6 alimentos para reduzir o desconforto na gravidez e ter boa saúde

· 26 de fevereiro de 2019
Além de contar com os alimentos para reduzir o desconforto na gravidez, a primeira coisa que você deve fazer é planejar bem. Ter um peso saudável e uma dieta equilibrada antes de engravidar irá prevenir futuras complicações. Isso também dará ao seu bebê a oportunidade de crescer saudável.

Durante os primeiros meses de gravidez, é comum sentir desconforto. Geralmente, sintomas como náuseas, vômitos e azia ocorrem. São normais, mas se continuarem por muito tempo, você pode ficar desidratada e prejudicar o bebê.

Entretanto, uma dieta correta pode melhorar a situação. É por isso que aqui você vai saber quais são os alimentos para reduzir o desconforto na gravidez.

Frutas e alimentos para reduzir o desconforto na gravidez

Consumir frutas e alimentos nutritivos durante a gravidez vai ajudá-la a se sentir melhor. Além disso, proporcionará melhor saúde ao seu bebê e, portanto, melhor qualidade de vida. Abaixo, você verá uma lista de alimentos para reduzir o desconforto na gravidez.

Leite e outros produtos lácteos

Consumir laticínios é muito benéfico porque ajuda na produção de cálcio. Dessa forma, você não sofrerá desgaste nos seus ossos e o bebê terá um bom desenvolvimento ósseo. Além disso, o leite é uma fonte de proteínas.

Agora, no caso de você ser intolerante à lactose, poderá optar pelo iogurte. Isso é muito melhor porque as bactérias que ele contém regulam a digestão, combatem infecções e melhoram o sistema imunológico.

Na verdade, você pode evitar algumas complicações que podem surgir na gravidez, como pré-eclâmpsia, diabetes gestacional, infecção vaginal e alergias, se consumir alimentos probióticos como o iogurte.

Ovos

Os ovos são importantes para uma boa dieta porque contêm proteínas, que são essenciais para o crescimento das células e o reparo de alguns órgãos.

Eles também têm muitas vitaminas e minerais, como fósforo, vitamina B12 e um nutriente chamado colina, que é essencial para o desenvolvimento do cérebro.

Se você está preocupada com o colesterol presente nos ovos, deve saber que não é prejudicial, pois é natural. É o oposto de gorduras saturadas presentes em alguns alimentos, os quais você deve evitar.

Abacate

A falta de ácido fólico durante a gravidez pode causar doenças graves no tubo neural do feto. Uma delas é a espinha bífida. Para evitá-la, é necessário ingerir essa vitamina antes de engravidar.

abacate

Os abacates são fontes dessa importante vitamina. De fato, é uma das frutas que mais ácido fólico e vitamina B9 possui, assim como vitaminas C, B e K.

Também contêm ferro, magnésio, fibra e potássio. Este último serve como um analgésico para cãibras nas pernas, que você pode sentir durante a gravidez. Além disso, contêm óleo ácido, que ajuda na formação dos tecidos da pele, bem como no cérebro do bebê.

Frutos secos

Os frutos secos são muito saborosos e, também, muito nutritivos. Seu alto teor de fibras evita a constipação. Da mesma forma, são ricos em ácido fólico, ferro e potássio.

Os mais populares são ameixas, passas, uvas e tâmaras. Mas a verdade é que existem muitos mais. Eles têm as mesmas propriedades de quando são frescos. A diferença é que foram desidratados e, portanto, não têm água.

É apropriado enfatizar que, se você consumir 6 tâmaras por dia, é mais provável que o nascimento ocorra naturalmente. Isto é, sem a necessidade de indução.

Carnes

As carnes devem ser vermelhas e magras. Para evitar que contenham gorduras, não compre carne que venha moída e não prepare as aves com a pele.

Este é um dos melhores alimentos para reduzir alguns desconfortos na gravidez, como a fadiga e o cansaço. Isso porque é produzido muito mais sangue do que o normal, até 50%, o que requer ferro para funcionar adequadamente. Se você não tiver ferro o suficiente, pode desenvolver anemia.

Portanto, consumir carne vermelha fornecerá uma grande parte dos valores necessários de ferro por dia. 

No entanto, existem outros alimentos que também contêm esse mineral, como leguminosas, vegetais, verduras e nozes, que você pode adicionar à sua dieta habitual. Mas também lembre-se de tomar suplementos que contenham ferro.

Peixe

O mais recomendado é o salmão, pois contém grandes quantidades de ácidos graxos ômega 3, que são essenciais para a formação da retina e do cérebro do feto.

Além disso, um bebê que recebeu a quantidade necessária de de ômega 3 se concentra mais, aprende melhor e é mais sociável. Também terá uma visão melhor e até mesmo evitará doenças cardiovasculares, paralisia, atrasos no desenvolvimento e transtorno do espectro autista.

grávida comendo peixe

O alto teor de fibras dos frutos secos evita a constipação. Além disso, são ricos em ácido fólico, ferro e potássio.

Dicas para evitar complicações

Os alimentos para reduzir o desconforto na gravidez são uma boa opção. No entanto, você deve levar em conta outros conselhos.

Alguns deles são:

  • Não consuma cafeína.
  • Evite gorduras e alimentos condimentados.
  • Aproveite o tempo para mastigar bem os alimentos.
  • Beba muita água.

Por fim, lembre-se de consumir todos os alimentos mencionados para reduzir o desconforto na gravidez não só quando você engravidar, mas também antes e depois. Dessa forma, você garante a sua saúde e a do seu bebê.

  • Baião, M. R., & Deslandes, S. F. (2010). Práticas alimentares na gravidez: um estudo com gestantes e puérperas de um complexo de favelas do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciência & Saúde Coletiva. https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000800025