5 erros comuns na criação de gêmeos

· 19 de setembro de 2018
Ter gêmeos não é uma tarefa fácil, cada fase do desenvolvimento dos pequenos exige algo diferente por parte dos pais.

Identificar alguns comportamentos incorretos que a maioria dos pais de gêmeos apresentam pode ajudar a fortalecer a personalidade de cada bebê e oferecer um crescimento enriquecedor a ambos.

Quando sabemos que duas criaturinhas estão crescendo dentro da nossa barriga, a nossa responsabilidade duplica. O médico anuncia que serão gêmeos e a emoção transborda.

É maravilhoso e até divertido saber que você vai ter dois bebês e imaginar tudo sobre eles: será que vão ser realmente idênticos? Como vamos vesti-los? Como vai ser a personalidade de cada um quando forem mais velhos?

Ao saber que serão gêmeos, você entra em uma nova dimensão, na qual deve estar atenta a alguns erros que muitos pais cometem e tentar evitá-los para que seus pequenos possam alcançar os melhores níveis de desenvolvimento em relação a personalidade, felicidade e harmonia entre si.

Erros na criação de gêmeos

de gêmeos

Escolher nomes parecido

Evite colocar nomes muito parecidos. No começo da vida, eles já serão fisicamente parecidos, então, durante o crescimento, acaba sendo maçante que as pessoas confundam seus nomes. Evite nomes como “Marina” e “Mariana”, por exemplo. Assim, você pode ajudar a evitar que seus filhos tenham que explicar às pessoas quem é quem.

Fazer comparações

Muitos pais pensam que, ao ter gêmeos, os filhos devem ser iguais em tudo. Mas a verdade é que não é bem assim. Durante o desenvolvimento, você deve levar em consideração que cada um vai viver seu próprio processo. São duas crianças diferentes.

Não identificar suas personalidades

Como mãe ou pai de gêmeos, você não pode cometer o erro de pensar que seus filhos são iguais em absolutamente tudo, incluindo a personalidade. Cada um vai ter sua própria forma de ser, um pode ser mais sério e o outro mais extrovertido. Por isso, o tratamento direcionado a um não pode ser igual ao do outro. Além disso, você não pode obrigá-los a fazer as mesmas coisas.

É muito importante reforçar a individualidade e deixar claro oportunamente e de forma delicada (tanto às pessoas que estão em volta como aos pequenos) que não é um problema se existir diferenças nos gostos, comportamentos ou desempenhos.

Não promover a independência

A importância de reforçar a personalidade de cada um é que esse fator vai gerar os diferentes gostos em diferentes áreas da vida. Durante os primeiros anos, talvez você vai querer colocá-los nas mesmas aulas extracurriculares. No entanto, à medida que crescem, você deve identificar o que cada um gosta e permitir que eles demonstrem isso e escolham quais atividade querem praticar. Isso sempre varia. Mas também é possível que alguns gêmeos gostem das mesmas coisas, como o futebol, por exemplo.

Seja comunicativa com eles, pergunte a cada um como se sente e se gostam do que fazem. Se um gostar e o outro não, dê a liberdade para que escolha outra atividade que esteja de acordo com sua personalidade. Isso estimula a independência dos seus filhos. O fato de que são gêmeos não significa que tenham que estar sempre juntos.

Tratá-los exatamente da mesma forma

São duas pessoas distintas e com personalidades diferentes. Assim, durante o crescimento, você vai precisar ficar atenta ao que cada um precisa e como é o caráter deles.

Alguns conselhos

de gêmeos

  • Transforme-se em uma agente observadora. Pouco a pouco, você vai descobrindo a personalidade de cada um e vai poder ajudar a potencializar suas características positivas, além de ser um apoio para que seus filhos superem suas fraquezas.
  • Evite comentários comparativos. Ao mesmo tempo, lembre às pessoas com quem você tem contato para evitar comentários do tipo: “por que ele não é tão alegre quanto o irmão”, “por que será que ela não gosta de brincar com isso sendo que a outra adora”.

É preciso permitir que cada um dos gêmeos desenvolva sua personalidade e individualidade. Isso vai contribuir para que, no futuro, sejam adultos com identidade sólida e independente.

Fique atenta aos desejos e necessidades dos seus filhos. Veja como se expressam e como cada um reage frente a determinados estímulos. Talvez um seja mais rebelde e precise de mais conversas, enquanto o outro pode ser mais intelectual e precisar de abraços extras.

Ter gêmeos é um presente muito bonito da natureza, mas também é uma experiência extraordinária que exige esforços adicionais da nossa parte para que as crianças cresçam e se desenvolvam em um ambiente harmônico e coerente, livre de contradições.