Como aliviar a dor de dente causada pelas cáries em crianças?

É comum os pais buscarem alternativas para amenizar as dores de dente causadas pelas cáries em seus filhos, pois se trata de uma doença muito comum na infância.
Como aliviar a dor de dente causada pelas cáries em crianças?

Última atualização: 12 Novembro, 2021

As lesões nos dentes dos bebês podem dificultar a alimentação e causar desconforto. Por isso, muitos adultos buscam soluções para aliviar a dor de dente causada pelas cáries em seus filhos.

Neste artigo, explicamos como identificar esse tipo de lesão e também o que fazer para ajudar seu filho a se sentir melhor. Não deixe de ler!

Sintomas das cáries em crianças

A cárie dentária é uma das doenças mais comuns no mundo e afeta adultos e crianças. Pode até se desenvolver assim que os dentes aparecem na boca.

Essa condição é caracterizada pela perda dos tecidos duros do dente, devido à ação dos ácidos produzidos pelas bactérias que habitam essa cavidade. Em geral, esse fenômeno está intimamente relacionado à alta ingestão de carboidratos na dieta.

Conforme a doença progride, os dentes se deterioram até serem destruídos. Quando os dentes são perfurados, a lesão pode afetar a polpa dentária e causar diversos desconfortos na boca. Entre eles, dor ou interferência em algumas funções orais.

É importante que os pais levem seus filhos ao dentista com regularidade, a fim de detectar precocemente eventuais problemas bucais e oferecer uma solução imediata. Dessa forma, evita-se que o processo avance para estágios mais dolorosos.

Além disso, é preciso estar atento para a aparência dos dentes dos pequenos. A cárie dentária se manifesta como manchas, que primeiro são brancas e depois ficam marrons ou pretas. Além disso, também surgem buracos e orifícios nas superfícies dos dentes.

Os casos mais avançados podem levar a outras complicações, como infecções ou inflamação do nervo. Esses fenômenos se manifestam por meio de aumento na sensibilidade, dores, fístulas com pus, inchaço da face e até febre. Nesses casos, é importante levar a criança ao dentista com urgência.

Criança com cárie no dentista.

Estratégias para aliviar a dor de dente causada pelas cáries

A primeira ação a ser tomada para aliviar a dor de dente causada pelas cáries em crianças é agendar uma consulta com o odontopediatra. A avaliação do profissional permitirá um diagnóstico preciso e permitirá iniciar o tratamento mais adequado o mais rápido possível.

Porém, até que seja feita a consulta odontológica, algumas dessas medidas podem ser colocadas em prática para oferecer alívio aos pequenos:

  • Escovar os dentes cuidadosamente, com uma escova de cerdas macias e creme dental com flúor. Muitas vezes, quando as lesões são grandes, restos de comida e placa bacteriana ficam presos nessas cavidades. Isso causa desconforto, que é aliviado com a remoção de restos e limpeza dos dentes.
  • Aplicar frio no rosto da criança pode aliviar a dor de dente. Esse método costuma ser útil, especialmente quando há inchaço nas bochechas.
  • Enxaguar com água e sal: quando há muita placa bacteriana acumulada ou ocorrem infecções com pus, fazer bochechos com água morna e sal pode ajudar a reduzir o desconforto na mucosa. Esses enxágues podem ser feitos de 2 a 3 vezes ao dia, e é importante lembrar à criança de que ela não deve engolir esse produto.
  • Usar remédios para combater a dor: o médico ou dentista deve ser consultado antes de receitar analgésicos de venda livre, como o ibuprofeno ou paracetamol. É importante não automedicar a criança e verificar com o profissional a dose adequada.

Se a criança tiver febre, estiver com o rosto ou o pescoço inchados, ou apresentar dificuldade para falar ou engolir, ela deve ir ao pronto-socorro imediatamente. Esses sintomas podem revelar uma infecção dos tecidos moles que deve ser tratada rapidamente.

Como prevenir as cáries em crianças

A cárie dentária é uma patologia que pode ser prevenida com a prática de alguns hábitos saudáveis. O cuidado da boca das crianças é responsabilidade dos pais, por isso devem cuidar da saúde bucal dos pequenos desde o nascimento.

A higiene bucal começa antes de os primeiros dentes aparecerem na boca, com a limpeza das gengivas do bebê usando um pedaço de gaze.

Quando os primeiros dentes surgem, é necessário começar com a escovação, que deve ser feita com uma escova para crianças, pequena e com cerdas macias.

Os adultos devem limpar os dentes, gengivas e língua da criança, para alcançar todas as faces dos dentes. O uso de pasta dental com flúor também é importante, seguindo as indicações recomendadas para cada idade, além do fio dental.

É aconselhável escovar pelo menos por 2 minutos e no mínimo 3 vezes ao dia. Os adultos devem fazer a higiene até que as crianças consigam fazer isso sozinhas, o que ocorre por volta dos 6 aos  8 anos. Após essa idade, eles devem supervisionar a escovação da criança para garantir que a técnica seja realizada de maneira correta, não descuidando da saúde bucal dos pequenos.

Além disso, cuidar da dieta também é importante para ter uma boa saúde bucal. Nesse sentido, é importante evitar o consumo de alimentos ricos em açúcar, como doces e refrigerantes.

Ir ao dentista desde o primeiro ano de vida e continuar com as visitas regulares é outra forma de evitar as cáries. O dentista vai verificar o estado da boca, detectando precocemente eventuais problemas e aplicando medidas preventivas, como selantes e flúor. Além disso, o profissional vai orientar os pais sobre as medidas a serem implementadas para cuidar do sorriso dos pequenos.

Criança usando fio dental.

O papel dos pais no cuidado com a higiene bucal

Como você viu, com pais responsáveis é possível evitar esse tipo de doença nas crianças. E contando com a prevenção adequada, não será necessário pensar em como aliviar a dor de dente causada pelas cáries.

Pode interessar a você...
Dor de dente em crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Dor de dente em crianças

Todo mundo sabe como a dor de dente pode ser incômoda. Geralmente, sentimos dor de dente na infância, durante a dentição, mas também quando somos a...



  • Acosta, K. P., Baez, F. A. G., Rodríguez, Y. L., & González, S. E. (2018). Urgencias por caries dental en escolares de 5 a 11 años de edad. Medimay25(3), 223-233.
  • Ordoñez, K. Z., & Urgiles, C. (2020). Impacto de la caries dental en la calidad de vida en niños de 11 a 12 años de la Unidad Educativa Dolores J Torres, Parroquia Sagrario, Cuenca. Revista KIRU17(2).
  • Aguilar Cueva, P. C., & Asencios Felix, R. R. (2019). Impacto de la salud oral en la calidad de vida en niños de la Institución Educativa Inicial 336-Ocopilla.
  • Berenice, V. R. S., Alberto, B. G. R., Abraham, A. S. J., & Alejandra, M. M. (2016). Prevalencia y severidad de caries dental en niños de 0 a 12 años. Revista Tamé5(13), 459-462.
  • Ttito, R. G. L. (2019). Nivel de conocimiento de las madres sobre medidas preventivas de caries dental en niños menores de 5 años del Centro de Salud de Chocco Cusco, 2018. Visión Odontológica6(1), 76-79.
  • Soria-Hernández, M. A., Molina, N., & Rodríguez, R. (2008). Hábitos de higiene bucal y su influencia sobre la frecuencia de caries dental. Acta pediátrica de México29(1), 21-24.
  • García-Vega, L. (2015). Relación entre consumo de alimentos cariogénicos e higiene bucal con caries dental en escolares. Revista KIRU9(1).
  • Cuartas, J. C., Ospina, A. M. A., Maya, A. M., Cárdenas, J. M., Arias, M. I., & Jaramillo, A. (2002). Relación entre percepción de los padres sobre el tratamiento odontológico y sus hábitos de higiene oral, con la historia de caries dental en sus hijos, entre 3 y 5 años de edad. CES Odontología15(1), 13-18.