Gênio ruim não é sinônimo de personalidade

19 Julho, 2020
Neste artigo, vamos tentar deixar de lado essa ideia tão enraizada de que agir perdendo a cabeça em certas situações, respondendo mal e sendo grosseiro com as pessoas significa ter muita personalidade. Vamos conhecer as diferenças entre gênio ruim e personalidade para tentar compreender que não se tratam de sinônimos.

Quantas vezes, diante de uma birra ou de uma resposta atravessada de uma criança (ou nem tão criança assim), ouvimos os pais ou parentes dizerem: “É que ela tem muita personalidade!”. Bem, devemos começar a entender que gênio ruim não é sinônimo de personalidade, muito menos de muita personalidade. E não há motivos para alguém se orgulhar de ter um gênio ruim.

Vamos definir o que é personalidade e o que é gênio ruim

Personalidade se refere ao conjunto de traços, qualidades ou circunstâncias que indicam a natureza própria de uma pessoa, e que faz com que ela se diferencie das outras. A personalidade molda o temperamento de uma pessoa e é a maneira como ela reage às situações e se relaciona com os outros.

Por outro lado, o gênio ruim tem a ver com atitudes ou uma predisposição para estar ou ficar com raiva rapidamente e sem muitas razões aparentes. Relaciona-se a um estado negativo e, às vezes, até mesmo agressivo, das pessoas que dizem ter ou que têm um gênio ruim.

Além disso, podemos associá-lo a pessoas intransigentes, que não escutam, que não aceitam conselhos e que perdem a paciência rapidamente.

Porém, personalidade é algo que todos nós temos. Ou seja, todas as pessoas têm uma personalidade e todas as pessoas têm um tipo de personalidade, mas nem todos nós temos um gênio ruim.

Assim, o gênio ruim não é sinônimo de ter personalidade ou muita personalidade. Simplesmente, é mais uma característica entre tantas outras. É uma característica do temperamento e da personalidade de uma pessoa.

gênio ruim

Personalidade e gênio ruim: não devemos confundir os termos

Todas as pessoas que se gabam de seus maus comportamentos e grosserias, aquelas que acreditam ter autoridade para exigir que o resto do mundo suporte suas explosões, aquelas que têm pouco tato e nenhuma empatia pelos outros…

Todas essas pessoas devem saber que seu gênio ruim não se justifica por ter uma personalidade forte. Muito menos as autoriza a se sentirem fortes e poderosas. Todas essas pessoas devem saber que elas simplesmente têm muito mau humor, e não há nada de bom ou de especial nisso.

Aliás, se pedíssemos que alguns psicólogos falassem sobre esse assunto, talvez eles dissessem que uma pessoa que não sabe se controlar não só não tem muita personalidade, como também provavelmente tem problemas com sua personalidade.

Pelo contrário, uma pessoa com uma personalidade forte é capaz de se autocontrolar para não perder a cabeça sem razões justificadas. E, além disso, também sabe se relacionar e se comportar com as pessoas, falando e se dirigindo a elas com educação, respeito e carinho.

Gênio ruim não é sinônimo de personalidade

Não apenas discordamos que ter gênio ruim seja sinônimo de personalidade ou de ser uma pessoa com muita personalidade, como também ousaríamos dizer que ter gênio ruim e ter muita personalidade são antônimos. Verifique você mesmo:

  • Uma pessoa com muita personalidade se controla em situações extremas. Uma pessoa com gênio ruim perde a cabeça imediatamente, alertando, exclamando, ameaçando e insultando quem e o que quer que seja, sem razão e sem sentido.
  • Ao contrário de uma pessoa que tem predisposição para dizer “tomara que não venham me dizer essas coisas, pois eu nem penso e já falo um monte, e mando ver se eu estou na esquina”uma pessoa com muita personalidade estará predisposta a observar e analisar tudo ao seu redor antes de falar ou agir.
  • Se precisar responder ou colocar alguém no seu lugar, uma pessoa que tem muita personalidade vai buscar argumentos sólidos para isso. Quem tem gênio ruim só terá duas ameaças e três gritos para proferir.
  • Ser negativo, precipitado ou impetuoso não é o mesmo do que ser positivo, agradável e calmo. É diferente ser dominado pela raiva e saber se controlar pensando. É melhor passar o tempo junto com pessoas calmas e tranquilas do que estar com pessoas que se agitam por qualquer coisa com comportamentos ruins.
  • Muita personalidade significa saber ouvir e receber críticas, saber como modificar comportamentos se isso nos tornar uma pessoa melhor. Muita personalidade envolve aprender cada vez mais conhecimentos e atitudes. Pelo contrário, ter muito gênio ruim implica aumentar a lista de palavrões a cada dia, para soltá-los o quanto antes. Muito gênio ruim envolve ignorar as críticas e se gabar de comportamentos que não levam a nada.
gênio ruim

Alimente a personalidade do seu filho

Atualmente, chamar a atenção está muito na moda e, às vezes, a qualquer custo ou preço. Assim, alguns pais se orgulham dos filhos quando eles mostram seu gênio ou, melhor dizendo, seu gênio ruim, pois acreditam que isso denota muita personalidade. No entanto, em relação à educação, eles não estão exatamente ajudando.

Alimentar o gênio ruim das crianças pode ter efeitos negativos para seu desenvolvimento e a conformação de sua personalidade. Pelo contrário, para crianças e jovens, é muito positivo alimentar um bom temperamento para que eles desenvolvam um bom caráter.

Uma personalidade íntegra, crítica e racional, com capacidade de autocontrole das emoções e com objetividade, tolerante e empática. Assim, esse tipo de personalidade vai distingui-los e permitir que eles tenham um desempenho muito melhor em diferentes áreas no presente e no futuro, atingindo seus objetivos.

Por último…

Gênio ruim não é sinônimo de ter muita personalidade. Ter um gênio ruim talvez possa significar ter um mau caráter. No entanto, na maioria dos casos, ter um gênio ruim nem sequer indica um mau caráter, e sim, pelo contrário, denota pouca personalidade, embora essas declarações possam irritar aqueles que se orgulham de ter um gênio ruim…

Quem tem muita personalidade não perde a cabeça com tanta facilidade e possui muitos recursos para lidar com as situações e interagir com as pessoas.

Quem não tem muita personalidade não tem outra saída a não ser seu egocentrismo e seus ‘ataques’. Além disso, cultivar muita personalidade não é uma tarefa fácil, enquanto gritar ou responder mal são coisas qualquer um pode fazer…