Terceiro mês do bebê: desenvolvimento do movimento e dos sentidos

· 26 de dezembro de 2017

O terceiro mês do bebê não é apenas um estágio em que ele continua a desenvolver suas habilidades. É também uma fase em que aumenta ainda mais o amor dos pais.

Durante o terceiro mês do bebê, o corpo continua a amadurecer. A visão e a audição ficam mais aguçadas. Os movimentos começam a ser mais intencionais, embora ainda não sejam muito sincronizados.

O bebê também começa a amadurecer fisicamente. É possível notar as dobras que começam a se formar nos braços e nas pernas. O rosto também vai começar a ficar com traços mais definidos. Certamente, a essa altura você já vai estar apaixonada pelo sorriso do bebê, que vai começar a aparecer com mais frequência.

O terceiro mês do bebê é uma fase de muito entusiasmo e belas surpresas para os pais. A criança cresce muito rápido. Geralmente, o peso médio é de cerca de 6,2 quilos e a altura é de mais ou menos 60 centímetros.

O bebê vai estar muito atento ao que acontece ao seu redor, principalmente aos barulhos e à música. É um ótimo momento para começar com exercícios de estimulação. Você pode dar brinquedos que façam barulho ou que tenham luzes para mexer, desde que não sejam perigosos. Você também pode colocar uma música calma ou ainda deixar que ele brinque na água durante o banho.

terceiro mês do bebê ele se movimenta mais

Características do bebê

Como dissemos antes, no terceiro mês do bebê, alguns dos sentidos já estão mais desenvolvidos, como a visão (que será totalmente desenvolvida no final do sexto mês) e a audição. Ao contrário do primeiro e do segundo mês, agora ele vai ser capaz de apontar, tocar e até mesmo pegar objetos que despertam o interesse.

Outras mudanças que o bebê vai apresentar nesta fase são:

  • Ser capaz de manter a cabeça erguida quando estiver deitado de barriga para baixo. Embora no começo o bebê não aguente tanto tempo, você verá que pouco a pouco ele vai conseguir manter a cabeça levantada.
  • O tempo de sono vai ser mais longo. O bebê vai conseguir ficar mais tempo dormindo durante a noite sem a necessidade de acordar para comer. Se ele tiver dificuldades para pegar no sono, você pode ajudar estabelecendo uma rotina para que ele se acostume a dormir à noite. Dar banho, apaga as luzes, ler uma história ou conversar são atividades que podem ajudar o bebê a dormir.
  • O bebê emite mais sons do que antes, mesmo que por enquanto seja apenas balbucios.
  • Ele passa a reconhecer pessoas e objetos.
  • O bebê vai se mexer muito mais. Ele vai chutar enquanto estiver deitado, vai ficar mais inquieto, e, mesmo que ainda não consiga, vai até tentar ficar em pé quando for segurado em uma superfície firme.

No entanto, é preciso lembrar que estes são apenas parâmetros indicativos e variam de um bebê para outro.

No terceiro mês do bebê, os sentidos da visão e da audição vão estar muito mais desenvolvidos.

A alimentação no terceiro mês do bebê

Muitas mães percebem que no terceiro mês o bebê toma menos leite do que antes, ele se distrai quando é amamentado ou até chora enquanto mama. Além disso, o bebê para de ganhar peso tão rapidamente, o que é normal segundo os especialistas, mas leva muitas mães a pensar que o bebê não está se alimentando o suficiente.

Tenha em mente que começar a ganhar menos peso é completamente normal nesta fase. Em primeiro lugar, o bebê já vai conseguir sugar melhor, portanto vai ingerir a mesma quantidade de leite do que antes em menos tempo.

Em segundo lugar, as distrações são compreensíveis. O cérebro e os sentidos do bebê estão se desenvolvendo rapidamente. Portanto ele pode se distrair mais facilmente com qualquer barulho ou com qualquer coisa que ver.

Finalmente, se a mãe sente que produz menos leite, provavelmente é porque as glândulas mamárias já estão prontas para produzir o quanto for necessário. Por isso, pode acontecer de uma mama produzir menos ou até parar de produzir leite.

No entanto, isso não deve ser interpretado como falta de apetite. O bebê come por necessidade, não por obrigação. Quando ele tiver fome, vai querer mamar.

Voltar ao trabalho

Em muitos países, a licença maternidade termina após sessenta dias, ou seja, após oito semanas após o parto. Portanto, o terceiro mês do bebê é um momento de sentimentos mistos para muitas mães.

Por um lado, existe a satisfação de retomar as atividades habituais e se reinserir no mundo profissional e social. Depois de alguns meses enfrentando a difícil tarefa de cuidar de um recém-nascido, retornar às tarefas do trabalho (do qual sempre reclamamos) pode até parecer férias para algumas mães.

Mais risadas no terceiro mês do bebê

É claro, o contrário também pode acontecer. Se distanciar do trabalho por um tempo e ver as coisas a partir de outra perspectiva pode ajudar algumas mulheres a repensar a vida e escolher uma opção melhor para o futuro.

Por outro lado, existe a angústia de ter que deixar o bebê em casa. Você já se acostumou com a companhia dele e provavelmente vai se perguntar se ele vai notar sua ausência. Acima de tudo, você vai se perguntar se vai conseguir aguentar.

“O que devo fazer? Procuro uma babá? Deixamos com a avó?” A verdade é que não existe uma fórmula mágica para responder estas perguntas. O ideal é pensar bem, conversar com com os seus familiares e até mesmo experimentar algumas dessas opções temporariamente para ver como você se sente sobre isso. A ajuda de um profissional nunca é demais. Um psicoterapeuta ou um especialista em amamentação podem dar conselhos muito valiosos.

O importante é tentar olhar de outras perspectivas enquanto também leva em consideração os seus sentimentos e os do bebê. Dessa forma, você poderá decidir o que é melhor para enfrentar essa etapa plena e feliz.