Kraamzorg, cuidando da mulher no pós-parto

27 de agosto de 2017

O pós-parto não é uma etapa fácil da vida da mulher. Embora, naturalmente, seja diferente de mulher para mulher, costuma ser um momento difícil, confuso e chato. É preciso levar em consideração que a mulher está se recuperando de um parto ou de uma cesária, e que além disso está cuidando de um recém-nascido. Dessa forma, ela se vê sem energias, e, muitas vezes, se encontra exausta. Deve ser por isso que criaram uma nova iniciativa na Holanda. Lá, eles contam com um serviço de cuidado pós-parto para todas as mulheres que acabaram de ter um bebê, o Kraamzorg.

O que é o Kraamzorg?

Trata-se de um serviço prestado às mães e ao bebê durante os dez primeiros dias depois do parto. Através desse serviço, tanto a mãe como a criança recebem visitas em casa de uma enfermeira ou de um profissional de saúde. Desse modo, eles objetivam ajudar a mãe nos cuidados do bebê.

A pessoa que realiza esse trabalho se chama kraamverzorgster. O seu papel é se assegurar que a mãe se recupere bem rápido, e observar de perto o desenvolvimento correto do recém-nascido.

Como aproveitar o Kraamzorg

Na 34ª semana de gestação, a mãe deve preparar a papelada para contar com a ajuda do Kraamzorg. Após separar tudo, ela deve ir à uma agência que está encarregada de proporcionar esse serviço. Esse serviço está incluído na maioria dos planos de saúde na Holanda. De acordo com as necessidades da mãe, o Kraamzorg oferece a ajuda necessária.

Quando o bebê já estiver em casa, o horário de atendimento do Kraamzorg irá depende de diversos fatores. É possível obter o serviço básico, mínimo ou flexível.

As obrigações do prestador do serviço que irá realizar as visitas é: certificar-se de que o local onde a mãe e o bebê estão encontra-se completamente limpo e seguro. Além disso, é claro, oferecer apoio caso haja algum problema, por exemplo, relacionado à alimentação da criança.

Decidir ter um bebê é um ato transcendental: significa decidir que a partir daquele momento o seu coração também começará a caminhar fora do seu corpo. -Autor desconhecido-

Certamente os cuidados depois do parto do bebê são necessários. No entanto, na verdade, nem sempre eles são seguidos, ou pelo menos não da forma correta. A chegada de um bebê muda completamente a nossa rotina e a nossa forma de cuidar das coisas.

Como ajudar a mãe durante o pós-parto

Graças a esse serviço a mãe pode resolver e tratar de certos problemas desde o início, de uma maneira muito mais simples. Isso porque ela estará recebendo o auxílio de uma pessoa especializada no assunto.

Por isso, esse serviço oferece a possibilidade de aclarar todas as dúvidas. Além de proporcionar certas informações e ajudar a mãe a tomar decisões de forma responsável e consciente. É importante levar em consideração que é um momento em que ainda não sabemos muito sobre o bebê. 

Além disso, graças ao simples fato de ter um profissional por perto, é possível fazer uma análise mais detalhada do estado emocional da mãe depois do pós-parto. Dessa forma será mais fácil detectar cedo se a mãe está com uma possível depressão pós-parto. É uma ótima forma de evitar situações mais difíceis e tristes que podem derivar dessa condição.

Mais facilidades do Kraamzorg

Ele também ajuda bastante a mãe a lidar com essa nova fase da sua vida. As coisas se tornam muito mais simples. O serviço fará com que a agonia, que é normal as mães sentirem nas primeiras semanas, seja muito menor. Tudo isso irá acontecer porque a adaptação à vida com um recém-nascido será mais simples.

Sem dúvida, esse é um serviço muito útil. E, embora muitas mães decidam ficar sozinhas e terem um pouco de privacidade durante as primeiras semanas com os seus bebês, o Kraamzorg é uma opção que deveria ser acessível a todos. Pelo menos as mães deveriam ter a opção de escolher ter ou não esse serviço.

No Reino Unido, desde 2013, já existe um serviço muito similar a esse, mas não recebe o nome de Kraamzorg. Tudo leva a crer que em pouco tempo esse tipo de serviço irá se espalhar pelo mundo todo. Mas não sabemos ao certo quando será implementado, se a longo ou a curto prazo. Pelo que tudo indica, vai ser preciso esperar mais um pouco até chegar até nós.