Como falar sobre menstruação com suas filhas?

18 Março, 2018
Toda menina deve poder contar com a sua mãe na hora de conversar sobre menstruação. Isso lhe dará maior segurança e bem-estar emocional.

Conversar sobre menstruação pode ser tão simples quanto queremos que seja. Muitas vezes, nós mesmas (como mães) colocamos algumas barreiras e isso atrapalha a comunicação com nossas filhas. Porém, devemos abrir a nossa mente e nos dar a oportunidade de compartilhar este tema livremente com nossas filhas.

Ainda que o tema das mudanças hormonais e da menstruação seja algo natural, muitos pais ainda acham difícil abordá-lo corretamente.

Por esta razão é importante saber como falar sobre menstruação com suas filhas para que possam estar bem informadas e não sintam vergonha de conversar sobre isso em família. Afinal de contas, elas devem saber que podem contar conosco para tudo.

Toda menina que está entrando na puberdade deve ter a oportunidade de conversar sobre as mudanças pelas quais seu corpo vai passar.

Muitas mães compartilham com prazer estes temas com suas filhas. Isso se deve ao fato de que ambas souberam estabelecer uma comunicação honesta e assertiva. Elas se atreveram a dar o primeiro passo e, ao fazê-lo, encontraram como grande benefício o fato de poder estreitar seu vínculo.

Falar da menstruação não implica que devamos nos concentrar sempre no aspecto biológico. Também supõe nos abrirmos na hora de expressar nossos mal estares, enjoos, sentimentos, etc.

Não há motivos para ser um tema estressante. Juntas vocês podem aprender a rir das dificuldades e a desfrutar do momento de fazer uma pausa, ver um filme em casa e comer chocolate.

Conselhos para conversar sobre menstruação com suas filhas

1. Informe-se e se prepare

Quando se trata de falar de puberdade, reprodução e sexualidade, os pais precisam estar muito bem informados. Para isso você pode procurar a assessoria de um profissional ou consultar fontes bibliográficas confiáveis. Com base na sua própria experiência também pode preparar sua filha para as mudanças que se aproximam.

2. Deixe-a conhecer o lado bom do ciclo menstrual

Muitas mulheres veem o período como uma condição que limita a vida normal. Procure fazer com que a sua filha saiba que ainda que existam sintomas pouco habituais, pode continuar com sua vida normal.

Por outro lado, faça-a saber que a menstruação não significa estar doente. Pelo contrário, os ciclos menstruais são um sinal de que o organismo está funcionando corretamente.

3. Mostre quais são os produtos que ela pode usar

Desde absorventes externos até (posteriormente e pós consulta) os internos, é necessário proporcionar a sua filha informações sobre os recursos disponíveis para que ela faça a melhor escolha.

Indique as vantagens e as desvantagens de cada produto e permita que ela tire suas próprias conclusões. Se ela pedir, ensine como se usa cada um para evitar acidentes e momentos constrangedores.

O ciclo menstrual na mulher pode trazer mal-estar e mudanças no sono. Durante o ciclo menstrual há um aumento de estrogênios até a ovulação, quando a progesterona aumenta.

– Dr. A. Ferré –

4. Evite amedrontá-la com suas experiência ruins a respeito

Você deve contar que provavelmente ela sentirá um pouco de dor abdominal ou que ocorrerão mudanças em seu corpo. Mas deve abordar tudo isso de um ponto de vista positivo.

À medida que os sintomas se apresentem, ofereça as ferramentas para lidar com eles de uma forma saudável. Se você falar de uma forma positiva, é assim que sua filha vai assimilar a própria experiência com o período menstrual.

5. Faça com que a conversa ocorra de modo natural

Se você tentar conversar sobre esse assunto à força, a menina vai se sentir terrivelmente pressionada. Procure fazer com que a conversa seja agradável, aberta e direta. A espontaneidade é fundamental.

Neste tema não devem existir perguntas tabu. Trata-se de um processo natural que só indica que sua filha está amadurecendo física e emocionalmente. Responda a todas as suas perguntas, sem rodeios.

6. Envolva o pai também

Os pais também devem aprender e participar no processo formativo de suas filhas. Não se trata de “coisas de mulher”, mas sim de coisas de família. É preciso saber integrar aos dois gêneros na conversa.

Assim como as mulheres, os homens experimentam muitas mudanças na puberdade e é uma boa ideia que o homem fale dessa sensações. Assim, as meninas se sentirão mais seguras e confiantes na hora de expressar suas dúvidas e opiniões.

7. Indique como sua filha deve cuidar da higiene pessoal durante estes dias

Por saúde e comodidade, conversar sobre menstruação implica também saber quais são os cuidados especiais da região íntima. Explique com que frequência ela deve trocar de absorvente e como deve manter sua higiene pessoal para evitar acidentes constrangedores.

8. Ensine-a a manter um registro das datas do seu ciclo

Os primeiros períodos de uma adolescente podem ser irregulares. Para que ela esteja pronta para os dias do ciclo menstrualensine-a a anotar as datas.

Atualmente pode-se fazer isso por meio de aplicativos nos celulares. Assim, sempre terá a informação ao alcance das mãos e receberá notificações ou lembretes.

Agora que você já sabe como conversar sobre menstruação com sua filha, tem a oportunidade de apoiá-la e guiá-la com paciência e afeto durante a adolescência. Para ela será muito mais fácil enfrentar a puberdade se contar em casa com um grupo de apoio.

Não é fácil para as garotas assimilar que a época da infância está acabando e que já estão mais perto da juventude. Lembre-se de lidar com todas estas mudanças com naturalidade para que ela também enxergue assim.