O que fazer quando a maternidade causa uma crise de identidade

17 Outubro, 2020
Todas as mães, em algum momento, passam por uma crise de identidade. Como você pode lidar com essa situação?

Se você olhar para trás, parece que é inevitável passar por uma crise de identidade depois de ter um filho. Se você conversar com outras mães, vai descobrir que quase todas elas já passaram por isso. Quer aconteça depois de alguns dias, alguns meses ou mesmo alguns anos depois de se tornar mãe, não há dúvida sobre isto: a maternidade causa uma grande mudança na identidade e, às vezes, provoca uma crise.

Antes do bebê e da crise de identidade

Antes de ter o seu bebê, é possível que você estivesse convencida de que voltaria a trabalhar após a licença maternidade e que voltaria à sua carreira em crescimento. Então, você percebe que o trabalho em tempo integral pode não ser a melhor opção quando a sua barriga está crescendo… E você não sabe muito bem como tudo vai ser.

Você vai acordar pela manhã pensando em quanto tempo terá para se arrumar quando tiver que cuidar do bebê. São dúvidas que, embora pareçam banais, são reais. Além disso, quando você estiver com o seu bebê e perceber que o tempo para si mesmo é nulo, pode ser que surja uma crise de identidade que você não esperava ter.

O que fazer quando a maternidade causa uma crise de identidade

Constantemente, as novas mães expressam mudanças de prioridade, que são boas e totalmente esperadas. No entanto, essas mudanças podem fazer com que diferentes áreas da sua vida pareçam desequilibradas. Você passará de ter tempo para curtir a sua família e amigos para ter que encontrar um equilíbrio entre os seus filhos, o tempo com o seu parceiro, o trabalho e o orçamento familiar.

Crise de identidade

Tudo isso pode te levar a uma crise de identidade porque você se tornou mãe e a sua vida mudou completamente. Contudo, é preciso ter uma coisa clara: pode surgir uma versão mais forte e mais focada do seu melhor “eu”. Siga estas dicas quando achar que tudo está desmoronando e você vai perceber.

Aceite a mudança diante da crise de identidade

Em primeiro lugar: não lute contra a mudança. O que aconteceria se você deixasse de ser uma mulher com uma carreira para ser uma dona de casa? Na verdade, isso não é nada demais, porque é você quem decide o que e como fazer. Aceitar que a vida muda constantemente é essencial para avançar em direção ao seu novo eu.

O que antes parecia uma boa ideia pode não se adequar ao que é melhor para você e a sua família agora, e tudo bem também. Veja a mudança como uma oportunidade empolgante. Você deve dar um passo para trás e ver em quem você quer se tornar nessa próxima fase da vida.

Seja determinada, mas não seja teimosa

É fácil se sentir teimosa quanto ao rumo da sua vida. Você tinha uma ideia concreta de como queria que a sua vida fosse, mas agora esse caminho te levou em uma direção completamente diferente. Se há algo que ter um novo bebê nos ensina, é que a flexibilidade torna tudo mais fácil. Esse é o momento de estar aberta a todas as novas possibilidades.

Faça uma coisa de cada vez

Não fique desesperada tentando encontrar o seu novo “eu” de uma vez. Muitas áreas da vida são afetadas quando um bebê entra em cena: a confiança interna e externa, as relações com os parceiros, familiares e amigos, os objetivos profissionais e o seu estilo pessoal.

Tentar resolver tudo de uma vez pode ser frustrante e ineficaz. Em vez disso, concentre-se em uma coisa de cada vez. Ataque primeiramente a área que parece ocupar a maior parte do seu espaço mental.

O que fazer quando a maternidade causa uma crise de identidade

Se você está constantemente pensando ficar em forma novamente, crie um plano de alimentação e treinamento para te ajudar a chegar aonde você quer estar. Uma vez que você estiver se sentindo confortável e fazendo tudo o que puder nessa área, então você poderá passar para a próxima.

Aceite o seu novo “eu” durante a crise de identidade

Não pense em passar por uma crise de identidade como se estivesse redescobrindo o seu antigo “eu”. Ele desapareceu assim que você segurou o seu filho nos braços pela primeira vez. Agora, você tem um novo “EU”, com letra maiúscula, sim, porque é muito importante que ele seja mantido. Agora você precisa de tempo para resolver o que te incomoda.

Você tem amizades que não fazem mais sentido na sua nova vida? Você precisa aprender uma nova ferramenta para se comunicar com o seu parceiro? Não desperdice energia lamentando essas mudanças. Pelo contrário, use-as para estimular a sua jornada adiante. Esse é o seu caminho e você deve traçá-lo com energia.

Todas nós passamos por crises de identidade

É muito fácil se deixar levar pelo estilo de vida do Instagram e do Pinterest. As pessoas nas redes sociais parecem ter vidas realmente perfeitas, não é mesmo? Mas, na verdade, não é bem assim. Elas mostram apenas o que acham que é o melhor de suas vidas.

Aquela mãe de aparência perfeita que parece ter tudo lutou com a identidade tanto quanto as outras mães. Quando ocorre uma mudança tão grande como ter um bebê, ninguém está imune à turbulência pessoal. Tudo se resume a lidar com essas mudanças com introspecção, dedicação e graça. Não tenha dúvida de que você pode conseguir.