5 recomendações de como ajudar o bebê que não consegue dormir

Geralmente, os bebês dormem como anjinhos. Até mesmo, acredita-se que não é preciso niná-los, mas que eles foram “programados” para dormir sem maiores problemas. No entanto, nem sempre é fácil. Alguns bebês simplesmente não conseguem dormir o tempo necessário. Para os pais do bebê que não consegue dormir, reunimos algumas recomendações dos especialistas.

Pode se tornar algo frustrante e exaustivo o fato de a criança não conseguir dormir. Os bebês não dormem por diversas razões, mas não fazem isso porque querem. Se o bebê não dorme é porque não consegue dormir, pois na maioria dos casos, eles estão tão exaustos quanto nós.

Um dos principais inimigos do descanso dos pais de recém-nascidos é, sem dúvida, a falta de sono. Dormir preocupado para que a criança fique bem é muito cansativo, mas o bebê ficar acordando várias vezes à noite é muito pior.

No entanto, o bebê acorda porque não conseguimos lhe transmitir nossas rotinas de sono de um dia para o outro.

Conselhos para ajudar um bebê que não consegue dormir

A autora do livro “Gentle Sleep Solutions” (“Soluções doces para dormir”, tradução livre), Andrea Grace, afirma que é possível, sim, ensinar um bebê a dormir. No livro, Grace nos oferece algumas recomendações de como ajudar o bebê que não consegue dormir. A seguir vamos apresentar algumas delas a você.

Você deve compreender que o tempo de sono do bebê é diferente do seu

bebê chorando porque não consegue dormir

À medida que o bebê cresce, ele começa a se adaptar à nossa rotina. No entanto, nos seus primeiros dias, a maneira dele de dormir e conciliar o sono é muito diferente da maneira dos adultos. Por exemplo: se nos acostumarmos a não tirar a sesta para não acordarmos à noite, com o bebê pode ser diferente.

Quando se trata de bebês, talvez, “abusar” da sesta pode ser benéfico. Segundo Andrea Grace, considerando a idade do bebê, é possível deixá-lo consumir algumas horas de sono durante o dia para que ele fique mais sonolento ao cair da noite.

No entanto, antes de tomar a iniciativa, é recomendável observar se essa estratégia faz bem para o seu bebê. Todos os bebês são diferentes. Além disso, quando estiverem maiores, os ritmos deles também vão estar diferentes. Uma sesta prolongada pode ajudar o bebê a dormir à noite, mas pode ser diferente para o seu bebê.

A solução pode ser deixar o bebê tirar a sesta pela manhã ou no começo da tarde. O ideal é que ele fique cansado, mas não estressado quando for a hora de dormir, e muito menos, recém desperto da sesta.

Deixar o bebê dormir no berço

Imaginamos que essa recomendação não seja aprovada pela maioria das pessoas. Mas não falamos de dormir no berço sozinho em outro quarto da casa. Por muito mais que nos pareça cruel, para o bebê não vai fazer mal nenhum dormir no próprio berço. Foi exatamente para isso que o compramos, não? Devemos evitar que o bebê durma sempre no colo.

Se eles dormirem no colo e acordarem em um local diferente, podem acordar assustados.

-Andrea Grace-

 Se quisermos evitar que as crianças acordem sobressaltadas à noite, é preferível evitar esses choques. Quando o bebê dorme junto conosco e o mudamos de lugar, ele vai acordar se sentido assustado. É normal que ele desperte uma ou mais vezes durante a noite, mas não é bom que acorde estressado.

Além disso, a especialista explica que atrair a atenção cantando para ele ou lendo um conto, às vezes, o distrai de sua vontade de dormir. Portanto, cabe observar se deixamos o bebê está mais ativo quando o distraímos desse jeito. Para algumas crianças, isso pode funcionar. No entanto, talvez, essa técnica pode estar prejudicando o seu filho.

Responda ao choro

bebê dormindo segurando a mão da mãe não consegue dormir

Não é costume de muitos pais, mas alguns pais consideram que é bom deixar os bebês chorando até dormirem. A especialista afirma que isso não é necessário. Além de ser doloroso e quase impossível de ser realizado pela maioria dos pais.

Se o seu bebê chora, é porque algo lhe causa angústia, assim não o deixe sozinho. Se ele reclama um pouco, não faz mal. Mas se ele chora de maneira aflita, é preciso ir até ele. 

-Andrea Grace-

Grace esclarece que um pequeno soluço ou reclamação, podemos deixar passar. Mas se o bebê acorda chorando desconsoladamente, é preciso ir até ele. O que queremos evitar é a angústia. No entanto, também é necessário evitar que as birras à noite se tornem algo rotineiro. Deixe-o se desenvolver sozinho e se acalmar por conta própria quando não se tratar um choro desesperado e estivermos por perto.

Avalie se é bom para todos que ele durma com você

Dormir ou não com o bebê na mesma cama é uma decisão pessoal. No entanto, às vezes, é bom observar se nossa decisão está beneficiando o sono do seu bebê. Talvez nossos próprios hábitos de sono podem estar afetando o bebê se ele estiver dormindo com você. Por exemplo: se temos que nos levantar da cama cedo, é difícil conseguir fazer com que ele continue dormindo até mais tarde sem você.

A especialista também não recomenda mudar o bebê para a nossa cama quando ele acordar, pois estaremos estimulando-o para que volte a fazer isso. É importante que diante das crianças sejamos coerentes com nossas decisões.

Para ajudar o bebê que não consegue dormir, o ingrediente mais importante é a paciência. Além do amor, é recomendável ser firme quando aplicarmos essas estratégias para cumprir com esse objetivo. A recomendação é que você tente fazer mudanças, siga outras recomendações, peça ajuda de especialistas e de outras mães.

Não temos o direito de nos darmos por vencidas, sem fazer esforço para que o bebê e você durmam melhor. Ensinar a dormir é possível, sim, não fique desesperada.

Recomendados para você