Causas do ronco e da apneia do sono nas crianças

2 de julho de 2018
Assim como acontece com os adultos, as crianças também podem ter problemas de saúde que interferem diretamente na sua capacidade de dormir e na qualidade do sono.

Muitos pais notam que os seus filhos roncam frequentemente e que inclusive alguns deles sofrem de apneia do sono. 

Os roncos das crianças são produzidos quando o céu da boca vibra a cada respiração, enquanto a apneia do sono é uma pausa involuntária na respiração. Essa pausa na respiração não é necessariamente causada pelos roncos.

O normal é que esses estados desapareçam sozinhos com o passar do tempo. Mas será preciso consultar um pediatra para que ele oriente sobre se é normal ou se é melhor observar melhor para saber exatamente o que está acontecendo. A opinião de um profissional é necessária, sobretudo se você notar que seu filho sente muito sono e fica cansado o dia inteiro.

Por quê as crianças roncam?

A obstrução das vias respiratórias é a causa mais comum dos roncos e das apneias do sono nas pessoas. Isso leva a uma obstrução parcial ou completa da via respiratória, impedindo, dessa forma, que o ar chegue corretamente aos pulmões. Ela pode ocorrer devido a uma obstrução das vias aéreas superiores ou inferiores.

No caso da obstrução das vias respiratórias superiores, ela é produzida na zona do nariz, da boca ou da laringe. Em alguns casos, pode levar a uma emergência médica. Por outro lado, a obstrução das vias respiratórias inferiores pode acontecer na laringe e nos pulmões.

do ronco e da apneia do sono nas crianças

Consulte um médico

É necessário consultar um médico se o seu filho ronca ou tem apneia do sono, para que ele possa ser tratado, já que se não conseguir dormir bem, pode acabar tendo problemas de memória, no desenvolvimento motor, dificuldade de aprendizagem, ter menos defesas, ter problemas na pressão arterial, etc. Qualquer problema noturno que o seu filho tiver, portanto, deverá ser atendido com a maior rapidez possível.

Além disso, a falta de sono pode levar a uma alimentação desequilibrada provocando obesidade infantil. Os transtornos de sono também podem afetar a agilidade mental, a atenção, a concentração, etc.

Principais motivos para o bloqueio das vias respiratórias

Existem algumas causas bastante comuns pelas quais as crianças podem roncar ou sofrer de apneias do sono. Se o seu filho é acometido por esse mal, é necessário consultar o médico para poder eliminar qualquer problema adicional.

Reações alérgicas

Se o seu filho for alérgico a qualquer elemento, ele pode experimentar uma inflamação na traqueia ou na garganta, o que pode levar à obstrução da passagem de ar.

do ronco e da apneia do sono nas crianças

Bronquite

A bronquite é a inflamação dos brônquios (os tubos que levam ar aos pulmões) e pode causar problemas durante o sono. É preciso consultar um médico para descartar essa doença no seu filho.

Inalação de fumaça ou corpos estranhos

A inalação de fumaça ou de corpos estranhos como brinquedos pequenos, botões ou qualquer outro objeto, pode provocar a obstrução das vias respiratórias. Isso pode ser extremamente perigoso.

A epiglote

A epiglote é uma estrutura que separa a traqueia a partir do esôfago. Qualquer infecção na epiglote pode obstruir o fluxo do ar nos pulmões e, assim, causar apneia do sono ou roncos nas crianças.

Amigdalite

A amigdalite é uma inflamação das amígdalas, que torna difícil que o ar passe através delas. Portanto, é uma condição que pode aumentar as possibilidades do seu filho sofrer de apneia do sono.

Infecção da garganta

Uma infecção da garganta gera um acúmulo de pus nos tecidos da parte posterior da garganta, o que pode causar apneia do sono.

Asma

A asma é uma inflamação das vias respiratórias provocada pela inflamação da mucosa na vias respiratórias. Isso reduz a quantidade de ar que pode ser inalado pelos pulmões.

Como você pode perceber são muitos os motivos que podem provocar os roncos e as apneias do sono nas crianças. Por esse motivo, ao menor indício possível que você tiver de que algo não vai bem, o melhor é consultar o pediatra para que ele possa investigar o que está acontecendo.

Recomendados para você