Reflexo de preensão nos bebês: o que é e como estimular

· 18 de janeiro de 2018

“Você já notou que seu bebê mesmo com poucos meses de vida, tem a mania de agarrar com suas mãozinhas tudo que está perto dele? Isso se chama reflexo de preensão e é um indicador de que seu sistema nervoso está funcionando corretamente.”

Durante as primeiras semanas de vida do seu bebê, chegará o momento em que ele fechará suas mãos para pegar tudo o que lhe toque ou se aproxime da palma da mão. Esse é o reflexo de preensão. Ainda que no início seja involuntário, com o passar do tempo vai se transformar numa ação controlada.

Poucas coisas nos fazem sentir mais ternura que tocar as mãos macias de um bebê. Causam ainda mais ternura quando começam a tentar agarrar tudo que está ao alcance, já que se trata das suas primeiras interações com o meio. O objeto destas ações podem ser seus dedos, algum brinquedo ou, quando você o segura no colo, os seus cabelos.

Neste último caso, quando você irá comprovar sua verdadeira força e a firmeza do agarrão causado pelo reflexo de preensão. De fato, quando ele segura o seu dedo, você pode chegar a levantá-lo do chão, sem que ele se solte.

O curioso do reflexo de preensão é que não é exclusivo das mãos. Você poderá observar que, quando alguma coisa roça seus pezinhos, ele dobra seus dedos como que para tentar pegar. Segundo os especialistas, isso representa um traço evolutivo. Quando nossos antepassados tinham pelos por todo o corpo, essa ação permitia que a criança se segurassem na mãe em caso de perigo.

El reflejo de prensión se realiza tanto en manos como en pies.

Características do reflexo de preensão

Algumas particularidades deste reflexo são:

  • Como todo reflexo, é um ato involuntário em resposta a um estímulo que se manifesta nas mãos ou nos pés.
  • Ocorre durante o primeiro e o segundo mês de vida do bebê. Pode chamar atenção a força que um recém-nascido chega a aplicar nesse movimento.
  • É um sinal que indica o correto funcionamento de seu sistema nervoso. Entretanto, caso se prolongue mais que o habitual, é provável que exista alguma deficiência nesta região do organismo.
  • No terceiro mês, começa a se transformar em um agarrão mais suave, porém com maior movimento e controle.
  • A partir do quarto mês, seus sentidos estão muito mais maduros e suas ações são intencionais e dirigidas. Ainda que, contudo seja difícil para ele calcular as distâncias. Daí em diante, sua coordenação irá melhorando e ele será capaz de focar melhor o objeto desejado e pegá-lo com ambas as mãos.
  • Nos pés, sua presença se prolonga um pouco mais (entre os 3 e 6 meses de vida).

Como estimular o reflexo de preensão

Para exercitar este tipo de movimento em um bebê, existe uma série de atividades bastante simples que você pode praticar todos os dias. A mais fácil (não por isso menos efetiva) consiste em aproximar seu dedo à palma da mão do bebê e deixar que ele o agarre.

O reflexo de preensão plantar também pode ser praticado de maneira semelhante. Aproxime seu dedo ou um lápis da planta do pé do bebê e observe os movimentos de seus dedinhos. Se ele os fecha como que tentando agarrar, você verá o típico reflexo plantar.

Por outro lado, também é possível trabalhar através da estimulação precoce, tentando ganhar maior mobilidade, novas sensações e despertar seus primeiros estímulos.

Tudo o que implique mover seus braços e pernas, praticar o uso consciente dos sentidos e inclusive as carícias e os trabalhos de relaxamento contribuirão para que ele conheça melhor o seu corpo e aprenda como utilizá-lo.

“Para exercitar esse tipo de movimento em um bebê, existem atividades muito simples que você pode praticar todos os dias”

Outros grandes aliados para esta etapa são a música e os brinquedos coloridos e com luzes, já que seus sentidos de audição e visão apenas estão começando a despertar.

La leche materna es la mejor opción para la alimentación del bebé durante las primeras semanas de vida.

Outros reflexos comuns nos bebês

Além do reflexo de preensão, outros tipos de reflexos se apresentam durante os primeiros meses do bebê:

  • Reflexo de moro: se controla imediatamente após o nascimento. Consiste em provocar o sobressalto do bebê, soltando sua cabeça por alguns instantes.
  • Reflexo de sucção: ao tocar na região ao redor da boca.
  • Reflexo de marcha: o bebê tenta caminhar quando seus pés tocam uma superfície dura.
  • Reflexo de Galant: Se o médico passar seus dedos por um lado do recém-nascido (estando de barriga para baixo) ele curva seu corpinho para o lado estimulado.
  • Outros reflexos que se prolongam até a idade adulta: aqui estão incluídos o espirrar, o bocejar, tossir, as náuseas e o piscar.