O que é a dor do crescimento em crianças e adolescentes?

23 de junho de 2019
Se você perceber que seu filho está constantemente reclamando de dor nas extremidades, é possível que isso esteja associado ao seu crescimento. Nós contaremos tudo o que você precisa saber sobre essas doenças e como lidar com elas.

A dor do crescimento em crianças e adolescentes é muito comum durante os estágios de desenvolvimento. Um desconforto pode ocorrer nos braços, nas pernas ou em outras partes do corpo e isso é traduzido como uma sensação de queimação nas extremidades.

Normalmente, esse tipo de dor ocorre à noite. Às vezes, a dor pode até mesmo fazer a criança ou o jovem acordar devido ao desconforto. No entanto, você deve saber que isso também podem ocorrer durante o dia, embora raramente sejam fortes o suficiente para dificultar as atividades diárias.

Quanto às causas dessa dor, não se sabe exatamente qual é sua principal razão, embora existam várias teorias. Por exemplo, muitas crianças com essas dores de crescimento podem ser muito flexíveis ou ter pés chatos.

Na maioria dos casos, a dor ou o desconforto tendem a aparecer e desaparecer, embora seja difícil saber quando elas ocorrerão.

Diante do desconforto, as crianças geralmente querem que você massageie a área dolorida. Isso também ajudará a notar a diferença entre dores de crescimento e uma condição mais grave relacionada aos ossos ou músculos da criança.

Crianças que sofrem uma causa mais grave de dor geralmente não permitem que alguém toque na área afetada. Em qualquer caso, se estiver preocupada com o desconforto do seu filho e considerar que isso pode estar sendo causado por algo mais sério, é aconselhável ir ao médico da família.

menino com dores no joelho

Consequências da dor do crescimento em crianças e adolescentes

Principalmente, a dor do crescimento em crianças e adolescentes ocorre nas pernas, nas canelas, nas panturrilhas, atrás dos joelhos ou nas coxas, e afeta ambos os lados do corpo.

No entanto, você deve ficar calma. Embora a criança possa sentir muita dor, seus ossos e músculos não são prejudicados e as dores de crescimento podem ceder a tratamentos simples.

Além disso, tenha em mente que a dor pode aparecer durante o dia ou à noite. A duração do desconforto é geralmente de 10 a 30 minutos, embora possa variar de minutos a horas.

Em relação ao grau de dor, pode ser muito leve ou muito grave. As dores de crescimento são intermitentes e incluem intervalos com ausência de doença por dias ou meses. Contudo, em algumas crianças, a dor pode aparecer diariamente.

Perante o desconforto, se você quiser reduzir a dor de seu filho, a primeira coisa a fazer é proporcionar muitos mimos, tranquilizá-lo e transmitir confiança de que a dor desaparecerá. 

Ao mesmo tempo, você pode fazer uma massagem na área dolorida com óleos especiais. Isso pode ajudar a aliviar a sensação de dor e fazer a criança se sentir melhor.

“As dores de crescimento são intermitentes e incluem intervalos com ausência de sofrimento por dias ou meses. Contudo, em algumas crianças a dor pode aparecer diariamente”

Sintomas de crescimento doloroso em crianças e adolescentes

Aqui estão os sintomas da dor do crescimento em crianças e adolescentes. Se você reconhecer algum em seus filhos, tenha em mente que a fonte de seu desconforto pode ser o crescimento característico desse estágio.

  • Dores musculares em ambas as pernas, geralmente na panturrilha, atrás do joelho e na frente da coxa.
  • Mover as pernas não melhora ou piora a dor, o que mostra que as articulações não são afetadas.
menina com dores nas pernas

  • A dor aparece e desaparece, piora durante a noite e pode desaparecer de manhã.
  • O desconforto é intenso o suficiente para acordar a criança do sono.
  • Os músculos dos braços também podem ser afetados.
  • A criança também pode se queixar de dores de cabeça.
  • Em nenhum caso a dor causa claudicação ou dificulta a realização de ações da vida diária.

Por fim, lembre-se de que, como você viu, a causa da dor do crescimento em crianças e adolescentes não é totalmente clara. De fato, muitas vezes acredita-se erroneamente que a dor é gerada devido ao crescimento dos ossos.

No entanto, os ossos crescem lentamente, mesmo durante períodos de desenvolvimento acelerado, e esse crescimento gradual não causa dor.

Algumas crianças têm dores de crescimento de forma intermitente por muitos anos. A boa notícia é que, em geral, desaparecem no meio da adolescência.

  • Fernandes, R. N., & Festas, C. (2009). Prevalência E Incidência Da Dor Nas Crianças E Nos Pré-Adolescentes. Revista Da Faculdade de Ciências Da Saúde.