Como a gravidez afeta os sentidos

Alterações na visão, no paladar ou no olfato são muito comuns durante a gravidez. Aqui vamos contar como e por que os sentidos são afetados nessa fase.
Como a gravidez afeta os sentidos

Última atualização: 11 Outubro, 2021

A gravidez é uma verdadeira transformação em todos os níveis. Geralmente, as mudanças mais visíveis são aquelas modificações na silhueta, que costumam preocupar as mulheres. No entanto, os órgãos dos sentidos também são alterados, especialmente durante os primeiros meses.

Se for a sua primeira gravidez, algumas dessas mudanças podem assustá-la, fazendo você se questionar se são normais e quando vão terminar. Portanto, ter informações é a melhor maneira de manter a calma e aproveitar a gravidez do início ao fim. Neste artigo, contamos tudo o que você precisa saber sobre esse tema.

Os sentidos na gravidez

Visão, tato, olfato, audição e paladar são os nossos “5 poderes” para receber informações do mundo ao nosso redor. Por meio desses sentidos, identificamos oportunidades e perigos no meio ambiente e tomamos decisões sobre nossas ações.

Durante a gravidez, as mudanças nos níveis hormonais afetam essas percepções. Assim, são produzidos alguns dos sintomas mais típicos e comuns entre as mulheres grávidas.

A seguir, mostramos as alterações mais relevantes, sentido a sentido.

Olfato

É um dos sentidos que mais se altera durante a gravidez e, como se manifesta precocemente, costuma alertar as mulheres sobre a possibilidade de estarem grávidas.

A principal característica olfativa da gestante é a hiperosmia, uma exacerbação do olfato, que faz com que todos os odores sejam percebidos com muito mais clareza e intensidade.

Esse fenômeno ocorre devido ao aumento do estrogênio e da progesterona, típico do início da gravidez, e também pelo maior fluxo sanguíneo para as membranas nasais.

aversão nojo cheiro fumaça tabaco cigarro homem fuma mulher grávida sentidos alterações hiperosmia

A hiperosmia não só deixa os odores desagradáveis mais irritantes do que o normal, como também produz uma aversão a aromas frequentes e agradáveis, como o do seu perfume favorito.

Como resultado disso, tem origem outro sintoma típico da gravidez: as náuseas. E, de certa forma, essa hiperosmia é um mecanismo de defesa do corpo da mãe para proteger o bebê contra substâncias potencialmente tóxicas ou nocivas.

Paradoxalmente, algumas mulheres experimentam exatamente o fenômeno oposto: a anosmia ou perda do olfato. Isso ocorre devido a uma grande congestão da mucosa nasal. É muito menos comum, mas também leva a uma diminuição do paladar.

Paladar

Você notou que desde o começo da gravidez comida ficou com um gosto diferente? Você tem vontade de alimentos que nunca comeu e rejeita aqueles que faziam parte de sua dieta regular? Fique tranquila! É algo totalmente natural e responde a três processos da gravidez:

  • A diminuição da secreção de ácido clorídrico pelo estômago (substância que promove a digestão): gera um gosto metálico na boca, que altera a percepção dos sabores. Curiosamente, para compensar esse déficit, o corpo “pede” o consumo de produtos ácidos, como limão ou picles.
  • Níveis aumentados de gonadotrofina coriônica: também modifica os sabores e leva ao aparecimento de desejos.
  • Queda dos níveis de açúcar no sangue: em resposta a esse fenômeno, é normal sentir aumento no desejo por alimentos doces, mesmo em mulheres que não costumam comê-los.

Tato

Os distúrbios táteis também são comuns na gravidez. Muitas mulheres sentem sensibilidade ou dor nos seios nos primeiros meses, devido à ação do estrogênio e da progesterona. Mas também é comum sentir coceira ou ardência no resto do corpo, além de mais calor e transpiração.

Essas alterações são o resultado do aumento do fluxo sanguíneo para a pele que ocorre durante a gravidez. Para evitar esses sintomas, é aconselhável usar roupas largas, confeccionadas com tecidos naturais, e cuidar da hidratação e da higiene da pele no dia a dia.

Audição

Embora essas alterações não sejam muito intensas, são muito comuns em mulheres grávidas. O aumento da percepção do som pode exacerbar a fadiga e o desconforto e causar inquietação. Por esse motivo, é preferível evitar ruídos altos e estridentes, pois podem incomodar o feto e aumentar sua frequência cardíaca.

Visão

Ao contrário dos sentidos anteriores, a visão não aumenta com a gravidez, mas tende a diminuir ou piorar. Especificamente, devido à ação dos hormônios relaxina e progesterona, que favorecem a retenção de líquidos no interior do olho. Isso afeta a córnea e o cristalino e causa uma diminuição na nitidez e na acuidade visual.

perda de acuidade visual nitidez desordem visão problema gravidez sintoma sentidos normais

As variações na visão costumam ser temporárias e desaparecem progressivamente após o parto. No entanto, é aconselhável consultar um oftalmologista para evitar possíveis complicações.

Sobre as mudanças sensoriais na gravidez

Como você pode ver, seus sentidos podem ficar visivelmente alterados durante a gravidez, e é possível que algumas dessas mudanças a acompanhem até o nascimento do bebê.

Agora que você já sabe o que esperar, poderá aproveitar a gravidez com mais facilidade. Contudo, não hesite em consultar o seu médico se algum dos seus sintomas despertar preocupação.

Pode interessar a você...
As mudanças nos seios durante a gravidez
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
As mudanças nos seios durante a gravidez

Além do aumento notório do volume dos seios durante a gravidez, existem outros sinais que indicam que a mulher está se preparando para amamentar o ...