O que fazer se meu filho bater a cabeça com força?

As batidas na cabeça costumam ser comuns durante a infância. Muitas delas, por sorte, não passam de um grande susto. A criança cai e, quando sua cabeça bate no chão, emite o mesmo som que um coco seco emite com semelhante batida. Algumas lágrimas aparecem e depois de alguns carinhos, beijos e mimos, a criança já esquece o que aconteceu.

 As crianças são o recurso mais importante do mundo e a melhor esperança para o futuro.

—John Fitzgerald Kennedy—

Quando as crianças começam a andar sozinhas, costumam cair frequentemente. Suas habilidades psicomotoras grossas ainda não estão suficientemente desenvolvidas para que elas tenham um mobilidade eficiente.

Nessa fase, as batidas de cabeça também podem ser mais frequentes, principalmente para aquelas crianças que são mais apressadas e querem “correr” antes de andar.

As crianças que batem a cabeça quando começam a andar, em geral, não costumam ter consequências graves. Essas quedas, como não são de uma altura muito grande, acabam com um galo na cabeça e só isso. Claro, infelizmente, nem todos os finais são tão felizes. Por isso, se seu filho bater a cabeça em algum lugar, cuide dele e siga essas recomendações.

O que fazer se seu filho bater a cabeça

 

bater a cabeça

Mamãe, quando seu filho bater a cabeça, aja da seguinte maneira:

Observe seu comportamento por uns minutos

A primeira coisa que seu filho vai fazer quando bater a cabeça com muita ou pouca força é o que qualquer criança faria: chorar.

Em meio a tanto choro, a família se reúne em volta da criança para consolá-la e com tantos carinhos e beijos fica impossível avaliar a situação. Por isso, quando a criança bater a cabeça, você deve esperar uns minutos antes de correr com ela para o hospital.

Você precisa observar a reação da criança porque serão os sintomas posteriores à queda que vão dizer se se trata apenas de uma batida sem consequências graves ou se existe a possibilidade da criança ter sofrido um traumatismo craniano.

Se a criança se acalmar com os seus carinho e depois continuar brincando sem nenhuma outra reação que indique uma possível lesão cerebral, ela não corre nenhum risco. Nesse caso, você vai continuar observando seu filho durante algumas horas para garantir.

Ficar atenta a qualquer um desses sintomas

Os sintomas associados a um traumatismo cranioencefálico e que são motivos para correr para o hospital mais próximo após uma criança bater a cabeça são os seguintes:

  • Perda ou diminuição da consciência. Nesse último caso, mesmo se seu filho tiver um aninho de idade, você já o conhece bem. Você é a pessoa que poderá dizer com propriedade se ele está desorientado ou confuso, se ele está passando por uma diminuição da consciência.
  • Excesso de sonolência.
  • Crescimento do galo. Se você perceber que a inflamação aumenta de tamanho, não fique parada em casa. Leve seu filho para um pronto-socorro.
  • Falha da memória tanto de eventos anteriores como de eventos posteriores à batida. Se você perguntar como os membros da família se chamam e a criança não souber responder, pode ser um indício de lesão cerebral.
  • Perda de equilíbrio. Se a criança estiver aprendendo a andar, esse sintoma pode ser difícil de analisar.
  • Vômitos.
  • Alterações visuais. Você pode saber isso perguntando para a criança, após ela se acalmar, se está enxergando bem as coisas.
  • Convulsões.
  • Alguma ferida na região da batida.
  • Dificuldades na fala. Você conhece seu filho e sabe a maneira com que ele se expressa, a linguagem que já domina e como articula a fala. Caso você notar alguma alteração na comunicação do seu filho, pode levar esse sintoma em consideração.
  • Disfunção motora. Esse sinal pode ser facilmente observado. Você deve olhar seu filho ao andar e coordenar seus movimentos. Ele também poderá dizer se sente alguma fraqueza ou adormecimento em alguma parte do corpo.
  • Dor de cabeça
  • Sangramento pelo nariz ou pelos ouvidos.

Mantenha a calma a todo momento

 

bater a cabeça

Mamãe, sabemos que é difícil manter a calma se você perceber qualquer um desses sintomas que citamos anteriormente no seu filho. No entanto, para o bem dele, você deve se manter concentrada e saber o que está fazendo a todo momento.

Mesmo que sua primeira reação após seu filho bater a cabeça seja animá-lo, como nesse momento você ainda não sabe se se trata de uma batida leve ou de uma lesão, é recomendável que você não o movimente nem o agite muito porque isso pode ser prejudicial.

Se você se concentrar no que acabou de acontecer em vez de se alterar, você vai perceber que precisará observar seu filho durante algumas horas e ficar atenta.

Apenas mantendo a calma você poderá encontrar uma forma de ajudar seu filho.

Recomendados para você