Como estimular o pensamento divergente nas crianças

· 29 de janeiro de 2018

O pensamento divergente tem o objetivo de estimular não apenas o pensamento lógico e estrutural, mas também a capacidade criativa de cada um.

O pensamento divergente nas crianças consiste em um processo que estimula a elaboração de ideias criativas. Para isso, propõe a exploração e a experimentação de vários contextos e problemas para criar diferentes soluções.

No que consiste o método?

O método defende que o pensamento, quando devidamente estimulado, ocorre naturalmente, de maneira espontânea. Assim como acontece quando uma ideia vem à mente e cria conexões com outros conhecimentos e experiências prévias.

Quando se fala de pensamento divergente, se faz uma clara contraposição ao tradicional pensamento linear. Enquanto o último prioriza o encadeamento lógico e sequencial, o primeiro defende a fluidez e a espontaneidade da criatividade.

pensamento divergente nas crianças

Mas isso não significa excluir ou substituir o pensamento lógico e estrutural. Pelo contrário: as propostas se complementam para estimular a capacidade criativa. As ideias que surgem espontaneamente pelo pensamento divergente são posteriormente organizadas pelas estruturas da lógica.

“Quando se fala de pensamento divergente, se faz uma clara contraposição ao tradicional pensamento linear”

Em primeiro lugar, deixamos fluir a imaginação e a experiência livre para estimular a criatividade. A partir dos sentidos e frente a diferentes propostas, as crianças vão pensar em soluções possíveis. Posteriormente, elas vão utilizar o pensamento convergente para comparar tais soluções e escolher a mais adequada a cada situação.

Inteligência, personalidade e pensamento divergente nas crianças

O conceito de pensamento divergente também nos propõe repensar nossas definições e nossos preconceitos sobre a inteligência.

Antigamente, acreditava-se que uma criança inteligente era apenas aquela que tirava boas notas na escola. Ou que se adaptava rigorosamente aos padrões de comportamento e raciocínio lógico.

No entanto, especialistas em pensamento divergente em crianças conseguiram observar que a inteligência se manifesta de diferentes maneiras. Cada pessoa expressa e desenvolve seu potencial de uma forma única.

O problema é que nem sempre as estruturas familiares e institucionais tradicionais dão espaço a outras formas de inteligência. Isso faz com que as crianças não sejam devidamente estimuladas e inibam a sensibilidade por não se sentirem pertencentes.

De onde vem a criatividade?

Esses pesquisadores também demonstraram que a criatividade não depende necessariamente do quociente de inteligência. Ela está mais vinculada a certos traços da personalidade, como:

  • Curiosidade.
  • Persistência.
  • Vontade de experimentar e assumir riscos.
  • Inconformismo e vontade de superar a si mesmo.

A felicidade e um estado de espírito positivo também são essenciais para estimular o pensamento divergente nas crianças. O mesmo se diz em relação às pessoas com quem se convive e o ambiente no qual se está inserido. Ou seja: uma criança criada em relações saudáveis e com autoestima elevada, costuma ser mais curiosa e criativa.

“A inteligência se manifesta de diferentes maneiras”

6 exercícios para estimular o pensamento divergente nas crianças

Os especialistas indicam que cada um desses seis exercícios de pensamento divergente para crianças tem infinitas soluções possíveis. Treinar esses exercícios com seu filho é um excelente método para incentivar a criatividade e melhorar a autoestima.

1.- A moeda no café

A questão é a seguinte: “Caiu uma moeda no meu café. A xícara estava cheia, mas a moeda não ficou molhada. Por quê?”.

2.- Uma ilha em chamas

Estamos em uma ilha com muita vegetação e rodeada por tubarões famintos. Um lado da ilha está em chamas e o vento está à favor do fogo. O que podemos fazer para não nos queimar?

3.- Dois trens no mesmo túnel

Uma linha de trem funciona nos dois sentidos. Nela, há um túnel cuja largura não é tão grande para ter linha dupla. Um dia, um trem entrou no túnel em um sentido e outro também, mas no sentido contrário. Um não bateu no outro. Mas como isso é possível?

pensamento divergente nas crianças

4.- Um papagaio

Havia uma senhora que comprou um papagaio em uma loja de pássaros, pois o vendedor lhe disse que o animal repetiria tudo o que ouvisse. A senhora gostou bastante da ideia. Pouco tempo depois, ela voltou à loja para reclamar porque seu papagaio não tinha dito uma palavra sequer. Mas o vendedor não tinha mentido para ela. Por quê?

5.- Uma garrafa fechada

Temos uma garrafa de vinho pela metade e fechada com uma rolha. Como podemos tomar o vinho sem quebrar a rolha ou a garrafa?

6.- Hora do banho!

Estou em um banheiro que não é meu e quero tomar um banho. Mas não consigo saber qual é a torneira de água gelada e de água quente. O que posso fazer se quero ter certeza de abrir a água quente antes da gelada?

O pensamento divergente nas crianças ajuda a prepará-las para os imprevistos e adversidades da vida adulta. Além disso, fortalece a autoestima e estimula descobertas e a exploração de novos horizontes.