Os desejos mais frequentes durante a gravidez

Os desejos mais frequentes durante a gravidez têm a ver com alimentos doces, embora o consumo excessivo deles possa aumentar o risco de diabetes.
Os desejos mais frequentes durante a gravidez

Última atualização: 27 Abril, 2021

Durante a gravidez, ocorre uma alteração hormonal muito grande. Isso gera os conhecidos desejos, que normalmente se traduzem na necessidade de comer um determinado alimento. Quase todas as mulheres grávidas relatam experiências semelhantes nesse sentido.

É importante controlar os desejos durante a gravidez de forma adequada para evitar que a qualidade da dieta seja alterada e que o estado de saúde seja colocado em risco. É necessário ter em mente que nesse momento você precisa garantir um determinado suprimento de nutrientes ao organismo, além de restringir determinados produtos.

O doce é um dos desejos mais frequentes durante a gravidez

As mulheres grávidas costumam ter uma predileção por alimentos doces. Isso pode se dever ao fato de que, como as necessidades nutricionais estão aumentadas, o organismo exige uma quantidade maior de glicose para manter seus níveis estáveis no sangue.

Mulher grávida com desejos doces.

No entanto, satisfazer esse desejo nem sempre é adequado. De acordo com uma pesquisa publicada na revista Nutrients, o consumo excessivo de açúcares simples pode ajudar a desenvolver a doença conhecida como diabetes gestacional. Essa doença representa um risco para a saúde da mãe e do feto quando não é controlada de maneira ideal.

Nesse sentido, é importante destacar a importância de limitar a ingestão de sorvetes, chocolates e biscoitos, alimentos muito demandados pelas gestantes nos primeiros períodos da gestação.

Algumas mulheres se sentem atraídas por alimentos apimentados durante a gravidez

Também é bastante comum que as mulheres tenham desejo por alimentos apimentados durante a gravidez. Isso ocorre porque as mudanças hormonais criam um gosto especial por sabores fortes.

No entanto, os alimentos que contêm capsaicina nem sempre são recomendados nessa fase. Embora a substância em si tenha demonstrado atuar como anti-inflamatório e analgésico, pode ser prejudicial para mulheres que sofrem de azia ou refluxo frequentes.

É importante verificar a tolerância a esse tipo de produtos antes de introduzi-los na dieta. Pepinos em conserva, pimentas e até mesmo alimentos altamente temperados costumam ser os preferidos.

O queijo é outro dos desejos frequentes na gravidez

As mulheres tendem a aumentar o desejo por queijo durante a gravidez. Seu teor de gordura é capaz de gerar uma maior sensação de saciedade. Além disso, esses lipídios têm a capacidade de modular os processos inflamatórios. Eles também têm nutrientes essenciais para manter uma boa saúde óssea.

De qualquer forma, as grávidas devem ter cuidado com o tipo de queijo que consomem. Somente aqueles que foram feitos com leite pasteurizado podem ser introduzidos na dieta. Caso contrário, seu risco microbiológico aumenta. Deve-se levar em consideração que o envenenamento nessa fase pode colocar em risco a vida do feto.

No entanto, queijos curados feitos com leite devidamente esterilizado podem e devem fazer parte da dieta alimentar da mulher durante a gravidez. Apenas uma outra limitação deve ser levada em consideração: é o caso de quem desenvolveu intolerância à lactose. No entanto, existem soluções para esse problema, como tomar um comprimido com a enzima lactase.

Pickles com desejo de mulher grávida.

Desejos frequentes durante a gravidez

Como foi discutido, é muito comum que as mulheres sintam desejos durante a gravidez, derivados das alterações hormonais que ocorrem nesse período. Alguns desses desejos se estendem durante meses após o parto.

Como regra geral, esses desejos podem ser satisfeitos. No entanto, é necessário limitar o consumo de doces para evitar o desenvolvimento de diabetes gestacional. Com os queijos também é preciso ter cuidado, pois nem todos podem fazer parte da dieta de uma gestante.

Lembre-se de que se você deseja saber exatamente quais alimentos podem fazer parte da dieta sua alimentar nesse período, o ideal é consultar um especialista. Da mesma forma, será necessário calibrar a dieta para não apresentar um ganho excessivo de peso, pois isso pode estar relacionado a um pior estado de saúde da mãe e do bebê.

Pode interessar a você...
Índice de massa corporal (IMC) em crianças e bebês
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Índice de massa corporal (IMC) em crianças e bebês

O índice de massa corporal permite estimar o grau de desenvolvimento de um bebê, embora tenha algumas limitações. Saiba tudo sobre esse método!



  • Mustad VA, Huynh DTT, López-Pedrosa JM, Campoy C, Rueda R. The Role of Dietary Carbohydrates in Gestational Diabetes. Nutrients. 2020 Jan 31;12(2):385. doi: 10.3390/nu12020385. PMID: 32024026; PMCID: PMC7071246.
  • Frias B, Merighi A. Capsaicin, Nociception and Pain. Molecules. 2016 Jun 18;21(6):797. doi: 10.3390/molecules21060797. PMID: 27322240; PMCID: PMC6273518.