4 conselhos para prevenir a obesidade em crianças

· 9 de abril de 2019
Se você acha que o seu filho tem problemas de peso, leia este artigo. A seguir, vamos propor quatro dicas para prevenir a obesidade em crianças. Anote e tente introduzir essas mudanças em sua rotina.

Infelizmente, a obesidade em crianças está se tornando cada vez mais comum. É um sério desafio para a saúde atualmente e, embora não pareça, em muitos casos os pais se tornam a principal causa da obesidade em seus filhos.

A infância é uma fase importante para desenvolver hábitos saudáveis, incluindo prevenir os problemas de peso. Por isso, queremos aproveitar este artigo para oferecer alguns conselhos e mostrar como é possível prevenir a obesidade em crianças.

As mudanças de agora vão prevenir as doenças de amanhã

Se você quer ajudar o seu filho a manter um peso saudável, é preciso controlar as calorias ingeridas com os alimentos e gastas por meio das atividades físicas e cotidianas.

Tenha em mente que no caso das crianças com excesso de peso, o objetivo é, na verdade, reduzir a taxa de ganho de peso, ao mesmo tempo que se permite o crescimento e desenvolvimento normais.

Se você perceber que o seu filho está ganhando mais peso do que deveria, é hora de consultar o pediatra. Em qualquer caso, também é preciso fazer algumas mudanças no estilo de vida.

Assim, a possibilidade de ter que lutar contra asma, diabetes, pressão arterial e doenças cardiovasculares no futuro será menor. Além disso, a obesidade não está relacionada apenas com as doenças físicas, mas também psicológicas, como é o caso da depressão e da baixa autoestima.

prevenir a obesidade em crianças

Os melhores conselhos para prevenir a obesidade em crianças

A seguir, apresentamos uma lista dos melhores conselhos que vão ajudar a prevenir a obesidade em crianças.

1. Incentivar hábitos alimentares saudáveis

  • Ofereça e acostume a criança a comer muitas frutas, legumes e verduras. Além disso, dê preferência a carnes magras, como o frango e o peixe, para obter proteínas.
  • Inclua alimentos “menos atraentes” em seus momentos de diversão. Não associe as junk food a momentos de maior felicidade e lazer. Isso é contraproducente porque as comidas saudáveis podem ser vistas como castigo.
  • Ofereça porções de tamanho razoável.
  • Incentive a beber bastante água durante o dia. Beber água faz com que a criança se sinta satisfeita e menos tentada a comer porcarias.
  • Limite as bebidas com muito açúcar e as junk food. Não esqueça que pequenas mudanças podem ajudar a criar hábitos alimentares mais saudáveis.

2. Incentivar a atividade física

Outro segredo para prevenir a obesidade em crianças é realizar atividades físicas e evitar as atividades sedentárias ao máximo. Embora o tempo de leitura e as atividades em silêncio sejam bons, é aconselhável limitar o tempo que as crianças ficam em frente à televisão, jogam videogame ou navegam na internet.

Tenha em mente que, além de ser divertido para as crianças, a atividade física regular traz muitos benefícios à saúde. Alguns deles são: fortalecimento dos ossos, controle de peso, aumento da autoestima, redução do estresse e da ansiedade, entre outros.

Não se esqueça de que as crianças imitam os adultos. Então, pode ser um ótimo momento para você também começar a fazer alguma atividade física ou, melhor ainda, fazerem juntos.

Incentivar o esporte previne a obesidade em crianças.

3. Limitar o tempo em frente a aparelhos eletrônicos

Com todos os aparelhos que existem atualmente, a maioria das crianças prefere ficar em casa na frente de seus computadores ou videogames, em vez de brincar com outras crianças.

Promover um estilo de vida ativo significa gastar um tempo mínimo com esses aparelhos eletrônicos, afinal eles diminuem o tempo para realizar atividades ao ar livre. Passar muito tempo usando aparelhos eletrônicos, como assistindo muita televisão, está intimamente relacionado à obesidade em crianças.

Assim, limitar este tipo de atividade sedentária é uma das chaves para reduzir o tempo que elas passam em casa sem se movimentar e incentivá-las a realizarem outros tipos de atividades mais produtivas e benéficas à saúde. Quando forem mais velhas, elas terão tempo de sobra para ficar na frente do computador!

4. Proibir as refeições na frente da televisão

Por último, recomendamos que você não deixe a criança comer enquanto assiste televisão. Além de limitar o tempo da família e o diálogo saudável, o seu corpo não percebe que o estômago está cheio porque a atenção é desviada para a tela da televisão.

Ademais, comer de forma mecânica também pode causar má digestão e dores de estômago.

Antes de terminar, é preciso lembrar que todos os membros da família devem estar envolvidos nessas mudanças, independentemente do peso corporal. Dessa forma, a criança não vai se sentir sozinha.

Se você seguir os conselhos acima, seguramente conseguirá alcançar o seu objetivo. Não se esqueça de que toda mudança começa com o desejo de mudar.