Com o meu irmão ganhei um companheiro para toda a vida

7 de dezembro de 2018
Lembro da minha infância e contemplo meu presente. Observo que, ao longo da minha história, sempre existiu ao meu lado um fator comum. Talvez o melhor presente que minha mãe pôde me dar na vida.

Desde muito pequeno, meu irmão sempre esteve ao meu lado, assim como eu prometi estar ao lado dele.

Definitivamente, afirmo que com meu irmão ganhei um companheiro para toda a vida. Sem dúvida, o mais fiel e leal. O verdadeiro incondicional.

Aquele que nas horas boas jamais faltou e nas ruins – quando casualmente a ausência é maior – nunca se negou a estar ao meu lado.

Companheiro de aventuras, oponente nas minhas batalhas. Criador da minha personalidade, meu conselheiro predileto, meu advogado depois de algum problema.

O confidente dos mais profundos segredos. Esse mesmo que, quando criança, me ensinou a andar e a sorrir.

Em certas ocasiões, ser um irmão é inclusive melhor do que ser um super-herói

-Marc Brown-

Com esse ser cheio de luz e amor para dar, obtive o prêmio mais precioso da vida. Por isso, conforme os anos passam, me apego mais a ele e peço para tê-lo sempre ao meu lado para aproveitar da sua companhia.

Por mil razões, me sinto feliz e sou agradecida. Te amo irmão do meu coração!

Meu irmão é um baú cheio de lembranças

meu irmão

Meu irmão, além de ser meu eterno companheiro, foi, é e será para sempre um baú cheio de lembranças. Protagonista e réplica exata da minha própria história. Com ele, construí os momentos mais felizes e lindos da minha infância, da minha vida.

Junto a essa pequena pessoa de amor infinito e generosidade invejável cresci, ri e também chorei. Passamos manhãs e tardes inteiras brincando no parque, trocando brinquedos e doces. Em suma, aprendi a dividir com ele apenas por andar ao seu lado.

Com essa pessoa que não possuía inveja no seu dicionário pessoal, também tive as minhas primeiras travessuras inocentes. As primeiras palavras, os primeiros passos estiveram a seu encargo.

Meu irmão foi quem com apenas um sorriso podia me explicar o mundo. Ao contrário, com apenas um olhar podia colocar o meu sorriso nas suas mãos.

Confiança e respeito foram os valores que ele me transmitiu. Amizade é hoje em dia o seu legado. Milhares de fotos me demonstram tudo o que fomos, e no que nos transformamos.

Meu defensor em cada uma das causas em que eu era a vítima. O abraço protetor que se transformava em escudo quando invadia o medo. A razão de todas aquelas intermináveis horas vazias da infância.

Meu irmão é o dono da maioria das mais doces lembranças da minha infância, um verdadeiro baú de lembranças.

Meu irmão, ao longo do tempo

meu irmão

O tempo passou e, no entanto, nada desapareceu ao longo do percurso. Isso que permaneceu imutável e inquebrável era justamente a mais linda das minha relações. O vínculo com esse ser querido, especial e único: meu irmão.

Meu irmão continua sendo aquela pessoa em que penso quando devo dividir meus sucessos e triunfos. É quem genuína e naturalmente se alegra pela minha felicidade. É também a primeira pessoa que me vem à mente quando preciso de uma palavra de coragem ou conselho.

Foi o primeiro a saber que eu estava apaixonado, quem me viu chorar, quem me convidou a refletir. Meu irmão cresceu, mas continua sendo essa pessoa com quem posso rir das coisas mais absurdas.

Sem culpas, nem vergonha, possuidor de uma grande código único que nos une.

Lenço de lágrimas, orelha, ombro. Um almoço ou janta dividida na vertigem dos nossos dias agitados na vida de adultos. Dividir experiências e conhecimentos. Lembrar do passado com uma bela expressão no rosto. Trazer sempre a tona os responsáveis desse milagre chamado fraternidade: mamãe e papai.

Meu irmão é a pessoa em quem eu ainda posso confiar. Esse menino que mesmo depois de envelhecer continua consentindo meus caprichos.

Talvez tudo ao nosso redor tenha se transformado. No entanto, sei que ele continuará para sempre sendo meu companheiro predileto até nossos últimos dias de vida.