Sangramento no primeiro trimestre: é grave?

20 de outubro de 2019
O sangramento no primeiro trimestre é um dos sinais mais comuns durante a gravidez.

O sangramento no primeiro trimestre da gravidez é um dos sinais mais comuns e que mais traz preocupações para as mulheres. São muitas as mudanças que ocorrem no corpo da mulher durante a gravidez e elas afetam diferentes sistemas desde o momento da implantação do embrião.

Saber quais são os sinais e sintomas mais frequentes reduz os medos e a ansiedade que ocorrem durante a gravidez.

Primeiros sinais de gravidez

A maioria das mulheres sabe que a ausência da menstruação é o primeiro sinal de uma possível gravidez. Por esse motivo, quando há um ‘atraso’, é feito um teste de gravidez a partir de uma amostra de urina ou de sangue.

Entre os muitos sinais que podem aparecer durante as primeiras semanas de gravidez, estão:

  • Cólicas do tipo menstrual. Esses sintomas aparecem devido às alterações hormonais e de morfologia do útero. É importante que elas sejam leves e toleráveis.
  • Seios sensíveis ou doloridos. A gravidez envolve um processo inflamatório que aumenta a percepção sensorial.
  • Náuseas ou vômitos. Parece que a principal causa deles é o aumento da progesterona no primeiro trimestre.
  • Cansaço. Todas as mudanças pelas quais o corpo deve passar causam exaustão física.
Primeiros sinais de gravidez

Recomenda-se iniciar o pré-natal o mais rápido possível, para poder conhecer todos os sinais e sintomas comuns no primeiro trimestre da gravidez, bem como para saber identificar quais situações devem ser monitoradas ou avaliadas por um médico.

Por que há sangramentos no primeiro trimestre?

É importante destacar que os sangramentos no primeiro trimestre, sejam eles amarronzados ou com cor de sangue, não são considerados um sinal de alerta. As alterações sofridas pelo sistema vascular e pela coagulação durante as primeiras semanas de gravidez aumentam a probabilidade de apresentar um pequeno sangramento vaginal.

Isso não significa que é algo que ocorra em todas as gestações e com todas as mulheres. Os sangramentos no primeiro trimestre são um sinal que pode aparecer associado a alterações sofridas pelo útero. Mas não devem ser vistos como um sintoma necessário durante a gravidez.

Depois de fazer um ultrassom vaginal, é muito comum que um pequeno sangramento apareça. Isso pode ocorrer no mesmo dia do exame, geralmente como um sangramento avermelhado, embora também seja possível que o sangramento apareça após alguns dias, sendo mais frequente que tenha uma aparência amarronzada.

Também é muito comum que um pequeno sangramento possa aparecer no primeiro trimestre após manter relações sexuais. Isso não deve ser considerado um sinal de alerta e não é necessário parar com a prática sexual se não tiver sido algo indicado por um ginecologista.

Quais são os sinais de alerta?

Existem certas situações que fazem com que seja necessário ir a um hospital para uma avaliação médica:

  • Sangramento vaginal semelhante à menstruação. Ao contrário dos pequenos sangramentos, a quantidade é mais abundante e semelhante à menstruação.
  • Dor abdominal intensa. A dor abdominal intensa e contínua deve ser avaliada pelo ginecologista do pronto-socorro.
  • Febre acima de 38 °C. Nas primeiras semanas de gravidez, os processos infecciosos devem ser avaliados para encontrar o seu foco.

Diante do aparecimento desses sintomas, recomenda-se ir a um pronto-socorro para ser avaliada por um médico. Esses sinais podem estar relacionados a outras situações que não afetam a gravidez. Por esse motivo, uma avaliação apropriada deve ser feita antes de tirarmos conclusões negativas.

sangramento no primeiro trimestre

O que fazer se eu apresentar sangramento no primeiro trimestre

Não é necessário manter nenhuma conduta específica. Na ausência de sinais de alerta, não é necessária nenhuma avaliação médica ou modificação de comportamento.

As recomendações associadas ao repouso geralmente estão relacionadas à presença de hematomas. Eles podem ser detectados por meio do ultrassom e geralmente aparecem com um sangramento parecido com a menstruação.

Muitas mulheres grávidas se sentem culpadas quando têm algum tipo de sangramento no primeiro trimestre e tentam descobrir qual atividade pode ter sido a causa.

Diante dessa situação, é importante ressaltar que não há nenhuma atividade física que aumente o risco de sangramento e, portanto, de um possível efeito na gravidez.

Somente situações extremas, tais como pancadas violentas ou submeter o corpo a exercícios intensos, que nunca foram praticados antes, é que podem gerar alterações no organismo com possíveis riscos.

  • Deutchman, M., Tubay, A. T., & Turok, D. K. (2009, June 1). First trimester bleeding. American Family Physician, Vol. 79, pp. 985–992. American Academy of Family Physicians.
  • Norwitz, E. R., & Park, J. S. (2019). Overview of the etiology and evaluation of vaginal bleeding in pregnant women. UpToDate, 1–19. https://doi.org/10.1177/10883576060210010401