Como saber se meu filho tem problemas de desenvolvimento

· 20 de março de 2017

Saber antecipadamente se a criança tem algum problema no desenvolvimento é muito importante para garantir a saúde da mesma. Por isso é necessário conhecer o que pode acontecer, tanto a nível mental como físico, e como agir caso se descubra algo errado.

Entretanto, não desejamos ser alarmistas antes de saber maiores detalhes. Segundo as pesquisas, entre 10% e 15% das crianças apresentam problemas de desenvolvimento. E destes, a maior parte sem gravidade. Simplesmente são pequenos atrasos que a médio e a longo prazo não são de grande importância.

Mas é preciso que sejamos precavidas e estejamos preparadas diante de qualquer eventualidade. Os problemas mais comuns costumam acontecer no próprio desenvolvimento físico, dificuldade em aprender ou na comunicação. O normal nestes casos é consultar seu médico e ele dará um diagnostico mais eficaz para saber se existe ou não motivo para preocupação.

Contudo, também é importante considerar que somente 3% das crianças que apresentam algum problema são atendidos por especialistas. Por isso é de suma importância a atuação precoce dos pais e a ação de profissionais envolvidos.

Sintoma de problema no desenvolvimento

Como saber se uma criança tem algum problema no desenvolvimento

Quando a criança começar a crescer, é necessário saber se uma criança tem algum problema em seu desenvolvimento. Para isso, observaremos certos detalhes e atitudes que nos alertarão se existe motivo para nos preocuparmos ou não.

Sintoma de problema de desenvolvimento físico

  • A habilidade motora grossa é a principal pista. Se o seu filho segue as rotinas normais como aprender a andar aos 10 ou 15 meses de idade, por exemplo, não existirá nenhum problema. Entretanto, observe se ele apoia bem os pezinhos, se costuma cair além do normal, etc… Qualquer detalhe que seja estranho, que não vá se corrigindo conforme ele cresça; não será má ideia consultar seu médico ou mesmo os professores deles.
  • A habilidade motora fina também pode indicar uma pista. Observe se é capaz de pegar objetos com as mãos por exemplo. Ou se tendo de 18 a 24 meses já consegue utilizar a colher para comer, ainda que a maior parte da comida acabe no chão. Ou se é capaz de virar as folhas de um livro. Atente a todos esses detalhes ou mesmo observando algo de anormal você deverá consultar um especialista.

Sintoma de problema de desenvolvimento psicológico

  • As habilidades linguísticas também serão uma pista caso seu filho tenha um problema de desenvolvimento. O normal é ele que vá articulando as primeiras palavras à partir dos 12 meses. Contudo, você deve observar se ele entende bem você e maneja a linguagem receptiva, por exemplo. Descubra se necessita imitar demasiado para se comunicar, ou faz sons estranhos. Ou qualquer detalhe que você acredite seja incorreto.
  • Problemas cognitivos. Também poderá descobrir problemas na capacidade cerebral de seu filho. Na altura do aprendizado por exemplo e na memorização talvez você perceba que ele não se lembra de coisas ou detalhes. É normal que até os 6 anos não saibam tratar com desenvoltura os conceitos mais abstratos e também o espaço e o tempo. Entretanto, se você percebe que a situação está um pouco exagerada, procure um especialista.
problemas no desenvolvimento do filho

O que fazer se noto que meu filho tem algum problema no desenvolvimento?

Talvez seja você que perceba, ou também pode ser um professor, familiar ou a babá. Seja como for, qualquer detalhe anormal que seja percebido, é importante informar a um psicólogo ou profissional de saúde. Assim você pode seguir os seguintes passos:

  • Em primeiro lugar, mantenha a calma. Sabemos que sua recuperação é muito importante para você. Mas é necessário que você seja paciente e tranquila. O mais provável é que seja um pequeno atraso que não suponha nenhum problema a médio e a longo prazo. A grande maioria dos casos se solucionam rapidamente.
  • Coloque os professores e o seu médico à par da situação. Depois de uma conversa com os professores da escola eles poderão entrar em contato com os Serviço de Saúde para que façam uma primeira avaliação da situação.
  • Após a primeira avaliação, se o problema no desenvolvimento continua será preciso que efetuem mais exames na criança até detectar o problema. Necessitarão do histórico clínico, do histórico familiar, etc…
  • Uma vez que tenhamos o diagnóstico, há que colocar em andamento as indicações para o cuidado e desenvolvimento da criança. Atividades, tratamentos específicos, ações a serem seguidas…

Assim, trate sempre de manter uma atitude positiva apesar da preocupação lógica que você terá. Essa atitude passará para seu filho, que receberá energias positivas, carinho e força para resolver qualquer problema em seu desenvolvimento.