Devo deixar meu filho brincar com a comida?

· 13 de outubro de 2018
Provavelmente você se desespera sempre que vê seu filho brincando com a comida. Entretanto, fique tranquila, pois se trata de algo positivo. Descubra seus benefícios no artigo abaixo.

Com toda certeza, quando você era criança, seus pais por várias vezes pediram para que você não brincasse com a comida.

De fato, se trata de uma frase repetida até a exaustão por muitos papais e mamães. Isso porque é normal ver como as crianças começam a brincar com a comida quando têm um prato cheio diante de si.

Certamente, os alimentos oferecem uma série de matizes para as crianças. Por isso, elas se sentem atraídas por manipulá-los.

Como mãe, você não deve se preocupar muito caso seu filho faça o mesmo.

Brincar com a comida provoca que se evite certas rejeições a determinados alimentos.

Apesar de a maioria das crianças ser repreendida por brincar com a comida, se considera que essa interação pode ser o melhor caminho para que desenvolvam hábitos alimentares saudáveis desde cedo.

5 benefícios de brincar com a comida

Ainda que aparentemente essa atitude esteja errada, brincar com a comida oferece muitos benefícios para as crianças. Preste atenção no que descreveremos a seguir:

1.- Estimula os sentidos

No mundo digital em que vivemos, a comida representa uma oportunidade perfeita para que as crianças estimulem seus sentidos.

Por exemplo, é possível realizar todo tipo de exercício.

Colocar o alimento no prato em formatos engraçados para que seu filho estimule o tato, tapar seus olhos para que descubra pelo cheiro de que alimento se trata, introduzir um condimento novo na sua comida e ver se ele consegue descobrir através do gosto, entre outros.

2.- Tornam-se mais propensas a comer todo tipo de alimentos

É normal que as crianças tenham dificuldades para ingerir alguns alimentos.

Nesse sentido, brincar com a comida pode ajudar que deixem para atrás algumas fobias que as impedem de degustar e saborear algumas comidas.

Por exemplo, a maioria das crianças não gosta de comer as saudáveis saladas de vegetais.

Nestes casos, recomendamos que você separe todos os elementos que deseja incluir na salada e que incentive a criança para que utilize sua imaginação para criar uma montagem, um rosto ou uma bonita flor.

Mas, é claro, sem se esquecer de que o objetivo é que a criança coma suas próprias criações.

“A interação com a comida pode ser o melhor caminho para que as crianças desenvolvam hábitos alimentares saudáveis desde cedo”

3.- Desperta o interesse pela cozinha

Sem dúvida alguma, brincar com a comida torna possível que as crianças conheçam os diferentes tipos de alimentos e, em alguns casos, até despertam o interesse pela cozinha.

Devemos considerar que, pelo simples fato de seu filho demonstrar interesse pela experiência em si mesma, ela se torna um momento de aprendizado.

Graças a isso, a criança compreenderá os processos necessários para preparar alguns pratos.

4.- Estimula o desenvolvimento cognitivo

Ao contrário do que alguns pais possam pensar, brincar com a comida estimula o desenvolvimento cognitivo das crianças.

Certamente, bebês que manipulam os alimentos adquirem um prazer maior pela exploração e aprendem suas primeiras palavras mais cedo.

Nesse sentido, recomendamos incentivar a exploração pelo bebê desde o momento em que se senta na mesa.

Certos alimentos, como o purê, o suco ou mesmo a sopa, contribuem com informações importantes para estimular seu desenvolvimento cognitivo.

brincar com a comida

5.- As crianças utilizam as cores e as texturas como expressão artística

Você deve levar em conta que a ampla variedade de cores e texturas que podemos encontrar nos alimentos permitem às crianças criar oportunidades para se expressar artisticamente.

Dessa forma, sugerimos que você peça ao seu filho tentar criar um arco-íris, por exemplo, utilizando as diferentes cores que os vegetais oferecem.

A criança também pode experimentar com as texturas, seja com alimentos duros ou mesmo macios.

Você pode fazer uma massa de pizza e convidar a criança para que marque suas mãos nela ou crie formas ou letras.

Como comentamos anteriormente, aconselhamos que, quando você ver seu filho brincando com a comida, resista à vontade de interferir nesse momento lúdico.

Assim, na verdade, você estará permitindo que ele experimente novas sensações e descubra, por meio dos sentidos, os diferentes tipos de alimentos.

Lembre-se: não se preocupe caso seu filho brinque com a comida.

Essa atitude é absolutamente normal antes de provar os alimentos. Sem dúvida alguma, representa o primeiro passo para sua aceitação.