O valor de ensinar as crianças a dizer “obrigado”

· 30 de julho de 2017

Dizer “obrigado” ´é a forma mais direta de retribuir um gesto, um cuidado que outra pessoa teve ou terá conosco. É uma atitude que reconhece o quanto apreciamos a ação do outro.

“Obrigado”, é usado para recompensar alguém não em matéria econômica, mas espiritual. Quem diz essa palavra sempre recebe como resposta um gesto amável, um sorriso, um movimento gentil para indicar: tudo bem, não há de quê, você merece, aproveite…

Quem recebe o agradecimento recebe o prêmio de ter agido corretamente e feito alguém se sentir bem. Certamente, também é merecedor de um afeto recíproco que vai servir para consolidar os laços de amizade com esse outro ser, ou a possibilidade de iniciar uma nova amizade caso as duas pessoas tenham acabado de se conhecer.

Aquele que não sabe dizer “obrigado”, ou sabe mas considera que não precisa, se torna um ser solitário, de alma empobrecida, que está alheio aos valores das boas maneiras.

Ensine ao seu filho que qualquer momento é adequado para dizer obrigado

gratidão

Se reconhece um bom amigo em um colega de classe, a quem você agradece por ser quem é.

A paciência que seu professor tem quando ensina matemática, o afeto que sua avó demonstra, a presença da sua irmã que oferece tanta segurança…   Diga ao seu filho que ele deve agradecer e retribuir o carinho que as pessoas o oferecem dizendo isso pessoalmente a cada uma dessas pessoas.

Não existe um momento oportuno para agradecer. Embora seja verdade que se deve demonstrar gratidão quando se recebe uma boa ação, um presente ou um gesto de alguém, é preciso aprender a agradecer em qualquer momento, e por qualquer razão.

Não se pede “obrigado”, se exige, ou se busca com boas ações

Não se deve pedir um agradecimento nem agir esperando receber essa retribuição espiritual. Mesmo que a gratidão seja um desses valores imprescindíveis das boas maneiras, não se pode ser amável nem realizar uma boa ação esperando que o outro agradeça.

O bem deve ser praticado de forma desinteressada.

É preciso agradecer inclusive a quem age contra você

gratidão

Os amigos, aquelas pessoas que ajudam você, aconselham bem, e estão sempre de braços abertos prontos para estender as mãos e acompanhar você nesse confuso caminho da vida: dividindo as tristezas e as alegrias, são as pessoas que mais merecem sua gratidão.

No entanto, todas as pessoas são dignas de receber agradecimentos, inclusive aquelas que realizam ações e dizem algo contra você.

Se o ambiente à sua volta fosse composto apenas por amigos, você não precisaria se superar em matéria espiritual e profissional para ser cada dia melhor.

Você viveria eternamente na sua zona de conforto e nunca conheceria a inveja, o fracasso, o mal, a raiva, a traição… um aglomerado de sentimentos que fortalecem o espírito e refletem a verdadeira natureza humana, tal como ela é.

Aos amigos é preciso agradecer as coisas boas, aos inimigos a maldade. Tanto um como o outro vão fortalecer você para seguir em frente.

O valor de ensinar as crianças a dizer “obrigado”

Mamãe, ensine seu filho a dizer obrigado quando uma pessoa der um doce de presente, abrir a porta ou se levantar para que ele se sente no banco.

Se for um pouquinho mais velho, seu filho deve saber que agradecer sempre vai transformá-lo em uma criança mais bonita, à qual todos vão admirar e de quem vão gostar devido às suas boas maneiras.

Ensine ao seu filho que a gratidão é uma parte inalienável da paz, de uma convivência prazerosa e do respeito mútuo. Ensine também que uma boa forma de retribuir boas atitudes é dizer obrigado e, juntamente com essa palavra, dar um sorriso sincero.

Ensine esses saberes como sempre recomendamos: dando o exemplo. Se você agradece seu filho pela felicidade que ele traz, por fazer parte da sua vida e por todo o carinho que ele oferece, mais tarde você vai perceber que vai colher os mesmos frutos.

Não importa se no começo ele não entende o que significa a palavra “obrigado” e somente a repete porque assim foi ensinado a fazer. É melhor que, desde pequeno, ele cresça com esse conhecimento adquirido, assim como muitos outros: a bondade, o companheirismo, a cortesia, a honra, a tolerância e o respeito.