Como constatar a presença do muco cervical para detectar a ovulação

· 25 de abril de 2017

A comprovação da presença de muco cervical é um indício de que se aproxima a ovulação. Embora não haja garantias de que aconteça, para ficar grávida é necessário manter relações sexuais antes da ovulação.

A comprovação do muco é uma boa medida para prever quando se aproxima a ovulação, não apenas para conseguir engravidar, mas também para saber quando você deve ser mais cuidadosa, se quiser evitá-la.

O que é o muco cervical?

O muco cervical é uma substancia secretada pelas glândulas que se encontram no colo do útero. As mudanças hormonais durante o ciclo reprodutivo da mulher mudam a quantidade e a consistência dessa substância, que também se conhece como fluido cervical.

Sua função é a de evitar a entrada no útero através do colo de tudo aquilo que for prejudicial, e ajudar a transportar os espermatozoides através do colo uterino em sua viagem até o útero.

Nos momentos próximos da ovulação os estrógenos provocam um aumento do muco cervical e o torna uma substância com consistência mais elástica e viscosa. Isso ajuda os espermatozoides a sobreviverem e avançarem em sua jornada.

Depois da ovulação, a progesterona faz com que o muco cervical se torne pegajoso e espesso. Isso evita que os espermatozoides (e qualquer outra substância estranha) consigam chegar até o útero.

A comprovação da existência dos fluidos cervicais é um bom complemento aos exames, seguido da temperatura basal do corpo para prever quando existe maiores possibilidades de ficar grávida. A temperatura basal dirá a você quando você está ovulando, enquanto que o muco cervical avisará antes da ovulação.

como saber se é muco cervical

Como comprovar a existência do muco cervical

Para comprovar o estado do muco cervical é preciso se colocar em uma posição confortável que permita a introdução de um dedo dentro da vagina. Leve em consideração que você deve estar com as mãos higienizadas antes de realizar a constatação.

Para constatar a presença do muco cervical, introduza um dedo na vagina. Dependendo da quantidade de fluido que esteja sendo produzido, provavelmente você não terá que introduzir muito fundo para obter uma amostra, ainda que o ideal seja colher uma amostra mais próxima possível do colo uterino.

Uma vez obtida a amostra, observe a consistência dela. Esfregue a amostra com dois dedos. Pressione os dedos e logo separe-os lentamente.

Isso é o que pode ocorrer e o que significa:

  • Se o que permanece parece pegajoso, provavelmente você não está ovulando ainda.
  • Se o que permanece é cremoso, a ovulação está próxima, mas ainda falta um pouco.
  • Se o que permanece nos dedos é úmido, aquoso, e levemente elástico, a ovulação é muito provável. É um bom momento para começar a buscar a gravidez.
  • Se o que permanece é muito úmido e se estende entre os dedos, com uma textura semelhante a uma clara de ovo crua, o muco cervical é muito fértil. A ovulação está às vésperas de acontecer, por isso é momento ideal para o sexo se com ele você busca a gravidez.
Como reconhecer o muco cervical

Alguns conselhos para a comprovação da presença do muco cervical

Existem questões que precisam ser levadas em consideração para que a comprovação da existência do muco cervical ofereça uma informação o mais confiável possível.

Elas são as seguintes:

  • Não faça esse teste durante ou imediatamente depois do sexo. É muito fácil confundir o sêmen com as secreções cervicais.
  • Evite a comprovação quando você estiver sexualmente excitada. Leve em consideração que os fluidos da excitação não são os mesmos que o muco cervical fértil, e provavelmente, você não será capaz de notar a diferença.
  • Se você não se sente confortável com a comprovação manual, também pode comprová-lo examinando o papel higiênico ou a roupa íntima.

Remédios e fluidos cervicais

Leve em consideração que alguns remédios podem influenciar os fluidos cervicais. É o caso dos anti-histamínicos, que secam os seios paranasais e também secam os fluidos cervicais.

Ironicamente, alguns remédios estimulantes da ovulação podem dificultar a comprovação da qualidade do muco cervical fértil. Em qualquer caso, se você perceber que o muco cervical muda com qualquer medicamento, ou que não é de boa qualidade em nenhum caso, você deverá consultar um médico.

A falta de muco cervical fértil de qualidade pode ser um sinal de um desequilíbrio hormonal ou de problemas de fertilidade. O muco cervical que nem sempre se torna fértil pode dar lugar a um muco cervical hostil, uma das principais causas da infertilidade feminina.