Posso ficar grávida se tenho um implante de progesterona?

24 de julho de 2018
Assim como muitas mulheres fazem qualquer coisa para ficar grávidas, muitas outras tentam evitar essa situação a qualquer custo.

O implante de progesterona é um método contraceptivo inovador que se mostrou muito efetivo. Esse método apresenta eficiência bem longa, durando até cinco anos. No entanto, muitas mulheres podem ficar desconfiadas com essa garantia duradoura.

Às vezes o receio em relação a esses implantes reside no fato de apresentarem uma ação prolongada. Nesse sentido, o problema é que a mulher pode mudar de ideia. Ela pode deixar de querer evitar a gravidez e passar a ter vontade de ficar grávida, já que muitas coisas podem acontecer com o passar dos anos.

Os implantes de progesterona

Trata-se de uma concentração de seis cápsulas cujo conteúdo principal é o hormônio progesterona. Esse hormônio está inserido em um implante milimétrico em formato de tubo que é inserido sob a pele da mulher. Esse dispositivo é geralmente inserido no braço. Ele pode permanecer no local mantendo plena eficiência durante um período equivalente a cinco anos.

Esse tipo de implante é bastante eficiente como método contraceptivo, tanto quanto a pílula ou o preservativo. Mas com a exceção de que apresenta menos riscos de falhar por esquecimento, rompimento ou falta de uso. Como está permanentemente no corpo da mulher, garante uma ação prolongada ao longo de ciclos consecutivos.

Seu funcionamento se baseia na liberação programada de doses mínimas do hormônio progesterona. Isso provoca o mesmo efeito de uma pílula que é absorvida pelo organismo. Assim, o dispositivo garante a contracepção a partir das primeiras 24 horas. A utilização do implante apresenta mais vantagens que outros métodos contraceptivos. Inclusive, é até mais efetivo que a esterilização.

implante de progesterona

Com um nível de eficiência que chega a 99%, os implantes de progesterona são ideais para mulheres que desejam um efeito permanente e duradouro. Da mesma forma, é bastante simples de utilizar, não exige uma modificação nos hábitos, nem requer atenção especial.

Há possibilidades de gravidez com o implante de progesterona?

Como já dissemos, nem a esterilização é tão eficiente para evitar uma gravidez quanto esse método. Ou seja, não há possibilidades claras de engravidar se optarmos pelos implantes. Por essa razão, não é preciso modificar nossos hábitos sexuais nem mudar nada na relação a dois.

A colocação desse dispositivo é uma decisão pessoal. Isto é, não é um método amplamente recomendado a qualquer pessoa. Esse método se destina a mulheres que estão decididas a não ter filhos. Mesmo que os implantes possam ser removidos quando a mulher desejar, talvez possa acabar sendo um procedimento incômodo. Pois, com o passar do tempo, os implantes tendem a se incorporar ao tecido do braço.

Tanto a inserção quanto a remoção de um implante de progesterona são clinicamente realizados em aproximadamente 15 minutos. Em alguns países pode ser um procedimento bem caro. Pois, dependendo da localidade, tanto o gasto com o implante quanto os gastos médicos podem ser altos. Portanto, a remoção certamente vai levar a gastos adicionais.

A gravidez não consta dentre os efeitos adversos

Existem algumas restrições para poder colocar o implante. Por exemplo, ele é contraindicado durante a gravidez ou para mulheres com ciclos menstruais irregulares. Também há alguns efeitos adversos e algumas sequelas não tão graves como consequência da utilização desse método.

implante de progesterona

Apesar de alguns pontos negativos, a gravidez não é uma preocupação quando os implantes são escolhidos como método contraceptivo. No entanto, algumas consequências da utilização do implante de progesterona são:

  • Infecção na região que o implante foi inserido
  • Aparecimento de acnes
  • Irregularidades na menstruação
  • Dor de cabeça
  • Depressão
  • Alterações na pressão gástrica
  • Aumento ou perda de peso
  • Cistos nos ovários
  • Dificuldades para remover o implante
  • Não funciona como proteção contra infecções sexualmente transmissíveis

Esses efeitos secundários são pouco comuns. Isto é, não aparecem na maioria dos casos. Além disso, se uma mulher apresentar algum desses efeitos, a recuperação é quase imediata. É possível superar qualquer um desses efeitos em um período menor que três meses.

Também não há relatos de casos de gravidez não desejada ou de reação com o estrogênio. Por outro lado, é bastante comum a diminuição e, inclusive, o desaparecimento do fluxo menstrual em muitos casos.

Recomendados para você