Vantagens e desvantagens para as crianças de tirar um cochilo

· 20 de outubro de 2018
É aconselhável as crianças tirarem um cochilo? Esse descanso diurno tem suas vantagens e desvantagens. Há muitas circunstâncias que influenciam sobre a decisão do hábito que se escolhe adotar.

O cochilo é quase uma tradição em muitas famílias e comunidades. No entanto, costuma acontecer de as crianças não abraçarem essa tradição, já que a veem como uma interrupção do que poderia ser um momento lúdico para elas.

Para os pais, é aconselhável conhecer os prós e contras de os filhos tirarem um cochilo.

Geralmente, é um assunto que varia muito conforme o costume de cada família.

Nos casos em que os pais costumam descansar depois do almoço, é muitíssimo provável que as crianças imitem esse comportamento e o tornem um hábito.

Em outros casos, especialmente em famílias que ignoram esse descanso diurno, é possível que as crianças rejeitem totalmente o fato de dormir em plena luz do dia.

Qual é a posição mais recomendável? A seguir, nós vamos detalhar as vantagens e as desvantagens de as crianças tirarem um cochilo.

Benefícios de tirar um cochilo

1. Recupera as energias

Embora seja uma ideia que todos possam pensar, não deixar de ser uma grande verdade. As crianças são inquietas, travessas e agitadas por natureza.

Portanto, em algum momento precisam repor esse combustível, que vai se esgotando conforme o dia passa.

As crianças não esgotam suas energias apenas correndo e brincando. A infância é uma fase de muita aprendizagem cognitiva, e isso exige também consumo.

Como consequência, o descanso correspondente faz falta. Um cochilo ajuda a satisfazer essa necessidade.

2. Melhora o humor

Entre os muitos benefícios de tirar um cochilo, nós encontramos muitos relacionados ao estado de espírito.

Esse breve descanso ajuda as crianças a liberar as tensões e a reduzir a ansiedade.

Além disso, como chegam exaustas à noite, vão cair no sono sem sofrer os episódios nervosos de fadiga excessiva. Por conseguinte, também vão descansar melhor à noite.

tirar um cochilo

3. Potencializa a memória e a aprendizagem

Enquanto dormimos, uma série de processos neurológicos muito complexos ocorrem no cérebro que, no final das contas, são responsáveis por “processar” a informação obtida previamente.

Nas crianças, esses processos são muito mais necessários e importantes, uma vez que estão em uma fase em que a mente “é moldada” de acordo com diversos fatores, como o ambiente e a predisposição genética.

4. Melhora o rendimento

Como uma consequência quase inevitável de tudo dito anteriormente, o fato de as crianças tirarem cochilos é extremamente positivo para o rendimento escolar, esportivo e para outras atividades que realizam.

É simples: além de manter a mente mais lúcida, a criança vai contar com mais energia e mais positivismo para enfrentar cada situação.

Dificilmente essa equação gera um mal resultado.

Desvantagens de tirar um cochilo

1. Contraproducente se for muito longo

Tudo em excesso é ruim, e os cochilos não são uma exceção.

De acordo com o que foi publicado nos últimos anos, os cochilos que duram mais de 30 minutos – número que pode se estender levemente no caso das crianças – afetam negativamente o descanso noturno.

Dessa maneira, podem aparecer transtornos do sono como a insônia ou a narcolepsia, dentre outros. O recomendável, portanto, é controlar e ajustar a duração dos cochilos.

2. Pode provocar dor de cabeça

A chamada cefaleia hípnica afeta principalmente os adultos, mas também é possível haver crianças geneticamente predispostas a sofrer dela.

Sua intensidade costuma ser moderada, mas é o bastante para acabar com todas as vantagens desse descanso reparador.

“As crianças não esgotam suas energias apenas correndo e brincando. A infância é uma fase de muita aprendizagem cognitiva, e essa exige também consumo de energia”

3. Pode favorecer a proliferação de determinadas doenças respiratórias

Por exemplo, quem sofre de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) está proibido de tirar um cochilo.

O argumento é que pode acontecer um relaxamento muscular que atrapalha a respiração normal. As consequências disso seriam uma má oxigenação do sangue, fadiga constante e insuficiência respiratória.

No entanto, não é um fator de risco que englobe todas as crianças. Refere-se apenas a casos pontuais.

tirar um cochilo

Conselhos para que as crianças tirem um cochilo

Por fim, é necessário apontar algumas recomendações que devem ser seguidas na hora de fazer com que as crianças adotem o hábito de tirar um cochilo:

  • Não forçar. Não vai adiantar nada “obrigá-las” a tirar um cochilo. Para que elas descansem, a vontade de tirar um cochilo é um requisito básico.
  • Crie o ambiente adequado. Se você colocar a criança para dormir, mas você, seu cônjuge e os irmãos dela continuarem fazendo barulho por toda a casa, é pouco provável que ela caia no sono. Você deve criar um ambiente calmo e com pouca luminosidade.
  • Tornar o cochilo um hábito. Como se diz vulgarmente, nós, seres humanos, somos “animais de costumes”. Se a criança adotar um ritmo de vida que inclua o cochilo em um horário determinado, cada vez será menos difícil para ela pegar no sono à tarde.

Em suma, a decisão vai caber aos pais e às próprias crianças.

O fundamental é se certificar de que você está fazendo a coisa certa para o bem-estar pleno da criança.