A importância da Educação Infantil

A Educação Infantil é essencial para treinar as crianças em aspectos tão importantes como a linguagem e o raciocínio lógico. Aqui explicamos alguns de seus principais benefícios.
A importância da Educação Infantil

Última atualização: 04 Junho, 2021

A socialização da criança em sua fase inicial é um dos processos mais importantes que, sem dúvida alguma, dará resultados positivos no futuro em relação ao desenvolvimento, à interação e ao comportamento na sociedade. Incluir a crianças na Educação Infantil no tempo e momento adequados garantirá uma melhor evolução em todos os níveis.

Assim como na criança existem processos que marcados e estabelecidos de acordo com a idade como: girar sozinha, sentar, engatinhar, caminhar, correr, também existe uma série de disciplinas que devem estar presentes no momento certo, como a inicial a Educação Infantil.

Importância da Educação Infantil

A Educação Infantil da criança é uma das etapas mais importantes. Nesse período, podem ser estabelecidas as bases que servirão para o seu desenvolvimento ao longo da vida.

Os primeiros três anos de vida no desenvolvimento infantil são essenciais, uma vez que:

  • As crianças fazem mais conexões cerebrais nessa idade.
  • Começam a ter conhecimento de seu corpo e seus gostos.
  • Entendem como é importante socializar com outras crianças e as maneiras adequadas de fazer isso.
  • Estão em processo de construção da personalidade e da linguagem para se comunicar.
  • Adquirem autonomia e independência.

Tudo isso, sem dúvida, ajudará nossos filhos a se desenvolver e se defender por si mesmos sem a proteção da mãe e do pai.

Vantagens de começar a estudar antes da idade escolar

 

A Educação Infantil pode ter início desde os primeiros meses de nascimento até os 5 ou 6 anos de idade, quando começa a fase escolar.

Nem todas as famílias tomam a decisão de colocar a criança em uma creche desde que são bebês. Por isso, são muitas as mães que recorrer à escola apenas a partir dos 6 anos dos filhos. Essa decisão é muito particular e individual, e cada alternativa trará seus prós e contras.

  • Receber uma educação dirigida por profissionais, que têm o conhecimento e as ferramentas para saber como apresentar cada ensinamento no momento certo, é totalmente diferente do método usado pelos pais em casa.
  • Compartilhar com crianças da mesma idade, conseguindo se defender e enfrentar diferentes personalidades e características.
  • Colaborar e ajudar de maneira importante com uma educação respeitosa.
  • Ter disponível a ajuda de profissionais a nível pedagógico e psicológico, que irão alertar sobre qualquer irregularidade no processo normal da criança, auxiliando diretamente tanto ela como os familiares.
  • Realizar atividades com materiais pensados para cada idade, estimulando todas as áreas motoras e cognitivas necessárias para um bom crescimento.

Educação em casa

Nem sempre as crianças estão preparadas para iniciar sua educação fora de casa. Isso deve ser percebido pelos pais na presença de fatores como: maturidade, desenvolvimento ou alguma condição especial que limite a criança.

Nesses casos, são múltiplas as formas de ajudar nossos filhos nos primeiros passos e no conhecimento do mundo exterior, quando a decisão é não matriculá-los em centros de Educação Infantil.

  • Desenhando, uma maneira divertida e fácil para os pequenos.
  • Participando de jogos que estimulam sua aprendizagem.
  • Praticando alguma atividade artística, dançando, cantando.
  • Estabelecendo rotinas que incluam tarefas diferentes das brincadeiras do dia a dia que não proporcionem nenhum aprendizado específico.

Como observar a evolução das crianças que iniciam a Educação Infantil precoce?

 

Educação Infantil: crianças antes da pré-escola.

A evolução da Educação Infantil pode ser percebida quando a criança apresenta:

  • Comportamento mais livre e independente.
  • Gerenciando o medo em situações desconhecidas.
  • Habilidades para trabalhar em grupo, e não individualmente.
  • Preparo para a fase escolar, que terá exigências ainda maiores.
  • Hábitos e rotinas diárias que facilitam o processo de adaptação futura a escolas com horários diferentes e mais exigentes.
  • Higiene pessoal.

Sem dúvida, a Educação Infantil é muito importante e, como pais, devemos caminhar nessa direção, sempre buscando o melhor para os nossos filhos.

São processos que requerem distanciamento em relação às crianças e onde deve ser gerido o medo de que outras pessoas sejam responsáveis por orientar e ensinar nossos pequenos. Isso é necessário e a maior satisfação será ver adultos preparados para enfrentar qualquer situação da vida no futuro.

O fato de iniciar a Educação Infantil em nenhum momento é sinônimo de deixar tudo nas mãos dos professores e da escola ou do jardim de infância. Na verdade, é um trabalho conjunto onde o que se aprende em casa vai estabelecer o ritmo para as ações da criança fora dela.

É por isso que devem ser seguidos modelos de educação centrados em valores positivos e no reforço diário do que se aprende por fora. É a forma mais segura de transmitir bases sustentáveis ao longo do tempo.

Pode interessar a você...
Dia Internacional da Mulher: a luta pelo equilíbrio social continua
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Dia Internacional da Mulher: a luta pelo equilíbrio social continua

Tudo o que você precisa saber sobre o Dia Internacional da Mulher. Veja também algumas mulheres que deram lugar a mudanças e frases motivadoras.



  • David, T. (ed.): Researching Early Childhood Education. European Perspectives. London, Paul Chapman, 1998.
  • Escobar, F. (2006). Importancia de la educación inicial a partir de la mediación de los procesos cognitivos para el desarrollo humano integral. Laurus, 12(21). https://www.redalyc.org/html/761/76102112/
  • Gálvez, I. (2000). La educación inicial en el ámbito internacional: Situación y perspectivas en Iberoamérica y en Europa. Revista Iberoamericana de educación, 22.
  • Moss, P. (1992). «La ampliación de la educación durante la primera infancia: directrices futuras, limitaciones actuales». En: VV.AA.: La educación infantil. Una promesa de futuro. Documentos de un debate. Madrid, Fundación Santillana.
  • Pacheco, G. (2015). Psicomotricidad en educación inicial. Quito Ecuador. ISBN. http://biblioteca.iplacex.cl/RCA/Psicomotricidad%20en%20educación%20inicial.pdf