Por que temos desejos durante a gravidez?

22 de julho de 2019
Durante a gravidez, o organismo da mulher passa por muitas mudanças e mostra afinidade com certos alimentos. Muitas vezes, inclusive tem o desejo de experimentar e fazer combinações bem incomuns. Afinal, por que temos desejos durante a gravidez?

Os desejos durante a gravidez são conhecidos pelos caprichos comestíveis mais incríveis durante essa fase. Eles enchem as futuras mães de prazer com um paladar estranho e exigente.


Os desejos incluem uma infinidade de misturas e receitas muito peculiares que poderiam ser intoleráveis antes da gestação. Mesmo que não sejam os mais saborosos ou atraentes, os desejos durante a gravidez são normais durante esse período e devem ser atendidos.

Esse é o momento ideal para a futura mamãe ser mimada. No entanto, o fato de se dar um capricho não significa que a alimentação deve ser descuidada. Na verdade, isso é um grande erro.

É muito importante ter uma dieta de qualidade durante a gravidez, afinal a saúde do bebê e da mãe depende disso. O ganho excessivo de peso nessa fase não é saudável. Portanto, os desejos durante a gravidez devem ser controlados, já que na maioria das vezes são cheios de calorias.

Porém, é preciso ficar atenta pois se o desejo de repetir alguma comida for muito frequente, pode significar a falta de algum nutriente específico no corpo. Portanto, é aconselhável equilibrar os desejos com alimentos saudáveis e procurar evitar as gorduras e os açúcares.

Por que temos desejos durante a gravidez?

O corpo da mulher passa por muitas mudanças durante a gravidez. Elas não são apenas físicas, mas também hormonais e sentimentais. Os desejos podem estar relacionados a mudanças hormonais, por isso a mulher sofre variações de humor e sente a necessidade de ficar satisfeita.

Além disso, durante a gravidez a mulher tem mais necessidade de consumir vitaminas e proteínas, já que grande parte passa diretamente ao bebê. Então, ela fica com mais fome do que costumava ter.

Os desejos durante a gravidez não devem implicar deixar a alimentação saudável de lado.

Da mesma forma, os níveis de açúcar geralmente diminuem durante a gravidez. Isso faz com que nesse período as mulheres prefiram os doces.

Devido ao baixo nível de glicose no sangue, ela pode querer consumir alimentos cheios de açúcar a qualquer hora do dia. Isso pode ser considerado um sinal de que o corpo tem essa deficiência e deve ser compensado.

As mulheres também apresentam outras alterações na gravidez que fazem com que novas sensações e mudanças no paladar e olfato ocorram. Em muitos casos, sentem repulsa por alguns alimentos ou cheiros fortes, que muitas vezes causam vômitos e desconforto.

Por outro lado, outros aromas se tornarão mais atraentes, como o cheiro de uma determinada flor ou de terra molhada.

“Os desejos se abrem para uma infinidade de misturas e receitas muito peculiares, que certamente eram intoleráveis antes da gestação.”

Como os desejos durante a gravidez podem ser controlados?

Os desejos durante a gravidez podem ser satisfeitos, desde que se tratem de alimentos saudáveis e não coloquem em risco a saúde da mãe ou do bebê. Uma boa maneira de controlar os desejos durante a gravidez é tomar um bom café-da-manhã todos dias.

Sabe-se que o café-da-manhã é a refeição mais importante do dia, por isso pular essa refeição tende a aumentar os desejos. Ademais, fazer exercício ou praticar algum tipo de atividade física pode melhorar o humor e reduzir a ansiedade.

Além disso, sentir-se apoiada pelo parceiro, família e amigos impedirá que as mudanças emocionais aumentem os desejos de forma excessiva. É necessário que a futura mamãe se sinta amada para relaxar e reduzir os níveis de estresse. Com isso, a ansiedade também desaparecerá.

Os desejos durante a gravidez podem ser devido a fatores hormonais que mudam no corpo da mulher.

Recomendações

Os desejos durante a gravidez devem ser atendidos. Receber alguns caprichos de vez em quando deixa a vida mais feliz e, portanto, melhora a atitude em relação aos desafios da gravidez. Muitas vezes, os desejos não podem ser evitados, por isso é necessário analisar os alimentos que o corpo está pedindo.

O ideal é substituir os alimentos que contêm um alto nível de calorias. Não só por questões estéticas, mas também porque o ganho excessivo de peso durante a gravidez não é recomendado.

É importante lembrar que um desejo que envolva o consumo de alimentos ou bebidas que devem ser evitados durante a gravidez não pode ser satisfeito sob nenhuma circunstância. Estes incluem o álcool, alimentos crus, entre outros.

Tenha em mente que comer pequenas porções durante o dia reduz os desejos. Isso mantém a gestante satisfeita e proporciona a sensação de saciedade e bem-estar. As frutas estão liberadas para comer como quiser ao longo do dia, pois além de saudáveis também previnem a diabete gestacional.

O mais importante é aproveitar essa etapa sem cometer muitos excessos. É possível atender todas as opções de maneira equilibrada.

  • Hook, Ernest. (1978). Dietary cravings and aversions during pregnancy. The American journal of clinical nutrition. 31. 1355-62. 10.1093/ajcn/31.8.1355.
  • Bayley, T; Dye, L; Jones, S; DeBono, M; Hill, A. Food cravings and aversions during pregnancy: relationships with nausea and vomiting. Appetite. Vol 38 (1). 2002. 45-51. https://doi.org/10.1006/appe.2002.0470