15 dicas básicas para cuidar das feridas das crianças

O tratamento das feridas em casa é simples, mas requer algum conhecimento. O mais importante é lavar bem e evitar a entrada de microrganismos capazes de causar infecções.
15 dicas básicas para cuidar das feridas das crianças

Última atualização: 22 Abril, 2021

Pediatras e psicólogos concordam neste ponto: a maioria dos acidentes envolvendo crianças – especialmente em idade pré-escolar – ocorre em casa e, portanto, pode ser evitada. Portanto, eles recomendam que o lar seja centrado nos filhos, em vez de nos pais.

Lembre-se de que será mais difícil para seu filho pegar uma faca se as gavetas tiverem medidas de segurança e também será difícil que ele quebrar um vaso se não houver nenhum ao alcance. Essa é a primeira dica para cuidar das feridas das crianças.

O melhor conselho para cuidar dos ferimentos das crianças é prevenir, no entanto, acidentes acontecem. A pediatra María Victoria Álvarez recomenda ter um kit de primeiros socorros em casa e esquecer alguns mitos no cuidado de uma ferida, incluindo a aplicação de aloe vera, por exemplo, mesmo que seja superficial.

A primeira coisa a evitar em feridas superficiais, como um pequeno corte ou uma escoriação na pele após a queda no asfalto, é uma infecção, por isso o uso de remédios caseiros deve ser evitado.

Em vez disso, o especialista recomenda lavar a área afetada duas ou três vezes ao dia com um sabonete antisséptico.

Então, recomenda a doutora, é necessário aplicar um antibiótico de uso pico, como a bacitracina. A pomada deve ser aplicada apenas na área afetada, em vez da limpeza com sabonete antisséptico em toda a área.

Se for um ferimento no braço, lave todo o braço com sabão e aplique a pomada sobre o arranhão. Esse tipo de lesão não deve ser coberto com gaze.

O mesmo conselho vale para feridas causadas quando a criança faz um machucado ao coçar com insistência uma área, por exemplo, por causa da picada de um mosquito. O doutora reitera que a aplicação de remédios caseiros só ajudará a infectar a ferida ou a perpetuar a infecção.

Garota de braço quebrado

Como cuidar de feridas profundas

“Quando se trata de queimaduras ou feridas mais profundas, é necessário ir ao médico, mesmo que seja uma queimadura boba”, explica a pediatra.

Há crianças que, por ficarem na cozinha, se queimam com água fervente. Segundo Álvarez, essas são chamadas de feridas limpas, que devem ser tratadas dependendo do grau de queimadura. Por isso, ela insiste na importância de ir ao médico para que o profissional indique o que deve ser feito.

No entanto, ela explica que esses tipos de pequenas queimaduras são tratados com antibióticos e pomadas.

As queimaduras derivadas do contato com caldo ou óleo fervente – explica a pediatra – são chamadas de queimaduras sujas, geralmente são mais perigosas porque podem infectar facilmente.

A recomendação é a mesma: leve a criança ao médico e siga ao pé da letra as instruções do especialista.

Se a criança cair da cama, é aconselhável ir ao médico, principalmente, avisa Álvarez, se você perceber que ela não reage a nenhum estímulo.

“É natural que depois da pancada a criança chore e que depois de chorar um pouco ela adormeça de cansaço. Isso é diferente de reagir depois de ter levado uma pancada”, argumenta a pediatra, que recomenda colocar gelo na área da batida e fornecer analgésicos para a dor. No entanto, o ideal é levar a criança a uma emergência médica.

Além das recomendações da pediatra, deixamos a seguir algumas dicas da Cruz Vermelha para cuidar de feridas:

Prevenção

  • Use com cuidado objetos afiados ou pontiagudos em casa, como facas, tesouras, lâminas de barbear, alfinetes, etc.
  • Ensine às crianças como usar esses objetos, dando explicações e exemplos. Nunca os deixe ao seu alcance até que saibam como usá-los corretamente.
  • Em casas onde há crianças, é conveniente proteger os cantos das mesas, as extremidades e o fundo dos móveis de vidro.
  • Ao vestir ou despir as crianças, tenha cuidado com os zíperes, pois podem se prender na pele e causar ferimentos graves.

Primeiros socorros

  • Antes de tratar uma ferida, lave bem as mãos com água e sabão. Não se esqueça de lavar também no final.
  • Em seguida, lave a ferida com água e sabão ou soro fisiológico para remover a sujeira. Limpe de dentro para fora para evitar que os germes entrem na ferida.
  • Em uma gaze estéril, coloque um produto iodado (iodopovidona) e aplique na ferida, de dentro para fora e sem tocar na parte da gaze que vai entrar em contato com ela.
  • Não use algodão ou álcool para limpar uma ferida.
  • Não aplique pós ou remédios caseiros.
  • Nunca remova um objeto grande que esteja preso em uma ferida, pois ele pode estar funcionando como um tampão, impedindo o sangramento. Imobilize a criança e solicite ajuda médica.
Pode interessar a você...
Machucados na cabeça: o que fazer?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Machucados na cabeça: o que fazer?

As crianças estão expostas a acidentes durante o dia. No caso das quedas, o resultado mais típico são os machucados na cabeça. Veja o que fazer.