7 conselhos para uma paternidade à distância

26 de dezembro de 2018
Quando o papai não está em casa todos os dias, seja por razões de trabalho ou por algum inconveniente particular com a mamãe, é possível que a criança se sinta abandonada.

Em muitos casos, a ausência do pai é interpretada pelos menores da casa como uma rejeição. Por essa razão, é necessário saber levar uma paternidade à distância.

Diante de situações que envolvem a distância do papai, as crianças geralmente não entendem que não são culpadas por essa realidade ou que não é uma questão voluntária.

Consequentemente, seu filho pode começar a se fechar em um mundo próprio, afastando-se do ambiente ao seu redor.

Com certeza, isso afetará o desenvolvimento com seus amiguinhos na escola e com o resto dos familiares que mantêm contato com ele. Nesse sentido, é essencial realizar atividades que reafirmem a presença do pai.

Apesar da distância, seu bebê deve aprender a respeitá-lo como pai

Dessa forma, se encurtam as distâncias entre o bebê e aquela figura paterna que é tão importante no desenvolvimento.

E não se trata de comprar milhares de presentes que ajudem a preencher esse vazio ou agradá-lo em tudo o que quiser. O objetivo é desempenhar um papel decisivo em sua vida diariamente, mesmo que não estejam sempre juntos.

O tempo é a coisa mais valiosa que uma pessoa pode gastar. 

-Theofrasto-

Em outras palavras, o desafio vai além de fazer seu filho entender que você continua ali para ele. Isso porque é preciso promover o respeito, a obediência e o amor sobre todas as coisas.

Talvez imaginar este cenário te deixe nervoso. Por isso, queremos apresentar alguns conselhos para que a paternidade à distância possa ser uma possibilidade eficiente na sua vida.

Paternidade à distância: conselhos úteis

paternidade à distância

Provavelmente você se sente triste com o fato de não ter a oportunidade de compartilhar com seu brotinho tantos momentos quanto gostaria.

No entanto, queremos te dar força para continuar com esta série de conselhos que irão fazer você mudar de ideia e te ajudarão a enfrentar este desafio com uma atitude diferente.

Faça seu filho sentir sua presença todos os dias, especialmente nos momentos mais importantes

Isso inclui situações tristes, conquistas, crises, alegrias e acontecimentos que todas as crianças gostariam de compartilhar com o pai.

Por exemplo, graduações, festas de aniversário, torneios, festivais, entre outros. Se você não puder participar, diga a verdade e explique seus motivos.

Não faça promessas que depois não irá cumprir

Evite criar ilusões que depois irão partir o coração do seu pequeno. Seja explícito e ouça suas necessidades com amor.

Conheça os interesses do seu filho

Não importa se é algo temporário, viva com a mesma paixão aquelas coisas que chamam sua atenção. Envolva-se e proporcione espaço para que ele fale a respeito.

Não manipule

Alguns pais querem reparar seus erros com brinquedos ou guloseimas. A má notícia é que não estão dando um bom exemplo para a vida de seus filhos, pois irão acreditar que essa é a melhor maneira de resolver problemas.

Mantenha a comunicação

A tecnologia se tornou a melhor aliada para pais distantes. Felizmente, as novas gerações contam com essas janelas de comunicação para ficarem próximas dos entes queridos que por algum motivo não estão ali.

Apresente-se com orgulho

Conheça seus professores, seus colegas de classe, sua namorada e qualquer outra pessoa que influencie seu cotidiano.

Estabeleça limites claros

Como mencionamos anteriormente, ensine-o a respeitá-lo apesar da distância. Você sempre será seu pai e, portanto, você deve orientá-lo com firmeza. Você verá que, na adolescência, isso será de grande ajuda.

A paternidade à distância se assume com força e segurança. O carinho que você cultiva no coração do seu filho será o mesmo que irá florescer com o passar dos anos.

A única garantia de que você estabelecerá um vínculo forte com o seu pequeno está em suas mãos: a persistência.

Como a paternidade à distância afeta as crianças?

paternidade à distância

De acordo com especialistas, tudo dependerá da maturidade da mamãe e do papai para assumir essa situação. Da mesma forma, a capacidade de criar laços fortes e canais efetivos de comunicação terá um grande impacto sobre a criança.

A mamãe e o papai devem assumir essa realidade com maturidade para não afetar a criança

Um pai ausente que não está interessado em romper as lacunas que os separam pode favorecer o surgimento de um sentimento de solidão e falta de proteção.

Portanto, nunca é tarde demais para mostrar ao seu anjinho o quanto você o ama, e que sem ele sua vida não seria a mesma.