5 remédios naturais perigosos para crianças

25 de fevereiro de 2019
Durante muitos anos, ouvimos falar dos benefícios de alguns remédios naturais para o tratamento de certas patologias e determinadas condições. No entanto, devemos saber que nem todos são recomendados para crianças.

Nem tudo que é natural é seguro. Entre outras coisas, existem alguns remédios naturais perigosos para as crianças. 

Em geral, as pessoas acham que as ervas são inofensivas por causa de seu caráter natural, mas nem sempre isso acontece.

Embora tenham efeitos medicinais e proporcionem benefícios ao nosso corpo, também é provável que os remédios naturais possam ser potencialmente perigosos. 

Com o rótulo de ‘natural’, há uma infinidade de artigos: alimentos, cosméticos, produtos de limpeza.

Além disso, destaca-se a maneira pela qual os remédios naturais serão utilizados e comercializados sem receita médica e, eventualmente, administrados às crianças.

A medicina natural ou herbácea, como é comumente conhecida, é o uso de plantas para combater condições ou doenças. Geralmente, são ingeridas por via oral, em cápsulas ou comprimidos, através de infusões ou aplicadas na pele, sob a forma de pomadas e óleos.

As crianças podem tomar plantas medicinais?

É uma prática comum usar certas plantas, consideradas medicinais, para combater condições de saúde moderadas em crianças. As doenças mais frequentes tratadas com plantas medicinais são: cólicas, diarreia, gripes, resfriados, dores de estômago e até mesmo asma.

Entretanto, não importa o quão habitual seja seu uso, os remédios naturais podem ser perigosos para as crianças. Entre outras coisas, pelos efeitos colaterais que podem causar. Os pequenos têm um sistema imunológico vulnerável, que pode ser afetado sensivelmente.

Existem estudos que afirmam que certas plantas consideradas medicinais podem causar reações adversas em crianças. Quando qualquer tipo de medicamento é administrado a uma criança, sua idade e peso devem ser levados em consideração.

Lembre-se sempre de que o metabolismo das crianças não é muito maduro e pode apresentar sensibilidade. A intoxicação é um dos sintomas mais comuns.

remédios naturais

5 remédios naturais perigosos para crianças

Anis-estrelado

As mães costumam usar anis-estrelado para evitar gases, especialmente em crianças muito pequenas. É uma prática comum adicionar um pouco dessa infusão a mamadeiras para aliviar esses espasmos.

Deve-se considerar que a infusão de anis-estrelado pode ter efeitos colaterais prejudiciais para a criança. Por exemplo, pode causar azia, náusea e vômitos.

Erva-de-santa-maria

De origem mexicana, a erva-de-santa-maria sempre foi recomendada para eliminar certos parasitas e vermes intestinais em crianças. Recomenda-se tomar como uma infusão com o estômago vazio.

Na realidade, essa planta tem um alto nível de toxicidade e pode pôr em risco a vida de crianças menores de cinco anos de idade. Os principais sintomas são: dor abdominal, tontura e vômitos.

Camomila

Essa planta é amplamente utilizada como infusão. No entanto, os chás de camomila podem afetar os intestinos das crianças. Em doses elevadas, pode causar vômitos, diarreia intensa e, até mesmo, há o risco de desenvolver desidratação.

Como de costume, os remédios naturais podem ser perigosos para as crianças. Entre outros fatores, pelos efeitos colaterais que podem causar.

Salgueiro

O salgueiro é recomendado para muitas condições de saúde, mas acima de tudo para combater dores e febres. Tem alto teor de salicina, com propriedades analgésicas.

O salgueiro é tomado como infusão. As mães, geralmente, administram chás de salgueiro às crianças quando elas apresentam sintomas semelhantes aos da gripe ou resfriados.

Entretanto, a infusão de salgueiro é contraindicada para crianças entre 0 e 12 anos de idade. Isso porque consumo de plantas com salicilatos é muito perigoso.

O salicilato é o mesmo componente da aspirina e pode ter sérias consequências para o fígado e o cérebro. Da mesma forma, esse ingrediente ativo pode causar gastrite e úlceras estomacais.

menino com febre

Óleo de rícino

Grande parte dos casos de envenenamento por remédios naturais em crianças se deve ao uso de óleos essenciais, utilizados externamente ou ingeridos. Esses óleos são completamente contraindicados para os pequeninos da casa.

O óleo de mamona é usado como laxante, portanto é costume dar às crianças que apresentam constipação crônica. Entretanto, essa prática pode produzir efeitos adversos graves em crianças, como é o caso de obstruções intestinais, doenças dos brônquios, diarreia severa e dor abdominal.

Como vemos, o hábito de dar remédios naturais aos nossos filhos pode ser perigoso. Assim, antes sempre devemos consultar o pediatra sobre qualquer medicamento ou droga natural.

Na prática, as doses recomendadas para um adulto podem ser prejudiciais para um bebê ou uma criança com menos de cinco anos. Os efeitos colaterais das plantas medicinais podem causar um agravamento da condição primária ou dos sintomas que a criança apresenta.

  • Devine, M., & Hayes, M. (2016). Complementary and alternative medicine. In Family Medicine: Principles and Practice. https://doi.org/10.1007/978-3-319-04414-9_47