Como tirar a chupeta do bebê?

· 9 de março de 2019
Como mãe, você pode ter dificuldade em tirar a chupeta do bebê. Portanto, no artigo a seguir vamos contar a melhor maneira de fazer isso sem que se torne em uma luta sem fim.

A primeira coisa que você deve saber ao tirar a chupeta do bebê é que não existe uma fórmula perfeita. No entanto, a seguir vamos oferecer algumas dicas que ajudarão a facilitar essa transição tão significativa para o pequeno.

Se você estiver pensando tirar a chupeta do bebê, planeje com antecedência e garanta que não coincida com outro grande evento, como uma mudança ou o nascimento de um novo irmão, por exemplo. É recomendável passar por grandes eventos um de cada vez pois ajuda a minimizar o estresse da criança.

Sem dúvida alguma, quanto mais cedo você decidir tirar a chupeta do bebê, mais fácil vai ser. Não se esqueça que depois dos 12 meses, o bebê ficará cada vez mais relutante em mudar certos hábitos.

Como qualquer outro vício, a dependência do bebê em relação à chupeta pode ser tratada de melhor forma se for aos poucos. Isso pode tornar o processo um pouco mais fácil, tanto para você quanto para a criança.

Se as primeiras tentativas de tirar a chupeta do bebê não forem bem-sucedidas, não entre em pânico, não fique nervosa, nem imponha uma pressão desnecessária sobre o pequeno. Lembre-se de que essa situação não é um reflexo de suas habilidades como mãe.

Quando for a hora certa, você vai conseguir. Enquanto isso, tente relaxar afinal existem vícios piores. A seguir vamos dar algumas dicas para ajudar nessa tarefa.

Dicas para tirar a chupeta do bebê

Aqui estão alguns conselhos que vão ajudar na hora de tirar a chupeta do bebê. Temos de certeza que você vai conseguir!

1. Use a imaginação

A infância é uma época mágica e, portanto, pode ser o momento perfeito para usar a imaginação para tirar a chupeta do bebê. Aproveitando essa fase, você pode pensar em estratégias muito eficazes e divertidas para pôr um fim nesse hábito.

A chupeta permite que os bebês acalmem a ansiedade, mas chega um momento em que eles devem deixá-la.

Por exemplo, você pode dizer à criança que a fada mágica vem à noite para recolher as chupetas e deixa uma lembrancinha em troca. Essa história vai incentivar os pequenos a querer fazer a troca, além de trabalhar a sua imaginação.

2. Reduza progressivamente o tempo de uso da chupeta

Em segundo lugar, se você não quiser simplesmente tirar a chupeta de forma repentina, recomendamos que tente reduzir seu uso aos poucos. Por exemplo, você pode começar dando a chupeta apenas no momento dos cochilos ou na hora de dormir.

Depois de algumas semanas, você pode começar a parar de oferecer a chupeta na hora dos cochilos. Uma vez que a criança se acostumar a cochilar sem a necessidade dela, é o momento ideal para também aplicar essa tática na hora de dormir.

Outra opção é manter a chupeta escondida no bolso e aumentar o tempo antes de dar a chupeta. Se você perceber que a criança não fica chateada, ofereça um brinquedo ou apoie com outros gestos.

Quanto mais cedo você decidir tirar a chupeta da criança, mais fácil será. Após os 12 meses, o bebê ficará cada vez mais relutante em mudar certos hábitos.

3. Tente acalmar o bebê de outras maneiras

É provável que, durante as primeiras vezes que você tirar a chupeta do bebê, vai ser preciso acalmá-lo de outras maneiras. Você pode fazer isso pegando no colo e ninando, realizando uma massagem suave ou cantando.

O objetivo é claro: aliviar o estresse e ajudar o bebê a se acalmar sem usar a chupeta. Da mesma forma, você pode usar mantas bem macias ou um bichinho de pelúcia. Esses métodos funcionarão com certeza!

A chupeta ajuda a acalmar o bebê

4. Comunique a decisão a todas as pessoas que cuidam do bebê

Finalmente, se você quiser tirar a chupeta do bebê, é importante que todos os cuidadores ou pessoas que tenham contato com o bebê saibam de seus planos. Isso significa que, em casa ou no berçário, o procedimento deve ser o mesmo para não confundir a criança.

Por fim, lembre-se de que os conselhos acima podem ajudar a tirar a chupeta do bebê. No entanto, cada criança é diferente e nem todos os métodos funcionam para todos os bebês.

Certamente, o que é necessário em todos os casos é paciência e determinação. Portanto, não se preocupe demais. Com essa lista de dicas você vai conseguir!