O que fazer se os ductos mamários estiverem obstruídos?

22 Maio, 2018
Se seu seio está vermelho, inflamado e você sente muita dor, é possíveis que seus ductos mamários estejam obstruídos. A seguir, vamos falar sobre o que fazer para melhorar essa condição.

O que fazer se os ductos mamários estiverem obstruídos é uma das perguntas mais frequentes de todas as mães que estão amamentando. Esta condição, além de bastante dolorosa, afeta a muitas mulheres, o que a torna um problema muito comum.

Mas ainda que seja uma patologia normal, quando não é tratada adequadamente, um ducto mamário obstruído pode desencadear uma mastite. Portanto, o tratamento adequado reduz os riscos de sofrer complicações. 

A seguir vamos falar sobre quais são os sintomas quando se está com os ductos mamários obstruídos, por que acontece e, por último, o que fazer para liberar o fluxo.

Quais os sintomas de ductos mamários obstruídos?

Os ductos mamários são os responsáveis por levar o leite produzido nas glândulas até o mamilo. Quando eles estão obstruídos, uma ou várias protuberâncias aparecem acompanhadas de dor em toda a região ou no mamilo.

inflamação ou protuberância na mama

A mama pode ficar vermelha e com a sensação de inflamação ou emanação de calor.

A particularidade desta condição é que deve ser tratada de maneira imediata, já que caso ignorada pode causar mastite. Febre, dor generalizada no corpo apareceriam e, em casos extremos, pode ser ocorrer a saída de pus ou sangue junto com o leite.

Porque os ductos mamários obstruídos são incômodos?

Já sabemos quais são os sintomas de um ducto mamário obstruído, mas por que isso acontece? Na verdade qualquer mãe, em uma ou mais gestações, pode apresentar esse problema. Como dissemos anteriormente, é uma patologia comum, mas deve ser tratada imediatamente.

No entanto, alguns fatores podem desencadeá-la. Os mais frequentes são o uso de sutiãs de tamanhos errados que geram uma pressão inadequada na mama, roupas muito justas, um trauma, uma má pressão no momento de amamentar ou uma má postura ao oferecer o peito.

O que fazer se os ductos mamários estiverem obstruídos?

Existem várias formas de aliviar esta condição. Começaremos pelas mais simples, e depois falaremos sobre medicamentos. Recomenda-se, em primeiro lugar, ao notar inflamação ou protuberâncias na mama, massagear delicadamente a área. Essa massagem também deve ser feita enquanto o bebê estiver mamando, para estimular a abertura do ducto.

A segunda opção para tratar os ductos mamários obstruídos é tomar banhos quentes, e realizar a massagem durante o banho. Neste caso e aproveitando o calor do ambiente, a pressão pode ser feita com mais intensidade na região anterior à protuberância em linha reta até o mamilo.

Após o banho e a estimulação, é o momento correto de oferecer o seio ao bebê. Você pode colocar um pano quente sobre o seio para manter a área aquecida.

Se esses estímulos quentes não funcionarem, você pode dar um passo adiante e submergir a mama em uma tigela com água morna e adicionar uma colher de chá de sal. É provável que esta ação faça com que o ducto seja liberado quase imediatamente.

condutores lácteos cortados

Outra opção que serve de precaução é extrair todo o leite que permanece no seio após o bebê ter mamado. Isso evitará o excesso de material lácteo nos ductos. 

Caso você não use a bomba para extrair leite, o bebê deve ser amamentado mais regularmente do que o habitual, e sempre mamando do seio que apresenta o problema.

Alguns médicos também salientam que o descanso adequado e os cochilos podem agir positivamente para que essas obstruções não ocorram.

Opções farmacológicas

As recomendações farmacológicas mais comuns feitas pelos médicos são poucas:

  • Analgésicos e anti-inflamatórios: Os mais recomendados para aliviar a dor são o ibuprofeno e o paracetamol. Ambos são vendidos sem receita médica, mas também é aconselhável consultar o médico com antecedência.

Com essas práticas simples, você pode aliviar o problema dos ductos mamários obstruídos. Como sempre, se você perceber que sua condição não melhora com nenhum desses métodos e sentir que novos sintomas se manifestam, a recomendação é procurar um especialista imediatamente.