5 razões pelas quais o seu filho precisa de disciplina

25 de setembro de 2018
Disciplinar as crianças é muito importante para a saúde física e mental. Há muitas maneiras de fazer isso e você pode escolher entre uma variedade de estratégias para ajudar seus filhos a aprender e crescer.

Certifique-se de que seus filhos irão desenvolver as habilidades de vida necessárias para se tornarem adultos saudáveis.

Infelizmente, sem elas, as crianças não adquirem as habilidades que necessitam mais adiante na vida. É importante ser um pai e uma mãe para o seu filho, em vez de seu amigo.

1. A disciplina ajuda as crianças a controlar a ansiedade

Acredite ou não, as crianças não querem estar no comando. Muitas vezes, elas testam os limites apenas para se certificarem de que seus cuidadores serão capazes de mantê-las a salvo.

Quando os adultos oferecem as consequências positivas e negativas apropriadas, ajudam as crianças a crescer e aprender.

As crianças que têm pais permissivos geralmente se sentem ansiosas, já que estão controlando suas próprias decisões. Seus filhos sabem que não são capazes de tomar boas decisões e querem aprender com os adultos. A falta de orientação e ajuda tende a causar muita ansiedade.

2. Ensina a tomar boas decisões

A disciplina ensina as crianças a tomar boas decisões. Portanto, dê aos seus filhos a oportunidade de refletir sobre seus comportamentos e reconhecer soluções alternativas para os problemas.

a disciplina

As crianças precisam aprender habilidades para resolver problemas, para que possam reconhecer as possíveis consequências de suas ações.

É importante entender a diferença entre consequências e castigos. Quando as crianças são disciplinadas com as consequências apropriadas, elas aprendem com seus erros. No entanto, os castigos tendem a deixar a ideia de que seus pais são ruins.

3. Ensina as crianças a administrar as emoções

A disciplina ajuda as crianças a aprender a administrar suas emoções de forma positiva. O objetivo é que a criança seja capaz de ter um tempo sozinha quando se sentir muito chateada.

Outras estratégias, como o elogio, também podem ensinar as crianças a lidar com os sentimentos. Dessa forma, mantenha o bom trabalho e ajude-a a tolerar a frustração e a continuar tentando sem desistir.

Ignorar é uma ótima maneira de ensinar as crianças a administrar a frustração. Quando os pais ignoram as birras, as crianças aprendem que isso não é uma boa maneira de conseguir o que querem.

Ao ignorar outros comportamentos negativos, também se demonstra que os comportamentos objetivam apenas chamar atenção não funcionam. Portanto, isso obriga as crianças a encontrar outras maneiras de satisfazer suas necessidades quando estão chateadas.

4. Mantém as crianças seguras

O objetivo final da disciplina deve ser manter as crianças seguras. Isso inclui evitar os principais problemas de segurança, como olhar para os dois lados antes de atravessar a rua.

Não deve haver consequências para as crianças quando não se tomam as precauções de segurança adequadas. Você também deve abordar outros riscos para a saúde, como a prevenção da obesidade, por exemplo.

Se você deixar as crianças comerem o que quiserem o tempo todo, isso irá gerar riscos graves para a saúde.

5. Mantém um enfoque de autoridade

Quando os pais utilizam uma abordagem de disciplina e explicam às crianças as razões para as regras, ajudam os pequenos a aprender a examinar as questões de segurança.

a disciplina

Por exemplo, em vez de simplesmente dizer “sente aí” quando uma criança está pulando na cama, você pode fazer com que ela saiba que é um risco para a própria segurança e que ela pode se machucar fazendo aquilo.

Portanto, isso ensina as crianças a não colocar a própria segurança em risco.

Sem dúvida, o trabalho de um pai não é apenas se certificar de que seu filho tenha uma infância feliz. Em vez disso, um bom pai pode ter confiança de que tem educado seu filho para estar pronto para a idade adulta.

Assim, quando as crianças recebem a disciplina necessária, aprendem as habilidades necessárias para se tornarem adultos responsáveis.