas talvez queira apenas manifestar seu descontentamento. A infância pode ser um período complicado para eles, assim como para os pais.

O que faço se meu filho morde seus amiguinhos? Como enfrentar os seus pais? É preciso castigá-lo ou obrigá-lo a pedir desculpas?

menino se sentindo muito irritado

É importante lembrar que as crianças muitas vezes não entendem perfeitamente as atitudes dos adultos. Muitas ações do tipo normativo, moralista ou diplomático não se encaixam nas práticas infantis.

“Por exemplo, cortesia, diálogo e busca por soluções é algo que precisa de tempo para ser aprendido. Por isso, a maneira de corrigi-los não pode ser muito “adulta”, já que é necessário que eles compreendam a reprimenda.”

Descubra a origem desse comportamento

Seu filho morde por diferentes motivos. Trata-se de um comportamento copiado de outras crianças. No entanto, o principal motivo é a sua necessidade de comunicar-se. Isso sim, ainda quando entendemos o que está acontecendo e ainda que seja difícil, é preciso que censuremos essa prática.

Pais e professores são os principais encarregados de corrigir e evitar que as crianças mordam. No colégio é algo corriqueiro que um pai apareça se queixando de que seu filho foi mordido por algum de seus coleguinhas. Por isso, às vezes o professor é o primeiro que deve agir diante do problema. 

Pode ser vergonhoso e inquietante ser chamado ao colégio por algum professor devido ao fato de seu filho ter mordido algum dos seus coleguinhas. É normal que neguemos e tentemos justificar sua ação, mas antes de tudo é preciso corrigir. É importante que você converse com o seu filho e descubra a causa desse comportamento.

Com certeza a criança se sentirá envergonhada. Mas, como uma criança demonstra vergonha? Talvez comece a chorar, faça birra ou queira dar chutes e pontapés. Consequentemente, a repreensão pode se tornar mais complicada.

Por quê ela morde?

Como dissemos anteriormente, seus motivos podem ser diversos. Entre as principais causas encontramos as seguintes:

  • A criança morde porque tenta expressar seus sentimentos. Algo a incomoda, não gosta ou deseja algo desesperadamente.
  • Desconhece seu entorno e as pessoas que se encontram nele.
  • Está se defendendo de alguma agressão praticada por outras crianças. 
  • Se é um bebê, pode ser que sinta dores nos dentes.
  • Começa a ser independente, o que gera frustração devido às suas limitações. 

Meu filho tem mania de morder, o que devo fazer?

Se vários casos de mordidas já aconteceram, então temos plena consciência que ele morde e o motivo disso. Agora o próximo passo é saber que é possível evitar isso por meio de uma comunicação adequada. Lembremos que ele pode chegar a morder sem ter pleno conhecimento das consequências, mas também pode ser que não se importe. Em qualquer caso é necessário intervir, evitar que aconteça novamente, ou ao menos que modere seu comportamento.

Filho mordendo as costas do pai

As seguintes ações podem lhe ajudar a controlar o seu filho quando ele resolver sair mordendo por aí:

  • Converse com ele, explique que esse comportamento não é aceitável. Lembre-se de adequar a linguagem à sua idade, para que possa entender melhor. Conte seus sentimentos e os da criança que foi agredida. Diga que esse comportamento será castigado e que você está muito triste com ele.
  • Podemos impor certa autoridade mesmo evitando gritar e maltratá-lo. A reprimenda deve ser imediata, você pode castigá-lo simplesmente por privá-lo do que ele mais gosta. Por exemplo, limitando o tempo de brincar ou de assistir televisão.
  • Não deixe de observar seu comportamento, provavelmente a criança está dando sinais de desconforto ou algum outro sentimento que a leva a morder. Se você toma um passo à frente em relação ao seu comportamento, é possível evitar que ela acabe mordendo.
  • Tente fazer com que ela evite a vingança em todos os sentidos. Nessas ocasiões as crianças mordem porque foram mordidos primeiro ou para se defender de outra agressão. Evite que outras crianças a mordam e explique como ela pode se defender da melhor maneira possível.
  • Mantenha uma comunicação efetiva com professores e cuidadores, para que a precaução seja estendida, e que novas ações disciplinárias sejam aplicadas.

Não é muito complicado evitar que as crianças mordam, porque quando percebem que isso não é bem visto, elas começam a moderar e a mudar os seus comportamentos indesejados. Em alguns casos basta mostrar o mal que estão fazendo. No entanto, o mais importante sempre é o amor com que as corrigimos, para que se sintam amadas e compreendidas.