Quanto tempo seu filho pode ficar grudado na frente da televisão

6 de novembro de 2016

Nestes tempos digitais, o desafio não é só o tempo que seus filhos passam grudados na frente da televisão, mas mais importante ainda é o tempo que passam no computador, celular ou tablet, consumindo em grande velocidade os produtos audiovisuais que em muitos casos são de pouca qualidade.

Quanto tempo pode o seu filho ficar olhando para esses aparelhos? Quanto tempo seu filho pode ficar grudado na televisão?  A resposta é relativa porque devemos levar em conta que falamos de nativos digitais, são crianças com uma lógica diferente da dos seus pais e ainda mais da lógica dos seus avós. Algumas escolas inclusive entendem essas diferenças geracionais e fizeram da tecnologia e da TV aliados na hora de aprender.

Por essa razão, o que importa não é tanto o tempo que passam na frente da televisão, e sim a qualidade dos programas que assistem.

A Associação Americana de Pediatria (APA), referência de outras associações a nível mundial, recomenda que os bebês não vejam televisão antes dos dois anos. E posteriormente, sugerem que se estabeleça um horário de entretenimento midiático que não ultrapasse duas horas diárias.

A exposição prolongada de uma criança a uma televisão gera:

  • Problemas de rendimento escolar.
  • Transtornos de sono, insônia, maus hábitos na hora de dormir.
  • Uma criança que passa muitas horas na frente da televisão troca seus pais e professores como referências pelos modelos que aparecem na televisão.
  • As crianças que não estabelecem os laços com os pais e passam muitas horas na frente da televisão apresentam tendência para ser adolescentes rebeldes ou depressivos.
  • Elas tendem a confundir fantasia e realidade.
  • Vão desautorizar com mais facilidade os pais e as pessoas investidas de autoridade.
  • Têm atitudes passivas.
  • São poucos sociáveis e não têm muita empatia.

 

frente da televisão

Conselhos que ajudarão a controlar o tempo que seus filhos passam na frente da televisão:

Seja um exemplo

Se em sua rotina diária ligar a televisão está na última opção entre seus interesses para se entreter, o seu filho vai copiar este comportamento. Já por outro lado, se o televisor é um objeto de culto que tem lugar privilegiado na sua casa e ocupa suas horas livres, esse comportamento será refletido – goste você ou não – nos seus filhos

Não coloque televisões nos quartos

Assim, a família terá hábitos saudáveis na hora de dormir e o momento de ver televisão, todos juntos, na sala, vai de transformar em uma sessão de troca de opiniões e visões em torno do que é assistido. Desse jeito você vai estimular uma visão crítica da televisão e a sua programação.

Filtro parental

Filtrar o que será visto pela criança na tela vai poupar algumas dores de cabeça no futuro. Programe o filtro parental, revise a programação dos canais e troque as senhas com regularidade.

Priorizar interesses

A televisão como entretenimento deveria estar no último lugar na escala de interesses dos seus filhos. Incentive-os a praticar esportes ao ar livre, cultivar alguma disciplina e manter seus dias ocupados com coisas produtivas. As obrigações escolares vêm antes de ligar a televisão.

 

frente da televisão

Cinema em casa

Realize uma vez por semana ou por mês uma sessão de cinema em casa com filmes educativos ou aqueles que as crianças escolherem com sua supervisão. Assim você terá um momento de conexão com seus filhos e que se encaixa nas duas horas recomendadas pela APA.

Controle a exposição a outros aparelhos

Como foi dito no início do artigo, não é só com a televisão que você tem que se preocupar. Você também deve considerar o tempo gasto em outros dispositivos como smartphone, computador, tablet e o uso de redes sociais. Mostre aos seus filhos os riscos do uso inapropriado destes aparelhos tecnológicos.

Não ceda ou esqueça sua responsabilidade

Ser pai, educar e orientar é sua obrigação, por isso não ceda isso a uma televisão. Entre seus compromissos encontre um tempo para seus filhos e para fortalecer o laço amoroso entre vocês. O que vocês fazem juntos hoje será uma linda memória para se lembrar no dia de amanhã.