O exemplo para seu filho tem mais força que qualquer regra

· 24 de agosto de 2018
O exemplo é uma via de aprendizagem na qual a criança se desenvolve de forma gradual, a partir de um modelo que é trabalhado todos os dias, sem necessidade de grandes sermões.

Ensinar através do exemplo é infalível. Você quer ensinar seu filho a fazer alguma coisa? Mostre a ele de maneira amorosa como se faz. Você vai ver que dessa forma ele nunca vai esquecer!

Entre um bebê e sua mamãe se desenvolve uma forma de comunicação que não precisa de palavras. Trata-se de uma linguagem mais primitiva e mais clara que a linguagem verbal. Essa forma de se comunicar, ainda que seja complicada de explicar, é fácil de identificar. Você certamente já viu que há pessoas que se comunicam somente com um olhar. É exatamente através dessa linguagem instintiva que as crianças aprendem mais.

As crianças aprendem observando. Mais de uma vez você deve ter dado risada quando seu filho te viu fazendo algo e imitou. Não é à toa que em muitos lares se diga à criança: como é a cara que o vovô faz? E a criança imita, enquanto todos riem de como o bebê é cheio de graça.

Mas, para além das risadas, procure observar que esse é um momento essencial em que se nota claramente que o exemplo para seu filho tem mais força que qualquer regra. Onde ele aprendeu a imitar os demais? A resposta é fácil: com sua própria capacidade de observação.

o exemplo

O exemplo se nutre com o dia a dia

Você já percebeu que seu filho aprende certas tarefas de uma maneira que parece quase automática. Mas a verdade é que ele já te viu tantas vezes colocar as chaves sobre a mesa que também o fará ou saberá onde procurá-las sem que você diga aonde.

O mesmo acontecerá com questões menos simples que o lugar onde estão as chaves. Por exemplo, ao longo de vida, seu filho te viu comer à mesa tantas vezes que ele também vai querer fazer isso. Porque é ali onde compartilha momentos com seus pais e irmãos. Ainda que eventualmente leve seus alimentos para comer em frente à televisão, certamente não será um grande problema pedir que te acompanhe a comer se ele já viu em muitas ocasiões que o lugar correto para comer é na mesa de refeições.

A paciência será sempre sua melhor aliada. Mesmo que ensinar com exemplo seja um dos melhores métodos e educação, pois a criança aprende nos primeiros anos de sua vida por imitação, nunca é demais que você explique a ela os porquês das coisas. Explique, por exemplo, que é melhor comer na mesa, e não isolado em seu quarto.

Ensinar com o exemplo, amar o seu filho incondicionalmente, ter uma paciência infinita – ou pelo menos procurar tê-la – e explicar a ele com razões objetivas o porquê das coisas são três ferramentas vitais na educação do seu filho.

o exemplo

O exemplo é uma arma

A máxima de se ensinar com o exemplo é uma faca de dois gumes, pois pode se virar contra você se estiver exigindo alguma coisa que você não pratica. Seu filho será uma pessoa responsável e pontual porque seus pais são assim.

Ele aprenderá com o tempo a ser limpo e organizado não por causa de ordens, mas por que ele vê isso em casa. Porque sabe como é agradável estar em um lugar limpo e organizado. Também aprenderá o valor da honestidade se a família for honesta. Se todos os dias ele vir que seus pais preferem ser honestos e deixar passar todas as tentações que os convidam a desistir de seus valores.

Assim, é muito difícil pedir a uma criança ou um adolescente que não minta e confie em você se foi você quem mentiu ou desconfiou primeiro. Descobrir que seus pais mentem é uma das maiores decepções que uma criança pode ter. A mesma coisa acontece com a organização, a limpeza, a pontualidade, a responsabilidade, etc. Essas são questões que não podem ser aprendidas da noite para o dia, que não podem ser aprendidas com um discurso ou de maneira imposta. Os valores são aprendidos com o dia a dia, com a força do exemplo.

Mais do que uma ação e reação

Ensinar com o exemplo também é pedir desculpas. Ninguém é perfeito. E os pais, ainda que sempre tentem dar o melhor de si, se equivocam em algumas ocasiões. Certamente seus pais cometeram algum erro com você que acabou te decepcionando.

Leve em conta que é muito provável que você também cometa erros. Você é humana e é bom que saiba disso, que entenda e que seu filho também saiba disso e entenda. Mesmo assim não desanime: quando você falhar, quando se sentir mal, peça desculpas. Por que não? Você pode pedir ajuda ao seu filho quando não souber resolver algo. E assim, mesmo tendo falhado, seu filho aprenderá a humildade. Isso é uma certeza.

Os resultados virão com o tempo. Você já percebeu que quando um adulto tem uma recordação de quem é, do que aprendeu, certamente seus pais figuram como seus primeiro e mais frutíferos professores.

Com seus pais, você aprendeu todas as noções básicas para se comportar no dia a dia e também aprendeu os valores que regem a sua vida. Assim, você também é a primeira e mais amada professora do seu filho. Está em suas mãos a grandiosa tarefa de formá-lo e educá-lo. Não se esqueça nunca do que dizem por aí: as palavras movem, o exemplo impulsiona.