Brincar sozinho: crianças entre 1 e 2 anos de idade

· 25 de dezembro de 2018
As crianças necessitam de seus pais para brincar e aproveitar um tempo de qualidade com eles. Para as crianças, o mais importante é poder aprender as interações sociais com seus pais. Isso sem dúvidas, as ajudará a crescer e se desenvolver de forma segura e saudável.

É adequado que as crianças trabalhem de maneira independente ao mesmo tempo, passando alguns momentos brincando sozinhas. Veja, neste artigo, dicas para conseguir fazer seu filho brincar sozinho.

Há poucas coisas tão especiais como um tempo de qualidade brincando com seu filho pequeno.

No entanto, chega um momento em que seu filho precisa aprender a fazer coisas por si mesmo, ainda que durante apenas vinte minutos e sempre embaixo de sua vista para saber que tudo está bem, que ele está seguro e protegido em todo momento.

As crianças pequenas necessitam de supervisão constante.

8 dicas para conseguir que seus filhos de 1 ou 2 anos brinquem sozinhos

1. Passar tempo sozinho no mesmo quarto

Passar tempo sozinho no mesmo quarto, mas permitindo que a criança faça o que quiser com seus brinquedos, é uma boa ideia.

Dessa maneira, o menino ou a menina pode brincar sozinho à vontade e você não perde em nenhum momento em o que ele ou ela está fazendo.

Você pode dar alguns jogos ou livros para ler. Mas não dê muitos, pense em alguns específicos para estimular a diversão.

2. Seja um bom exemplo

brincar sozinho

Para ser um bom exemplo, seu filho deverá te ver fazer coisas sozinha. Assim, ele irá te imitar.

Por exemplo você pode jogar com blocos (lego) para que ele veja, ler um livro ou pintar algum papel ou alguma lousa pequena que tenha em casa e ele também possa usar. Lembre-se de comprar produtos não tóxicos, já que as crianças pequenas colocam tudo na boca .

3. A tela não é um canguru

Não confie na televisão ou em jogos de celulares ou tablet para manter seu filho entretido. Isso só fará com que mude a dependência que ele tem de você para a tela.

O objetivo não é esse. O que você pretende é conseguir que seu filho tenha autonomia para potenciar um jogo livre, que seja capaz de inventar suas próprias brincadeiras desenvolvendo sua criatividade e imaginação.

4. Estabelecer um espaço seguro

É muito importante que em sua casa, haja um espaço seguro onde seu filho possa experimentar e brincar sozinho sem perigos, sem nenhum tipo de risco que possa fazer algum mal.

Pense em parques infantis, em áreas delimitadas ou em um quarto todo preparado para que ele possa experimentar sem perigos, sem objetos  que possam machucá-lo.

5. Sem interrupções

Se seu filho está entretido brincando sozinho, não o interrompa. Se você pode, por exemplo, deixá-lo brincando 15 minutos a mais antes do jantar, espere um pouco, não tem problema.

Seja flexível porque esses momentos brincando são muito importantes para o desenvolvimento emocional e também para trabalhar a independência e autonomia dos pequenos. À medida que crescemos, essa autonomia é muito valiosa.

6. A bagunça não importa

brincar sozinho

Não se desespere ao ver um pouco de bagunça em sua casa. Permita o caos enquanto a criança brinca. A ideia é ceder o controle por um tempo para que seu filho descubra qual é a melhor mineira para se distrair sozinho e com eficácia.

Quando acabar a brincadeira, você pode incentivá-lo e ajudá-lo a guardar todos os brinquedos para que ele aprenda pouco a pouco que fazer isso é responsabilidade dele.

7. Passe tempo de qualidade com seu filho

Deixar seu filho brincar sozinho para, dessa forma, melhorar sua independência e autonomia não significa que você vá deixar de prestar atenção nele, “ ele deve aprender a ficar sozinho”.

Não é assim, seu filho precisa de tempo de qualidade com você. Por isso, você deverá dar prioridade ao tempo que passa com seu filho. O tempo que brinca sozinho deve ser limitado. Além disso, você sempre deve aproveitar esse tempo de qualidade com ele.

8. Pouco a pouco é melhor

A princípio pode ser difícil que uma criança desfrute de um tempo sozinha, é normal. Pode ser que demore alguns minutos antes que ela comece a brincar ou pode ser que alguns minutos brincando sozinha sejam mais que o suficiente.

Pode começar com alguns poucos minutos brincando sozinho e ir aumentando os minutos a cada dia até que seu filho se sinta em harmonia.