Pular o café da manhã durante a adolescência: é arriscado?

Quais são os efeitos para a saúde de pular o café da manhã durante a adolescência? A seguir, vamos contar tudo o que você precisa saber.
Pular o café da manhã durante a adolescência: é arriscado?

Última atualização: 21 Fevereiro, 2021

Você sabia que pular o café da manhã durante a adolescência é mais comum do que se imagina? Cerca de 16-30% dos adolescentes não tomam café da manhã. Embora digam que essa é a refeição mais importante do dia, a falta de tempo faz com que se esqueçam dela ou peguem a primeira coisa que encontrarem pela frente. Como pais, vocês provavelmente se preocupam e, por isso, gostaríamos de explicar que tomar o café da manhã melhora a saúde e o desempenho cognitivo dos seus filhos.

Embora existam evidências a favor do café da manhã, foi cometido o erro de não avaliar a influência dos alimentos que faziam parte dessa refeição. Além disso, verificou-se que os adolescentes que tinham o costume de pular o café da manhã geralmente passavam mais horas por dia diante das telas, tinham sobrepeso ou obesidade e faziam pouco exercício.

Outro mito arraigado sobre o café da manhã é que ele deve ser composto por um grupo específico de alimentos. No entanto, cada país inclui pratos típicos da sua gastronomia que vão desde algumas fatias de pão com ovos ou presunto até alguns laticínios ou frutas. Há até mesmo locais onde é aceitável um prato de feijão ou linguiças. E, na maioria das vezes, ele não é saudável, pois inclui bolos e sucos.

Pular o café da manhã durante a adolescência

Café da manhã e desempenho acadêmico

Em relação à concentração na escola, um café da manhã saudável garante o processo de aprendizagem, melhorando a atenção e a memória.

Há até mesmo um estudo espanhol sobre a forma como o café da manhã influencia o humor. Nele, conclui-se que a questão não é pular ou não essa refeição, e sim escolher alimentos ricos em nutrientes como ômega-3, vitaminas e minerais antioxidantes. Além de tudo, ajudam a reduzir o risco de depressão.

Portanto, o ideal seria incluir, por exemplo, laticínios integrais com pedaços de frutas frescas e algumas oleaginosas, um sanduíche ou fatias de pão com peixe enlatado ou então um patê de leguminosas acompanhado por pimentões assados, entre outras opções.

Pular o café da manhã durante a adolescência aumenta o risco de obesidade?

A mensagem de fazer 5 refeições ao dia está tão entranhada que pular uma refeição causa desconforto em quem quer emagrecer, uma vez que há a crença equivocada de que o seu apetite será maior posteriormente. Entretanto, também existem aqueles que pensam o contrário, considerando que, ao não tomar o café da manhã, vão perder os quilos a mais.

O estudo mais recente mostra que o índice de obesidade é maior entre os adolescentes que não tomam café da manhã porque eles costumam compensar com a ingestão posterior de alimentos calóricos, ricos em gordura e açúcares adicionados. Por outro lado, seria benéfico que optassem por alimentos saudáveis, independentemente de tomarem o café da manhã ou não.

Como isso afeta o risco cardiovascular?

Outro dos parâmetros mais estudados tem sido o cardiometabólico. O ato de pular o café da manhã está associado à obesidade abdominal e níveis elevados de glicose e insulina, bem como altos níveis de colesterol, conforme indicado pelo estudo ERICA. Além disso, também há pressão alta.

Embora outra revisão sistemática apresente os mesmos resultados, ela considera que não é possível estabelecer nenhuma relação causal devido à baixa qualidade do café da manhã e outros fatores de confusão, tais como economia, sexo e tempo sem comer.

Pular o café da manhã durante a adolescência

Pular o café da manhã durante a adolescência ou não?

Em resumo, o café da manhã nada mais é do que a primeira refeição depois de várias horas sem comer, então o horário não importa. Por isso, se o seu filho adolescente acordar sem fome, não o force a comer, mas você pode preparar algo para que ele possa levar e comer quando tiver vontade.

Além disso, se o café da manhã dele se resumir a um copo de leite com chocolate em pó e alguns biscoitos, é melhor não fazer essa refeição, pois isso sim vai afetar a sua saúde e sua concentração. Nesse caso, aconselhamos a substituição dos biscoitos por torradas com queijo ou atum enlatado ou então uma tigela de flocos de aveia com frutas vermelhas.

E se o que acontece é que você mal tem tempo para prepará-lo, é melhor se levantar mais cedo ou deixá-lo pronto na noite anterior. Você pode até mesmo procurar opções rápidas, como, por exemplo, um iogurte com flocos de aveia ou uma fruta acompanhada de um punhado de oleaginosas sem sal.

Pode interessar a você...
Tenho um filho adolescente vegano: o que devo fazer?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Tenho um filho adolescente vegano: o que devo fazer?

Descubra como ajudar o seu filho adolescente vegano com a alimentação por meio das dicas e recomendações que vamos dar a seguir.



  • Smith, K J; Breslin, M C; McNaughton, S A; Gall, S L; Blizzard,L; Venn, A J (2017) Skipping breakfast among Australian children and adolescents; findings from the 2011-12 National Nutrition and Physical Activity Survey. Aust N Z  J Public Helath, 41(6): 572-78.
  • Wadolowska, L; Hamulka, J; Kowalkowska, J; Ulewicz, N; Gornicka, M; Jeruszka-Bielak, M et al (2019) Skipping Breakfast and a Meal at School: Its Correlates in Adiposity Context. Report from the ABC of Healthy Eating Study of Polish Teenagers. Nutrients, 11(7): 1563.
  • Yao, J; Liu, Y; Zhou, S (2019) Effect of Eating Breakfast on Cognitive Development of Elementary and Middle School Students: An Empirical Study Using Large-Scale Provincial Survey Data. Med Sci Monit, 25: 8843-53.
  • Edefonti, V; Rosato, V; Parpinel, M; Nebbia, G; Fiorica, L; Fossali, E et al (2014) The effect of breakfast composition and energy contribution on cognitive and academic performance: a systematic review. Am J Clin Nutr, 100(2): 626-56.
  • Adolphus, K; Lawton, C L; Champ, C L; Dye, L (2016) The Effects of Breakfast and Breakfast Composition on Cognition in Children and Adolescents: A Systematic Review. Adv Nutr, 7(3): 590-612.
  • Rodrigues de Souza, M; Egle Alves Neves, M;  de Moura Souza, A; Muraro, A P; Alves Pereira, R; Gonçalves Ferreira, M et al (2020) Skipping breakfast is associated with the presence of cardiometabolic risk factors in adolescents: Study of Cardiovascular Risks in Adolescents – ERICA. Br J Nutr, 1-23.
  • Monzani, A; Ricotti, R; Caputo, M; Solito, A; Archero, F; Bellonew, S et al (2019) A Systematic Review of the Association of Skipping Breakfast with Weight and Cardiometabolic Risk Factors in Children and Adolescents. What Should We Better Investigate in the Future? Nutrients, 11(2): 387.
  • Ferrer-Cascales, R; Sánchez-SanSegundo, M; Ruiz-Robledillo, N; Albaladejo-Blázquez, N; Laguna-Pérez, A; Zaragoza-Martí, A (2018) Eat or Skip Breakfast? The Important Role of Breakfast Quality for Health-Related Quality of Life, Stress and Depression in Spanish Adolescents. Int J Environ Res Public Health, 15(8): 1781.