Porque você não deve fazer as lições de casa de seu filho

26 Outubro, 2017

Realizar as lições de casa dos filhos não aumenta sua capacidade de trabalho nem sua disciplina, além disso os impede de aprender algo novo. Explicaremos porque você não deve fazer os deveres de casa de seu filho. Não deixe de ler.

As lições de casa fazem parte do aprendizado

Fazer as lições é um trabalho e uma responsabilidade dos filhos. Porém, os pais também tem seu papel, que é o de apoiar para que as crianças façam as tarefas e sobretudo resolver todas suas dúvidas. Isso não significa fazer para eles os seus deveres.

“O aprendizado consiste em um conjunto de materiais e ferramentas que uma pessoa pode manejar e manipular”

-Seymour Papert-

Os pais podem ajudar muito a seus filhos nas lições de casa, estabelecendo que os deveres são uma prioridade fundamental e os ajudando a desenvolver bons hábitos de estudo.

Os deveres reforçam a aprendizagem das aulas :

  • Ajudam a criar o hábito do estudo
  • Superação diária
  • Autodisciplina
  • Reforçam a concentração
  • Cumprir pequenos objetivos a cada dia
  • Ler e seguir instruções de forma independente
  • Distribuir e gerenciar seu tempo
  • Desenvolver o sentido de responsabilidade
  • Aprender a ética no trabalho
  • Satisfação pelo trabalho realizado
  • Melhorar a memória
    menino fazendo as lições de casa

 

Porque você não deve fazer as lições de casa de seu filho

Fazer as tarefas escolares pelos filhos é um dos erros mais comuns dos pais. Os pais que se dedicam à educação de seus filhos compartilham o momento de fazer as tarefas juntos, porém se envolver não significa fazer a tarefa por  eles.

Podemos dar sugestões para orientar nossos filhos, nada além disso. As crianças que se acostumam que os pais acabem fazendo as lições por eles, se sentirão cada vez mais inseguros, pensando que eles sozinhos não são capazes de fazer as coisas, cada vez terão mais dúvidas e será mais difícil para eles darem conta de suas tarefas.

Os pais não devem fazer os deveres de casa de seus filhos, porque assim eles não aprenderão nada, e não aprendem por si mesmos se não os deixarmos cometer erros.

Além disso, é evidente que na escola a professora saberá que o trabalho realizado não foi feito por uma criança.

Pais ajudando filho nas lições de casa

 

Conselhos para seus filhos realizarem as lições

  • Entender que é um reforço para o aprendizado
  • É uma oportunidade para aprender a trabalhar sozinho.
  • Não pressionar a criança com seus deveres
  • Potencializar sua autoestima
  • Estabelecer uma rotina
  • Ter um horário determinado durante o dia
  • Estabelecer um tempo determinado e não passar toda a tarde brincando
  • Incentivar sua autonomia
  • Acompanhar a criança enquanto realiza seus trabalhos
  • Utilizar o reforço positivo
  • Ajudar a criar o hábito do estudo
  • Revisar as lições feitas
  • Falar positivamente dos deveres

Os deveres e a neurociência

O  cérebro está desenhado para aprender; a rotina, a curiosidade e a novidade são os grandes aliados do cérebro em seu aprendizado

Nós humanos aprendemos por imitação e por repetição. Os bebês de poucas semanas já são capazes de imitar gestos, e quando um bebê está aprendendo uma nova habilidade a repete uma e outra vez, até que consiga.

Na etapa escolar é necessário repetir, exercitar o aprendido para consolidar o aprendizado. Também o cérebro necessita de repouso e tempo, para analisar e processar a informação que recebe e consolidar os conceitos e novas habilidades.

Além disso, o cérebro imaturo, como o de nossos filhos, necessita de um guia que lhe ajude a analisar essa informação. O cérebro está desenhado para aprender, porém para aprender bem, necessita de ajuda. Para eles o cérebro necessita organizar, sequenciar e repetir os processos de aprendizagem. A melhor forma de aprender é a repetição de conceitos uma e outra vez, até conseguir consolidá-los.

O aprendizado escolar deve ser dirigido para conseguir um desenvolvimento pessoal pleno das crianças, para que quando chegarem a de adultos sejam geradores de novos conhecimentos, enriquecendo assim a sociedade a que pertencem.