Os pequenos segredos do pós-parto

17 de agosto de 2017

A hora de dar à luz é o momento mais desejado quando estamos grávidas. Por fim vamos ter o tão esperado bebê nos nossos braços! Apesar disso, também é o início de uma fase difícil para a nova mãe. Sobre isso quase ninguém pensa.

Além da adaptação ao novo ser, a mãe passar por sua própria transição, tanto física como emocional. Os segredos do pós-parto são essenciais para dar início a uma boa recuperação. Neste artigo vamos contar alguns deles para você.

Durante a gravidez…

Pesquisas científicas de neurologia e biociência demonstraram que a gravidez modifica o cérebro da mãe, pois vai, pouco a pouco, transformando-o para a chegada de um novo ser humano.

E aqui vai a boa notícia: essa transformação nos deixa mais inteligentes, aguça nossos sentidos, melhora a inteligência emocional e nos permite priorizar tarefas!

Ainda assim, o bem-estar emocional da futura mãe está em uma constante corda bamba. Todos os nossos hormônios precisam voltar ao fluxo normal e isso implica em chorar e rir ao mesmo tempo, ter sentimentos contraditórios e, definitivamente, se adaptar a essa nova vida.

Como o pós-parto afeta algumas mulheres

Aproximadamente 75% das mulheres sofrem “depressão pós-parto”. É uma depressão passageira que atinge seu pico no quarto ou quinto dia após o nascimento do bebê e costuma coincidir com a ida para casa após um tempo no hospital, onde a mãe recebeu todos os cuidados, dia e noite. Agora é ela quem tem que se encarregar de todas as novas e desconhecidas tarefas.

Felizmente, esse estado costuma desaparecer por si só em poucos dias, quando tudo volta ao normal e novas rotinas são estabelecidas.

ser

O corpo da mãe sofre mais com todo esse processo, pois, quando abrigávamos um pequeno ser dentro de nós, nossos órgãos mudaram de lugar durante a gravidez para abrir mais espaço.

Portanto, agora que não estamos mais carregando um bebê, todos esses órgãos precisam voltar aos seus respectivos lugares originais. Além disso, a mãe está com algumas cicatrizes que ainda vão demorar para se curar.

Os pequenos segredos do pós-parto

O sono é o eixo central de qualquer recuperação

Depois de todo o esforço durante o parto, a melhor coisa para uma boa recuperação é dormir muito. O sono é reparador e, no nosso caso, primordial.

As verduras congeladas

As ervilhas congeladas vão nos ajudar na nossa recuperação.

As ervilhas são o tipo de verdura ideal para ser colocada em um saco plástico e ajudar a diminuir o inchaço da nossa episiotomia.

O secador de cabelo

Todas as vezes que precisarmos ir ao banheiro, devemos levar uma pequena jarra com água morna para simplesmente deixar escorrer nos nossos pontos e manter essa região sempre limpa e seca.

Depois devemos usar o secador de cabelo. A umidade é nossa inimiga.

Os esforços

Não somos super-heroínas. Apesar de tentarmos retomar a vida normal de forma rápida, não devemos nos levantar bruscamente de nenhum lugar nem carregar peso nos primeiros dias.

Qualquer mínimo esforço do nosso corpo pode fazer com que alguns dos pontos se abram, o que pode deixar a recuperação mais longa.

A alimentação

A alimentação é muito importante, já que durante o parto perdemos muito sangue. Além disso, nosso esforço foi enorme.

Esse é o momento ideal para testar aqueles ensopados que nossas avós faziam para nos recuperarmos e nos enchermos de energia.

Uma alimentação saudável e equilibrada é a base para, pouco a pouco, voltar à nossa forma anterior.

Delegar tarefas

ser

Quando chegamos em casa com nosso bebê, sobram braços para segurá-lo no colo.

Quem vai lavar os pratos, colocar as roupas na máquina, passar e limpar?

É exatamente nesses momentos que precisamos de voluntários. Precisamos nos deixar ser ajudadas e nos conformarmos de que se a casa não está tão limpa quanto antes, isso agora não é importante.

O mais importante é você e o seu bebê.

Sem visitas

Visitas não, obrigada. É normal que todos os amigos e conhecidos queiram conhecer nosso pequeno.

Mas esse não é o melhor momento. Pelo menos não durante a primeira semana, na qual a mamãe precisa se recuperar e o recém-nascido precisa se adaptar à nova rotina de sono, banho e alimentação.

E, finalmente, aqui vai nosso último conselho, apesar de parecer um pouco estranho: aproveite porque o tempo passa muito rápido e o estado de cansaço em que você se encontra agora é passageiro, é só uma questão de tempo. No entanto, no momento em que você tiver seu bebê recém-nascido nos seus braços, vai esquecer de todo o resto da sua vida!