7 recomendações para seu filho ser carinhoso

Alguma vez você já ouviu a frase: “Ah, tomara que seus filhos sejam carinhosos quando crescerem!” ou “Você tem que tentar fazer seu filho ser carinhoso para não sofrer”. Se for o caso, não se preocupe. Com as nossas recomendações, você vai atingir esse objetivo sem maiores dificuldades.

O principal, para o próprio bem das crianças, é que elas sejam carinhosas para que não se privem do afeto que podem receber das pessoas com quem convivem. 

Certamente, existem crianças que se mostram mais carinhosas do que outras. Cada criança é um mundo diferente. Por isso, devemos ter cuidado com as generalizações na hora de lidar com os pequenos. Devemos nos lembrar de que cada criança tem suas próprias exigências e necessidades.

Se o seu filho não é tão carinhoso quanto outras crianças, não se preocupe. Não se trata de crianças melhores ou piores. Simplesmente, algumas precisam de mais tempo do que outras para conseguir ser carinhosas ou, simplesmente, demonstrar afeto em público com espontaneidade. Nesse sentido, devemos ser sábios e pacientes, além de “dar tempo ao tempo”.

A nível pessoal, devemos ter em mente que o carinho e sua demonstração é um comportamento que repercute consideravelmente em vários âmbitos da vida. Você gostaria que o seu filho fosse mais carinhoso com os outros membros da família? Neste artigo, vamos ajudar você oferecendo algumas recomendações para ajudar seu filho a ser carinhoso.

7 recomendações para seu filho ser carinhoso

1. Passem o maior tempo possível juntos

Se você quer ter um filho carinhoso, baseis a relação de vocês no amor. A criança aprende a se relacionar da forma como é tratada. Isso quer dizer que se seu filho se sente amado, ele vai ser mais receptivo a tudo o que você quiser ensinar.

Se você atender corretamente às necessidades físicas e emocionais do seu filho, vocês terão um ambiente familiar estável e seguro, conseguindo assim demonstrar afeto com os outros.

Muitos pais antes de dormir planejam uma atividade que interesse aos dois, como por exemplo, o simples e conhecido exercício de ler um livro antes de dormir. Outra opção para ajudar seu filho a ser carinhoso é reservar os sábados para que ambos aproveitem passando um tempo de qualidade juntos e fazendo várias atividades.

ser carinhoso

2. Os pais sempre devem ser um bom exemplo

Grande parte do que as crianças aprendem é resultado do que observam nas atitudes dos seus pais. Por isso, é muito importante prestar atenção nas suas atitudes (e nas do seu companheiro) em qualquer situação e, especialmente, em uma situação de conflito.

É preciso reconhecer que ninguém é perfeito e que o mais importante é trabalhar para melhorar os aspectos que nos impedem de progredir ou que prejudicam outras pessoas em prol de um ambiente familiar saudável.

Uma boa forma de dar o exemplo aos nossos filhos para que sejam mais carinhosos é tentar contribuir de alguma maneira na nossa comunidade. Ao oferecer ajuda a quem precisa, a criança vai perceber a importância de saber se relacionar com outras pessoas, de ser solidária e de cooperar para manter um ambiente de convívio agradável.

3. Ensine sempre com honestidade e humildade

Evite explodir com emoções negativas quando a criança cometer um erro. Ao repreender, você não vai conseguir mais do que assustar a criança e imprimir nela uma marca negativa. Em vez disso, tente dialogar com ela e pergunte o que aconteceu. Tente fazer com que a criança aprenda de um jeito bom a pedir desculpas.

Explique e ensine como ela pode evitar esse erro no futuro. Seja sempre honesta e dê exemplos de humildade. Assim como dissemos anteriormente, ninguém é perfeito. Mas somos capazes de melhorar se nos apoiarmos e nos ajudarmos mutuamente de uma maneira positiva.

4. Realize atividades simples, ensaie com pequenos exercícios

Esvaziar a mente é muito importante para conseguir ter calma em um momento de estresse. Praticar algum esporte ou simplesmente fazer caminhadas ajudam a ficar mais atenta aos cuidados dos quais seu filho precisa.

5. Ensine que o interesse pelos outros é uma prioridade

É importante que a criança aprenda a importância de cuidar dos outros e respeite seu compromisso com as pessoas. Ela deve aprender a fazer o que é certo, mesmo se for difícil, e a respeitar as pessoas mesmo quando elas não se comportam de maneira adequada.

Além de perguntar aos professores sobre as notas do seu filho, você também pode procurar saber como ele se desenvolve socialmente e qual é o comportamento dele com os colegas.

Incentive a criança a resolver os problemas ou os desentendimentos com seus colegas e não o deixe desistir na primeira tentativa. Ajude, guie e oriente seu filho para que ele consiga superar os obstáculos.

6. Ofereça oportunidades para seu filho ser carinhoso

As crianças sempre precisam expressar gratidão e afeto para com os outros. Assim, pouco a pouco elas se transformam em pessoas úteis, generosas, compassivas e, além disso, tendem a ser felizes e saudáveis.

ser carinhoso

Se você puder, ajude-o a cumprir com as suas responsabilidades. Se a criança aprender a importância de realizar suas atividades rotineiras, no futuro não terá problemas quando precisar realizar alguma nova tarefa.

Falar com seus filhos é muito importante. Aproxime-se deles e converse com certa frequência sobre temas cotidianos que potencialmente possam desenvolver valores e estimular as habilidades sociais. Por exemplo, você pode conversar com eles sobre a justiça e a injustiça. Não se esqueça de dar espaço para que os pequenos expressem suas opiniões e ideias sobre os temas.

Também é muito importante que você saiba ensinar a expressar gratidão, até mesmo nas situações mais banais. Incentive seu filho a dizer “por favor” e “obrigado” com sinceridade ou a praticar gestos bonitos, como um abraço de agradecimento sempre que for necessário.

7. Incentive seu filho a ser um agente de mudança

As crianças sempre se interessam por resolver assuntos pelos quais se interessam. Por isso, é importante que elas aprendam a assumir papéis e a se desenvolver adequadamente se acontecer algum problema ou dificuldade. Lembre-se de que você pode ajudá-las a resolver seus próprios dilemas e a fortalecer a capacidade de decisão que já têm.

Se você perceber que seu filho se interessa por uma causa, ajude-o a se inserir em um grupo e o incentive a buscar soluções ou apoie suas iniciativas. Encoraje seu filho não apenas a ajudar os outros, mas também a trabalhar com os outros. Isso vai fazer com que ele se torne mais carinhoso com o tempo.

Ao seguir essas recomendações, você vai perceber algumas melhoras no seu filho. Pouco a pouco, entre uma coisa e outra, você vai conseguir que seu filho seja carinhoso, se expresse e se abra aos outros com desenvoltura. Não se trata de mudar a essência, mas de oferecer a chance de se expressar com afeto para poder construir uma vida mais feliz.

Como pudemos comprovar, ajudar um filho a ser carinhoso não tem por que ser uma tarefa que cause atritos nem que perturbe a paz de ninguém. Pelo contrário, trata-se de um exercício de empatia e de uma valiosa oportunidade de crescimento pessoal. Assim como uma experiência de aprendizado e autoconhecimento.

Recomendados para você