9 sintomas de asma nas crianças

A asma é a doença crônica mais comum entre as crianças. Aprender a reconhecê-la ajudará a controlar os sintomas e fazer com que as crianças possam levar uma vida normal.

Não há nada que deixe os pais mais desesperados do que que ver seu filho respirando com dificuldade. Uma das causas pode ser a asma infantil. Essa doença crônica produz inflamação e obstrução das vias respiratórias, o que dificulta a entrada de ar. Há vários sintomas de asma nas crianças. É vital reconhecê-los para enfrentá-los rapidamente e evitar complicações.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a asma é a doença crônica mais comum entre as crianças. Não há cura, mas é possível controlar os sintomas. Se for bem tratada, as crianças podem levar uma vida normal. Ainda que sua causa não seja conhecida, algumas situações como frio, alérgenos, fumaça de cigarro ou determinadas atividades físicas podem desencadeá-la.

“Os sintomas de asma nas crianças variam de um indivíduo para outro.”

O tratamento de asma nas crianças requer dois tipos de medicamentos. Um para deter a crise e aliviar os sintomas imediatamente e outro para controlar a condição durante longos períodos de tempo, além de evitar o aparecimento das manifestações.

O diagnóstico precoce da asma em crianças é benéfico para seu tratamento.

Sintomas de asma nas crianças

1.- Dificuldade para respirar. Um sinal de asma nas crianças é a dificuldade em respirar. Quando uma crise de asma começa, as vias respiratórias diminuem. E a criança sente dificuldade de aspirar e também de expulsar o ar. Fica com falta de ar e respira mais rápido do que o normal. Nesses casos, afundamentos na pele do peito e pescoço poderão ser observados. Junto com a dificuldade para respirar, a criança pode sentir ansiedade, que por sua vez complica mais a respiração.

2.- Chiado no peito. O chiado também é um dos sintomas da asma infantil. Quando a criança respira, produz um som chiado que é mais audível quando ela expira. O som começa leve e aumenta na medida que a crise asmática piora. Este é um dos sintomas mais reconhecíveis desta condição. O chiado se produz pelo estreitamento das vias por onde o ar passa ao sair.

3.- Tosse. Outro dos sintomas de asma infantil é a tosse. Às vezes pode ser o único. Se a tosse acontece sem que a criança tenha se resfriado ou outra circunstância que a justifique, é preciso ter atenção. Também se ela dificulta o sono, acorda a criança durante a noite ou aparece depois de atividade física. A tosse pode ser seca ou úmida.

4.- Fadiga. Uma criança que demonstre cansaço constante sem nenhuma justificativa pode ter asma. A pouca oxigenação causada pela má respiração limita a chegada de oxigênio ao sangue e aos músculos. Isso faz com que o organismo funcione mais lentamente, o que provoca esgotamento.

Mais sinais que indicam a presença de asma

5.- Pressão no peito. A sensação de pressão ou rigidez no peito também é um dos sintomas de asma nas crianças. Se a criança se queixa de dores, pressão ou tem a sensação de que apertam seu peito com uma corda, isso pode ser indícios de asma.

6.- Batimento das asas do nariz. Outro sinal de asma infantil, especialmente em crianças mais pequenas, é o batimento das asas do nariz. A criança abre e fecha as narinas ao respirar.

7.- Suspiros. O suspiro é a inalação profunda de ar e uma expulsão longa do mesmo. Se a criança suspira constantemente, isso pode indicar dificuldade respiratória causada por asma.

8.- Pigarro. É a ação de limpar repetidamente a garganta porque sente incômodo. Pode um dos sintomas da asma em crianças.

9.- Olheiras. As olheiras são circunferências escuras abaixo dos olhos e também podem indicar asma.

Olheiras podem ser um indicador de asma nas crianças.

Variações em cada caso

Os sintomas de asma nas crianças variam de um indivíduo para outro. Você poderá identificar todos, vários ou somente um. Algumas crianças podem apresentá-los frequentemente, enquanto outras apenas quando existir um elemento desencadeador. Às vezes os sintomas podem ser confundidos com os de um resfriado comum.

Para diagnosticar corretamente, são realizados vários exames no sistema respiratório. Além de uma verificação de antecedentes de saúde da família e os sintomas da criança. O importante é estar atentos para a presença de algum deles e descartar a possibilidade de uma condição asmática após a opinião de um especialista.

Recomendados para você