Os pais devem ceder aos filhos? Quando e até que ponto?

23 de junho de 2019
Como é difícil determinar como exercer autoridade, há certas diretrizes para saber até que ponto os pais devem ceder aos filhos. Nós falaremos mais sobre esse assunto neste artigo.

Até que ponto os pais devem ceder aos filhos? Essa é uma pergunta que muitos pais que estão interessados ​​no bem-estar de seus filhos se fazem. Saber a resposta é importante porque é uma maneira de incutir nas crianças o respeito pela autoridade dos pais.

Até que ponto os pais devem ceder aos filhos?

Os pais devem deixar que seus filhos saibam que são eles que exercem autoridade, e não os pequenos. Todos os pais devem fornecer apoio e proteção aos seus filhos. No entanto, isso não significa que tenham que ceder a todos os desejos da criança.

Da mesma forma, os pais não devem perder a autoridade diante de seus filhos. Você deve ter a última palavra, não os pequenos.

Além disso, você não deve nem dar a impressão de que são as crianças que mandam na casa.

Apesar disso, os pais têm que ouvir as opiniões de seus filhos. Também leve em conta que, à medida em que crescem, eles precisam tomar decisões que os preparem para serem independentes na vida adulta.

Quanto ceder com os filhos adolescentes?

Há certos aspectos em que os pais devem ceder no relacionamento com seus filhos quando eles são adolescentes. Durante essa fase, os pais devem aceitar mudanças, gostos e opiniões dos jovens; mas sem perder sua posição na hierarquia.

A comunicação próxima é importante nessa fase; já que os jovens devem tomar algumas decisões com o apoio de seus pais. 

Evidentemente, as crianças precisam se diferenciar dos pais, especialmente durante a adolescência, para desenvolver sua própria identidade.

Vale notar que os pais não devem ceder aos pedidos de seus filhos se eles ignorarem as regras impostas por eles. As circunstâncias e características de cada ordem particular devem ser avaliadas.

mãe sem autoridade

Quanto os pais devem ceder aos filhos adultos jovens?

Nessa idade, os pais devem ceder em grande medida o controle que têm sobre as decisões dos filhos. No entanto, os jovens são inexperientes. É por isso que os pais devem fornecer orientação e conselhos sábios.

Por outro lado, os pais devem estar prontos para ouvir as sugestões e opiniões de seus filhos pequenos. Para que todos possam se adaptar a esse novo relacionamento, é importante continuar a manter uma comunicação fluida e aberta.

Principais erros que enfraquecem a autoridade dos pais

Os pais permissivos não corrigem seus filhos quando são pequenos e estes acostumam-se a fazer o que querem. Uma criança que não recebe disciplina de seus pais cresce pensando que seu pai não a valoriza ou a estima; portanto, ela não respeita sua autoridade.

Muitos pais cometem o grave erro de ceder depois de dizer não. O “não” deve ser inegociável, exceto em circunstâncias extremas.

“Uma criança que não recebe disciplina de seus pais cresce pensando que eles não a valorizam e nem a amam. Por outro lado, o autoritarismo é um outro extremo de permissividade”

É por isso que, antes de dizer não ao seu filho, você deve pensar nisso. Por exemplo, se você disser à criança que ela não assistirá à televisão hoje, você não deve ceder, mesmo que ela chore e implore.

Por outro lado, um ‘sim’ poderá ser negociado. Se você der permissão para assistir televisão, poderá negociar com ela qual programa e por quanto tempo.

As crianças precisam ter limites e referências estáveis. Por essa razão, as reações do pai e da mãe devem estar sempre voltadas à mesma direção, pelo menos na frente da criança.

Além disso, o humor não deve influenciar as regras da casa. Por exemplo, se hoje é errado riscar a parede, amanhã também será.

O autoritarismo é o outro extremo da permissividadeÉ fazer a criança obedecer sem saber o motivo de cada caso, para criar uma pessoa submissa, sem iniciativa e sem personalidade.

Por não cumprir promessas ou ameaças, a criança aprende que o que você diz é mentira. Isso a levará a não respeitar sua autoridade como pai ou mãe.

adolescente frustrada

Sugestões para transmitir autoridade de maneira positiva

É essencial ter objetivos claros ao educar e ensinar claramente coisas concretas; isto é, dê instruções específicas, mas com amor. Outro aspecto importante é dar tempo para a aprendizagem: a criança precisa de atenção e apoio para seguir as instruções.

O processo de aprendizagem de uma criança não é fácil. Portanto, os pais devem valorizar seus esforços para fazer as coisas corretamente. 

Para que a criança obedeça à sua autoridade, você deve dar o exemplo. Assim, haverá coerência entre suas palavras e ações.

Em conclusão, é necessário que se tenha clareza sobre quanto os pais devem ceder aos filhos. Dessa forma, é possível educá-los com responsabilidade para que sejam pessoas de sucesso e, principalmente, pessoas boas.