15 situações comuns de mal-estar durante a gravidez

· 4 de janeiro de 2018

A gravidez representa um período de mudanças físicas para as mulheres. Um período que, geralmente, vem acompanhado por algumas situações de mal-estar que, acredite ou não, são bastante comuns para todas as gestantes.

O metabolismo da mulher fica mais rápido com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento do embrião, motivo pelo qual os órgão vitais da mãe precisam trabalhar muito mais.

Isso faz com que apareçam algumas situações de mal-estar comuns na maioria das grávidas que, em geral, mudam a cada trimestre e desaparecem após o parto.

Tais incômodos não são iguais para todas as grávidas e variam a cada trimestre de gestação. Tudo isso acontece devido aos hormônios da gravidez e, em geral, não são preocupantes. Conhecer os sintomas e os possíveis tratamentos vai deixar você mais aliviada.

Incômodos da gravidez no primeiro trimestre

Acidez no estômago

Esse é um incômodo muito comum na gravidez. Sua causa são os hormônios dessa fase, como a progesterona. Pode ser evitado ao dormir com a cabeça um pouco mais elevada e realizando pelo menos cinco refeições por dia.

Cansaço

Aparece devido à ação dos hormônios e ao aumento de peso. Para evitar o cansaço, tente descansar o máximo possível e tirar um cochilo sempre que puder.

Prisão de ventre

A prisão de ventre é um incômodo típico da gravidez. Para combatê-la nessa fase, o melhor é beber pelo menos dois litros de água por dia e seguir uma dieta rica em fibras.

Vontade frequente de urinar

A vontade frequente de urinar é um dos primeiros sintomas da gravidez. Além de ser um dos incômodos mais comuns no começo da gestação, volta a aparecer no final da gravidez. Evite a desidratação bebendo muita água durante o dia.

Náuseas, vômitos e enjoos

Para aliviar um pouco as náuseas na gravidez, basta seguir uma dieta equilibrada ou tomar alguma bebida gaseificada.

Incômodos da gravidez no segundo trimestre

Cãibras

As cãibras são um incômodo típico do segundo trimestre. Para aliviá-las, você pode realizar uma massagem na região afetada. Uma dieta rica em cálcio e magnésio ajuda a prevenir as cãibras.

Congestão nasal

A congestão nasal é um incômodo comum do segundo trimestre de gravidez. Tenha cuidado para não confundir com um resfriado comum. Verifique se você não apresenta outros sintomas como febre ou sensação de mal-estar. Caso apresente, o melhor é consultar um médico.

Edema ou inchaço de pés e mãos

incômodos

O aparecimento dessa situação incômoda, geralmente, está relacionado à retenção de líquidos, típica durante a gravidez. Para reduzir o inchaço, o melhor remédio é descansar e colocar os pés para o alto.

Manchas na pele

Algumas grávidas apresentam manchas no rosto, denominadas cloasma ou máscara da gravidez, na ponta do nariz, nas bochechas e no pescoço. Para evitá-las, passe cremes de proteção facial.

Varizes nas pernas

As varizes são um incômodo comum nas grávidas e aparecem devido ao amolecimento das veias. Essa situação pode ser prevenida ao evitar ficar muito tempo em pé.

Nenhuma linguagem consegue expressar o poder, a beleza e o heroísmo do amor de uma mãe

-Edwin H. Chapin-

Incômodos da gravidez no terceiro trimestre

Hemorroidas na gravidez

As hemorroidas são um incômodo muito comum para as grávidas. Para evitá-las, recomenda-se uma dieta rica em fibras a fim de contribuir para o bom funcionamento dos intestinos.

Dores nas costas

A lombalgia é uma dor que aparece na parte inferior e central das costas e é um dos típicos incômodos da gravidez. Como conselho, aplicar calor na região afetada e realizar alguns exercícios para aliviar a dor.

Problemas nas gengivas

incômodos

Os problemas nas gengivas ou a gengivite são bastante frequentes na gravidez. Para evitar esse incômodo, é conveniente consultar com frequência seu dentista e seguir hábitos corretos de higiene bucal.

Palpitações

As palpitações ou taquicardias são frequentes devido ao aumento do volume do sangue. Em princípio, não representam um caso grave. No entanto, quando se sente palpitações recorrentes, é preciso comunicar ao médico para que ele possa determinar a real origem desse incômodo.

Dor nas costelas

A dor nas costelas é típica da fase final da gravidez, devido ao tamanho crescente do útero e dos movimentos do feto. Evite ficar muito tempo sentada nessa última parte da gravidez. Você pode experimentar posturas que ajudem a alongar o tórax.