O que fazer quando amamentar dói?

· 1 de abril de 2018
Embora amamentar seja algo natural, para algumas mães a amamentação nem sempre é fácil. Pode ocorrer desconforto e até mesmo dor.

Muitas mulheres, quando o bebê nasce, tomam a decisão de alimentá-lo através da amamentação, pois traz vários benefícios para ambos. No entanto, não é incomum ouvir algumas mães dizerem que amamentar dói.

Embora seja habitual que, como mãe de primeira viagem, você tenha um desconforto ou sensibilidade nos seios quando o bebê começa a mamar, não é normal que você experimente muita dor quando o bebê suga o seio.

Mas se você estiver passando por essa fase e sente dor em seus seios, nós te convidamos a continuar lendo. Aqui vamos explicar vários fatores pelos quais muitas mães dizem que o aleitamento materno dói e quais medidas você pode tomar em relação a isso.

“Embora seja verdade que a maternidade envolve momentos que requerem um esforço por parte da mãe, o sofrimento e a dor nunca devem ser excessivos”

Fatores que fazem com que a amamentação doa

São vários os fatores pelos quais algumas mães dizem que amamentar dói. Entre estes estão:

  • O bebê não pega bem o mamilo. Quando o recém-nascido não pega bem o seio nem o suga de maneira correta, muitas vezes, faz com que os mamilos doam. Além disso, podem aparecer fissuras que são dolorosas e que podem causar sangramento.
  • Freio sublingual curto. Às vezes pode acontecer de o bebê ter o freio sublingual curto, também chamado de anquiloglossia. Isso pode fazer com que o bebê não sugue adequadamente o mamilo e, portanto, não consuma a quantidade de leite que precisa.

  • Mastite. Esta é geralmente o resultado de uma infecção que se infiltrou através de rachaduras abertas. Os sintomas são: o peito fica quente e dói muito, podem aparecer calafrios, mal-estar e febre.
  • Fungos. Isso pode ocorrer devido a uma infecção, talvez o bebê os tenha na boca porque tomou algum antibiótico. Entre os sintomas estão: o seio fica rosado e úmido, e também causa uma dor aguda.
  • Obstrução mamária. Isso ocorre quando os dutos dos seios se enchem de leite e ficam obstruídos, causando muita dor. Pode ocorrer apenas em um mamilo, a pele fica vermelha, aparece um ponto branco no mamilo e, em seguida, um nódulo emerge.
  • Congestão mamária. Ocorre quando o leite sai depois de começar a amamentar; isso pode fazer com que os seios inflamem e doam.

O que pode ser feito quando amamentar dói?

Para fazer com que o momento de amamentar seu bebê seja o menos doloroso e o mais prazeroso possível, anote as seguintes dicas:

  • No momento de amamentar o bebê, você deve colocá-lo com a cabeça reta e esperar que ele abra bem a boca. Quando fizer isso, você deve segurar o peito com uma mão e direcioná-lo até o palato do bebê. Você deve prestar atenção para que a boca do pequeno cubra a maior parte da auréola.

“Se houvesse uma vacina com os benefícios da amamentação, os pais pagariam qualquer quantia para comprá-la”

-Carlos González-

  • Você deve amamentar o bebê a cada 2 horas aproximadamente; à noite, você pode ter que acordá-lo para dar de mamar.
  • Se o bebê mama apenas em um seio, ofereça o outro seio na próxima vez que você o amamentar. Dessa forma, você irá evitar que te machuque apenas um.
  • Mude de posição quando o amamentar, desta forma você poderá aliviar o desconforto e a dor com mais facilidade.
  • Evite usar sutiãs muito apertados. Caso contrário, isso pode causar um aumento de pressão ou a fricção dos aros na pele.

  • Lave seus seios apenas com água morna, não use sabonetes que contenham álcool ou outros produtos químicos, pois podem criar irritações e deixá-los secos.
  • Para evitar rachaduras nos seios, o melhor tratamento é o próprio leite materno.
  • Tente manter a calma e deixar o estresse de lado.

Em qualquer caso, seu médico será quem melhor poderá te orientar sobre o que fazer se a dor se tornar cada vez mais intensa. Embora seja verdade que a maternidade envolve momentos que requerem um esforço por parte da mãe, o sofrimento e a dor nunca devem ser excessivos.