O que é a inseminação artificial?

· 29 de dezembro de 2018
Quando uma condição física dificulta a nossa gravidez, dependendo do caso existem diversas opções que podem ser exploradas.

Neste post vamos mostrar o que é a inseminação artificial, uma das técnicas de fecundação mais eficazes que existe.

A inseminação artificial é definida por especialistas como o método de reprodução assistida mais empregado em mulheres em todo o mundo.

Trata-se de depositar o sêmen do homem no canal reprodutor da mulher com o fim de auxiliar a chegada do espermatozoide ao óvulo de forma adequada para propiciar o sucesso da fecundação.

Quando é recomendável se submeter a uma inseminação artificial?

Se os espermatozoides têm dificuldades para passar pelo colo uterino, se há problemas com a mucosa cervical, com uma infertilidade inexplicável ou sem causa aparente, ou se é constatada a endometriose ou inclusive a alergia ao sêmen, entre outros possíveis cenários, o método de inseminação artificial poderá ser ideal para uma fecundação bem sucedida.

Cada mulher é única, e cada organismo tem suas particularidades que deverão ser observadas na hora de se determinar se a inseminação artificial é a maneira mais adaptada ao seu corpo.

Existem dois fatores importantes a se considerar para saber se é ideal realizar uma inseminação artificial intrauterina: o primeiro deles é que uma das trompas de Falópio seja permeável, o que é visto através de uma radiografia do colo uterino.

A segunda é que o sêmen a ser utilizado deve ter uma concentração de espermatozoides móveis mínima, que varia de acordo com o que é estabelecido por cada laboratório. Esse valor mínimo pode ser de três a cinco milhões.

Inseminação artificial, passo a passo:

a inseminação artificial

Uma vez que seja determinado que a inseminação artificial é mais indicado em seu caso, o contato constante com seu ginecologista ou especialista é fundamental durante todo o processo.

  • A primeira coisa feita pelo médico é a verificação do aparato reprodutor e a solicitação de uma série de exames para garantir que todo o organismo está funcionando devidamente.
  • O segundo passo é a estimulação através de um tratamento hormonal que favorecerá a produção de folículos.
  • Depois de iniciado o tratamento com hormônios, é necessário seguir um controle com o especialista.
    • Se foi produzida a quantidade suficiente de folículos, poderemos avançar à seguinte etapa.
    • Caso contrário, será necessário continuar o tratamento hormonal.
  • Após dez ou doze dias, seu corpo receberá um hormônio particular que faz com que seja liberado o óvulo.
  • Após dois ou três dias da liberação do óvulo, o especialista analisará o óvulo e decidirá se é possível fazer o procedimento.
  • O último passo é a inseminação artificial em si. O sêmen é introduzido o mais perto possível das trompas de Falópio.

Perguntas frequentes

a inseminação artificial

A inseminação artificial dói? A resposta é não. Em geral, é um procedimento bastante simples que não demorará mais de vinte minutos. O sêmen coletado é introduzido com uma cânula especial que não causará nenhum tipo de dor.

O resultado é imediato? Não, só se confirmará a gravidez pelo menos duas semanas depois da inseminação artificial através de um simples teste de gravidez.

É necessário fazer vários tratamentos de inseminação artificial? É possível que o médico recomende fazer várias inseminações artificiais com o objetivo de aumentar as possibilidades de gravidez.

Alguns especialistas indicam que a maior quantidade de incidências de gravidez é produzida dentro dos primeiros quatro ciclos de tratamento.

O que devo fazer se depois de várias inseminações eu não conseguir engravidar?

É possível que após quatro inseminações sem sucesso você e seu marido ou mulher sintam-se frustrados. Mas os especialistas já comprovaram que até a sexta tentativa é possível que a gravidez aconteça. Contudo, o médico também pode recomendar outros métodos.

Chegado o momento de decidir qual método de fecundação a ser utilizado, lembre-se de que o importante é que você se sinta cômoda. Confie em um especialista qualificado em seu caso para que juntos vocês possam encontrar a solução e chegar a uma gravidez feliz.

É possível que a ansiedade se apodere de você. Mas não se esqueça de que a perseverança e a paciência são essenciais nesses casos.