Por que meu nariz sangra durante a gravidez?

O sangramento nasal é um sintoma comum da gravidez. Descubra por que isso acontece e quando você deve consultar o seu médico.
Por que meu nariz sangra durante a gravidez?

Última atualização: 15 Novembro, 2021

O sangramento nasal (ou epistaxe) é um sintoma muito comum da gravidez e se deve principalmente às mudanças adaptativas pelas quais o corpo da mulher passa para carregar o bebê. Além disso, em alguns casos existem outros fatores que aumentam sua incidência.

Embora geralmente seja uma condição leve e de resolução rápida, é importante saber o que fazer quando ocorrer e diante de quais sintomas consultar um médico.

Por que o sangramento nasal ocorre durante a gravidez?

Desde o início da gravidez, as mudanças hormonais experimentadas pelo corpo da mãe afetam todos os seus aparelhos e sistemas. Isso responde às necessidades biológicas de sobrevivência ao novo estado.

A seguir, descreveremos os fatores envolvidos no desenvolvimento da epistaxe durante a gravidez:

Mudanças circulatórias

Uma das modificações mais significativas da gravidez ocorre no sistema circulatório (veias e artérias), uma vez que é essencial garantir o suprimento de sangue ao bebê para fornecer os nutrientes necessários.

Essas mudanças estão ligadas ao aumento dos hormônios da gravidez (estrogênio e progesterona ) e são as seguintes:

  • Na primeira metade da gravidez, ocorre um aumento acentuado do volume sanguíneo materno, a fim de atender às necessidades do novo bebê.
  • O estrogênio faz com que as paredes dos vasos relaxem e se dilatem, tornando mais fácil para o sangue chegar a todos os tecidos. Isso, por sua vez, gera mais congestão sanguínea nas membranas mucosas, como a nasal e a oral (gengivas).
  • A progesterona é responsável pelo aumento da pressão arterial. Isso se manifesta em todos os vasos do corpo, incluindo os do nariz.

Como consequência, as alterações geradas na mucosa nasal deixam a gestante mais sujeita a sangramento após mínimos traumatismos. Por exemplo, depois de assoar ou coçar o nariz.

Nariz de mulher grávida sangrando: epistaxe

Ressecamento da mucosa do nariz

Quando a camada mais externa da mucosa nasal fica seca, como ocorre no inverno ou durante a desidratação, esse tecido enfraquece e se rompe facilmente.

Por isso, recomenda-se a hidratação do nariz, seja aplicando cremes com vaselina ou controlando os níveis de umidade do ambiente.

Uso de medicamentos nasais

O uso de colírios ou medicamentos diretamente no nariz pode alterar a estrutura da mucosa. Essas mudanças variam do aumento da congestão até o enfraquecimento da parede e, em ambos os casos, aumentam a taxa de sangramento.

Doenças maternas anteriores

Certas doenças maternas, como distúrbios hemorrágicos, podem aumentar o risco de sangramento.

Por outro lado, algumas condições congestivas, como alergias ou rinite crônica, tendem a se agravar durante a gravidez e, portanto, podem desencadear epistaxe. Todas essas mudanças geralmente melhoram alguns dias após o nascimento do bebê.

O que fazer no caso de uma hemorragia nasal durante a gravidez?

Sempre que uma mulher grávida apresenta epistaxe, é importante tomar as seguintes medidas para controlá-la e evitar complicações :

  1. Sentar-se com a cabeça ereta ou ligeiramente inclinada para a frente.
  2. Pressionar firmemente a parte macia do nariz, logo acima das narinas.
  3. Manter pressionado por 10 a 15 minutos.
  4. Respirar pela boca.
  5. Frio local pode ser aplicado na ponte do nariz para ajudar a reduzir a inflamação na área.

Deitar não é recomendado, pois a postura ereta diminui a pressão dentro da cabeça e em caso de tontura é recomendável deitar-se de lado, nunca de costas. Também não é aconselhável colocar tampões nas narinas.

Na maioria dos casos, o sangramento cede após alguns minutos, por isso não é necessário se deslocar para o pronto-socorro. Em qualquer caso, é importante discutir isso com seu médico durante o acompanhamento.

Quando devo procurar o médico?

Diante de um sangramento nasal que não cede após a adoção das medidas acima é importante consultar o médico com prontidão.

Nesse contexto, é fundamental descartar algumas causas mais complexas de sangramento, como as epistaxes posteriores, que ocorrem devido à lesão de vasos maiores, de difícil controle com as medidas usuais.

Em caso de epistaxe recorrente ou quando a hemorragia é tão extensa que causa sintomas na gestante (tonturas, vômitos ou mal-estar geral), é aconselhável ir ao pronto-socorro.

A saúde do bebê pode ser afetada?

No caso de sangramento leve e esporádico, o risco para a saúde da mãe e do bebê é baixo. Porém, no caso de sangramento intenso ou repetido, é importante avaliar o risco potencial para a saúde de ambos.

Alguns sangramentos intensos que ocorrem no terceiro trimestre podem ameaçar o bem-estar da da mãe e do bebê e às vezes são a causa da finalização da gravidez. Essa decisão depende, entre outras coisas, da idade gestacional do bebê e das condições de saúde da mãe.

Finalmente, foram publicados estudos que sugerem uma possível relação entre a epistaxe da gravidez e um risco aumentado de hemorragia pós-parto. Embora essa associação possa existir, mais estudos são necessários para determiná-la com precisão.

Os exames de sangue são úteis para detectar doenças precocemente

Como posso prevenir o sangramento nasal durante a gravidez?

Embora seja um sintoma frequente e pouco relevante, existem algumas medidas de prevenção:

  • Evite coçar o nariz e aplicar medicamentos tópicos (como sprays nasais).
  • Mantenha a hidratação corporal adequada.
  • No caso de morar em áreas de clima seco, regule a umidade do ambiente.
  • Use gotas de solução fisiológica para umedecer a mucosa nasal.
  • Quando observar pele ou mucosa nasal seca, aplique cremes com vaselina nas narinas.
  • Assoe o nariz suavemente.
  • Após um episódio de hemorragia nasal, evite esforços (exercício físico intenso ou levantar coisas pesadas do chão).

Algumas considerações finais

O sangramento nasal é uma condição muito comum na gravidez. Embora na maioria dos casos não implique risco para a saúde da mãe ou do bebê, é importante saber como proceder caso ocorra e diante de quais sintomas consultar o médico.

Pode interessar a você...
Vômitos e náuseas no período da gravidez
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Vômitos e náuseas no período da gravidez

Entre os principais sintomas da gravidez estão os incômodos vômitos e náuseas.Trata-se de um processo normal, mas incômodo de se lidar.