Meu filho devolveu a doçura aos meus dias

· 21 de julho de 2017

Se existe alguma coisa que os pais gostam nos seus filhos é capacidade e a ternura com que lhes ensinam a ser pessoas melhores. Sem pretender ser pessoas melhores, as crianças são os melhores professores do mundo e também os melhores médicos, a presença deles devolve todos os dias aos adultos o que há de expectativas ao seu redor,  e a alegria de viver.

A doçura das crianças dá beleza e sentido à vida de quem as rodeia. As leves carícias, os abraços inesperados, os olhares de cumplicidade, a serenidade, a delicadeza e o amor sincero que seu filho lhe presenteia, com certeza, devolveu um doce sabor aos seus dias e também os encheu com um novo sentido. E é exatamente essa doçura o que compensa ainda mais todo o esforço que você faz para cuidar do seu bebê todo dia.

Cada gesto que você recebe do seu filho, da mesma forma que você lhe proporciona através da atenção e do carinho, alimenta o vínculo amoroso que existe entre ambos. Além disso, esse valor dá a base perfeita para que sua relação cresça em um ambiente cheio de respeito.

A presença do seu filho lhe fez experimentar de novo um encontro profundo com o amor. Ter um bebê nos braços, lhe permite viver muitos momentos de especial intimidade, nos quais não faltam carinhos e sorrisos.

A ternura é um valor que se cultiva

Cultivar a ternura em seu filho como um valor positivo o ajudará a expressar afeto, a saber escutar, e a fomentar o hábito saudável da empatia.

Além disso, apreciar a inocência das crianças nos ajuda, como sociedade, a lembrar que os melhores momentos da vida estão cheios de simples detalhes. Observar a vida através da lente com que as crianças olham, sem dúvida, lhe ajudará a crescer como pessoa.

E o fato de seu filho crescer em um ambiente cheio de doçura lhe proporciona as condições ideais para que desenvolva de maneira ativa a inteligência emocional dele, um elemento-chave para o seu desenvolvimento como pessoa.

Esse tipo de inteligência não só lhe ajuda a identificar e a regular as suas emoções, como também o ajuda a entender que algumas pessoas agem de maneira rude porque estão chamando à atenção de maneira errada.

A ternura das crianças lembra a todos nós, seres humanos, sem importar a idade nem a circunstância em que vivemos, que temos a necessidade imensa de dar e receber amor, e que quando não fazemos isso a vida parece que fica mais triste.

Oferecer amor é simples

As crianças nos fazem ver através de cada um de seus gestos que não precisamos nos esforçar demais para sermos delicados, pelo contrário, a expressão máxima da ternura é a espontaneidade, e nisso eles são mestres.

E de fato uma das especialidades deles é nos lembrar que não precisamos nos esforçar para falar com doçura, olhar com delicadeza, e abraçar com amorosidade. Esse tipo de gesto brota neles de maneira natural porque dominam com maestria a arte de sentir a essência das outras pessoas, sobretudo da mamãe deles; o que lembra de maneira especial que esses detalhes que parecem pequenos ou simples são os que, verdadeiramente, enchem o coração de alegria.

A espontaneidade com a qual as crianças exprimem seus pensamentos e demonstram seus sentimentos, sem dúvida, traz vitalidade aos idosos e desarma qualquer pai. Ninguém duvida da sinceridade de um abraço ou de um beijo de uma criança, que entrega com pequenos gestos aquilo que é o mais importante na vida: o amor.

Com o passar dos dias seu filho lhe mostrará que a ternura não é um sentimento exclusivo da relação entre ambos, pois toda a família se nutrirá desse grande valor que renova as relações entre os seres humanos e seus companheiros, que verão que o amor cresce todos os dias quando você o alimenta com pequeninas coisas.

As crianças sempre representam a alegria de um lar, porque sua doçura e sua simplicidade nos fazem experimentar na própria pele que dar, expressar, acolher e receber amor, com o nível de sinceridade deles, é o que nós precisamos para sermos grandes pessoas.