5 razões para falar com o bebê durante a gravidez

22 Outubro, 2018
A partir do momento em que recebemos a notícia de que vamos ser mães, somos invadidas por uma mistura de sentimentos e sensações muito difíceis de explicar. Incerteza e emoção são apenas algumas delas e estão presentes em todo o processo de gestação.

Falar com o bebê durante a gravidez é extremamente benéfico, visto que é uma das primeiras ações que permite iniciar o vínculo especial e mágico entre mãe e filho.

Sem dúvida, esse bebê que se desenvolve em nosso ventre vai se tornar a razão mais importante de nossas vidas.

Ele será o responsável por nos impulsionar a alcançar os objetivos e desafios que nos propusemos para poder satisfazer todas as suas necessidades e garantir o seu bem-estar.

E como só desejamos o bem a esse pequeno ser que cresce dentro de nós, não há melhor maneira de mostrar nosso amor do que estimulando-o desde muito cedo com doces conversas.

Esclarecendo as dúvidas

O tema sobre “falar com o bebê durante a gravidez” levanta muitas questões especialmente para as mamães de primeira viagem.

Qual a importância desse tipo de estímulo? Quais são as vantagens ou desvantagens? É um mito ou é algo que foi comprovado?

Devido à crença de que esse tipo de estímulo possa causar efeitos totalmente negativos como crianças hiperativas e inquietas, pode ser que muita gente evite de propósito.

Queridas mamães, mantenham a calma em relação ao assunto, pois essas crenças não poderiam estar mais distantes da realidade.

A estimulação pré-natal, especialmente conversar com o bebê durante a gestação, traz inúmeros benefícios.

Não só fortalece o vínculo entre mãe e filho, assim como também ajuda no reconhecimento auditivo.

Dentre outros motivos, é por isso que compartilharemos algumas razões para falar com seu bebê a seguir.

5 razões pelas quais você deve falar com o bebê

falar com o bebê

O nosso instinto maternal naturalmente nos faz falar em qualquer momento com o bebê que ainda está na barriga.

A boa notícia é que os ouvidos e, consequentemente, o sentido da audição se desenvolvem nos primeiros meses de gravidez.

Sem dúvida, todos os gestos amorosos que fizermos na estimulação pré-natal são bastante positivos.

A seguir, mencionaremos as 5 principais e mais importantes razões pelas quais você deve conversar com seu bebê durante a gravidez:

  • Fortalecimento cerebral. Desenvolve e fortalece o sistema nervoso e neuronal, o que melhora o desenvolvimento do cérebro do bebê.
  • Vínculo materno. O bebê se familiariza com a voz da mãe e poderá identificá-la claramente e com mais facilidade.
  • Sentido da audição. Conversar com o bebê durante a gestação desenvolve significativamente sua audição.
  • Efeito calmante. Quando você perceber certa inquietação no seu pequeno, como, por exemplo, por meio de movimentos, algumas palavras serão o suficiente para transmitir paz e tranquilidade.
  • Desenvolvimento da linguagem. Pesquisas realizadas pela Universidade de Stanford indicaram que crianças que receberam a estimulação intrauterina por meio da voz da mãe começaram a falar suas primeiras palavras mais cedo do que aqueles bebês cujas mães não os estimularam dessa forma.

Um bebê em gestação é capaz de distinguir, identificar e reconhecer vozes, situações de prazer, alegria, ansiedade, raiva ou tristeza

As formas de comunicação não se limitam unicamente ao que falamos. Há diferentes maneiras de fazer nosso bebê entender o que pensamos e sentimos:

  • Através de carícias e vozes dos familiares mais próximos.
  • Respirando controladamente em situações de estresse e ansiedade. Dessa forma, ele poderá distinguir que momento ruim já passou.
  • Ouvir uma música tranquila e relaxante.

Saiba mais sobre o assunto

falar com o bebê

Não devemos esquecer que o corpo é um organismo projetado perfeitamente. Assim, tudo o que pode ser transmitido através dele gera efeitos positivos ou negativos.

Portanto, temos que prestar atenção em tudo o que fizermos e dissermos para que esse pequeno ser que vai nos acompanhar diariamente cresça em um ambiente saudável e harmonioso.

Os pais são responsáveis por escolher qual será a forma e o estilo de comunicação com o filho, não existe nenhum padrão definido.

O amor será o responsável para que a criança sinta que o mundo exterior vá recebê-la em uma atmosfera acolhedora, semelhante à que vive dentro da barriga.

É aconselhável que a estimulação pela fala seja feita em um momento tranquilo para poder alcançar o objetivo esperado.