O pensamento mágico das crianças

28 de abril de 2018
No que consiste o pensamento mágico das crianças? A verdade se mistura com a fantasia e as crianças vivem num mundo mágico. Isso é bom para elas?

O pensamento mágico das crianças é um conceito utilizado na psicologia que consiste em visualizar ou acreditar em algo ou alguém que, na verdade, não existe.

As fadas, o Papai Noel, as bruxas, os fantasmas, os amigos imaginários e outros elementos são verdadeiros exemplos desse tipo de pensamento. O importante é que os pais estejam conscientes de que se trata de uma fase completamente normal pela qual a maioria das crianças passa.

No que consiste o pensamento mágico das crianças?

O pensamento mágico das crianças é uma fase que ocorre entre os dois e os sete anos de idade. Trata-se de uma fase completamente normal e, inclusive, necessária para enfrentar certos medos e resolver várias situações.

O pensamento mágico está previsto na psicologia. É definido como a crença de uma pessoa de poder modificar o ambiente exterior através de seus próprios pensamentos e, também, por meio de forças consideradas sobrenaturais.

“As crianças costumam desenvolver o pensamento mágico em sua máxima expressão durante a infância, especialmente entre os dois e os sete anos de idade”

É a fase da infância em que as crianças acreditam em personagens da fantasia, convencidos inclusive de que eles as acompanham no dia a dia. A imaginação pode levá-las a acreditar que as montanhas podem se mover e durante uma viagem de carro, por exemplo, podem criar uma verdadeira aventura.

pensamento mágico das crianças

O pensamento mágico das crianças é positivo ou não?

Muitos pais se preocupam pelo grande nível de imaginação que seus filhos podem desenvolver. Em alguns casos até se perguntam se é positivo ou não reforçar crenças como a existência do Papai Noel ou da Fada do Dente, por exemplo.

Esse tipo de preocupação paterna pode se mostrar infundada, dado que especialistas em psicologia garantem que essa fase não é apenas normal, como também necessária para o desenvolvimento das crianças.

O pensamento mágico das crianças pode se desenvolver a tal extremo que acaba sendo difícil para os pequenos estabelecer um limite definido entre a realidade e a fantasia.

Essa fase não deve deixar os pais preocupados, pois é normal e benéfica. Na verdade, graças ao pensamento mágico, as crianças podem desenvolver sua sensibilidade e, também, resolver conflitos, além de outros medos.

Características do pensamento mágico

  • O pensamento mágico é uma fase completamente normal que costuma se desenvolver em sua máxima expressão entre os dois e os sete anos de idade. No entanto, é importante destacar que não existem uma idade exata na qual essa fase deva terminar.
  • Os especialistas explicam que quando a criança se aproxima dos sete anos de idade, seus pensamentos mágicos começam a se tornar muito mais concretos.
  • As crianças começam a discernir entre a fantasia e a realidade, o que faz com que comecem perguntar sobre todas as dúvidas que possam ter. É nesse momento em que a criança começa a desenvolver mais seu pensamento lógico, o qual passa a se chocar com o pensamento mágico.
  • O pensamento mágico das crianças é essencial para o correto desenvolvimento delas. Essa fase as leva a desenvolver a imaginação, a criatividade e, também, a sensibilidade. Da mesma maneira, é muito importante para que as crianças enfrentem seus medos ou temores. Isso também as ajuda a resolver vários conflitos.
pensamento mágico das crianças

Começam as vivências e as perguntas

Os especialistas explicam que esse pensamento mágico é o motivo pelo qual as crianças experimentam diferentes vivências de forma muito mais intensa. Ao não conseguir distinguir claramente entre a fantasia e a realidade, elas percebem as experiências, tanto as positivas quanto as negativas, de uma maneira muito mais acentuada.

Quando as crianças começam a se fazer perguntas e seu pensamento se torna mais concreto, é importante que os pais estejam presentes para responder todas as suas dúvidas. Perante a preocupação dos pais sobre quando contar a verdade, é recomendável que deixem que a própria criança estabeleça o ritmo.

O pensamento mágico é uma das fases mais bonitas e positivas pela qual as crianças podem passar. Além disso, é uma fase normal e necessária para o desenvolvimento psicológico e intelectual das crianças.

Devido a tudo isso, é recomendável que os pais mantenham a magia pelo tempo que for necessário e fiquem atentos às mudanças e dúvidas que seus filhos possam manifestar.